Blog FastFut

CAN 2017: Senegal de Sadio Mané vence a Tunísia e lidera o Grupo B
Comentários Comente

Celso de Miranda

Com 2 gols no primeiro tempo, Senegal venceu a Tunísia (2-0) nesse domingo no Stade de Franceville, no Gabão, pela primeira rodada da Copa Africana de Nações.

Com o resultado o time do técnico Aliou Cissé assumiu a liderança do Grupo B, depois que Argélia e  Zimbábue empataram (2-2).

Uma das estrelas do torneio, o atacante Sadio Mané abriu o placar logo aos 8': o jogador do Liverpool cobrou pênalti sofrido Cheikhou Kouyaté, do West Ham, que foi derrubado na área pelo zagueiro Aymen Abdennour, do Valência.

Aos 30' foi a vez de Kara Mbodji aumentar: após a cobrança de um escanteio, o zagueiro do Anderlecht acertou uma forte cabeçada no canto direito do goleiro Aymen Mathlouthi, que ainda tocou na bola.

Segue o jogo
Na próxima quinta-feira, o Senegal enfrenta o Zimbábue, enquanto a Tunísia faz o clássico do Norte da África diante da Argélia.

Mané: atacante abriu caminho para 1a vitória do torneio

Mané: atacante abriu caminho para 1a vitória do torneio

Depois dos 2 empates nos jogos de sábado na abertura do Grupo A (Congo 1-1 Guiné-Bissau e Camarões 1-1 Burkina Faso), os atuais vice-campeões do torneio se tornaram o primeiro time a vencer nessa edição da Copa Africana.

Nessa segunda-feira, estreia uma das seleções favoritas: a atual campeã Costa do Marfim enfrenta Togo.Na outra partida do Grupo C  jogam Marrocos e RD Congo.

A primeira rodada da fase de grupos se completa na terça, com os jogos entre Mali e Egito e Gana e Uganda.


Mahrez marca duas vezes e salva Argélia da derrota para o Zimbábue
Comentários Comente

Celso de Miranda

Os 2 gols de Riyad Mahrez não bastaram e a Argélia empatou com o Zimbábue por 2-2 nesse domingo, na estreia das duas seleções na Copa Africana das Nações.

O vencedor do prêmio de melhor jogador africano em 2016 abriu o placar logo aos 13': depois de receber do companhiero de Leicester Islam Slimani, o meia avançou pela direita, cortou para o pé esquerdo e acertou um lindo chute cruzado, que venceu o goleiro Tatenda Mkuruva.

 

A vantagem da Argélia, porém durou pouco: apenas 4 minutos depois o atacante Kudakwashe Mahachi, de 23 anos, empatou: o jogador do Golden Arrows, da África do Sul recebeu a bola na entrada da área e bateu forte.

Aos 28', o atacante Nyasha Mushekwivirou, que joga no Dalian Aerbin, da China, virou o jogo cobrando pênalti cometido pelo zagueiro Mokhtar Belkhiter no lateral Onismor Bhasera.

A Argélia pressionou durante quase todo o 2º tempo, mas só chegou aos 82': Mahrez acertou um chute de fora da área. Mkuruva ainda tocou na bola.

Mahrez: 2 gols não foram suficiente

Mahrez: 2 gols não foram suficiente

O empate foi comemorado como um bom resultado pelos jogadores do Zimbábue: ''Nós entramos como a equipe mais fraca, mas mostramos que temos qualidade e estamos prontos para enfrentar até os favoritos do torneio,'' disse o capitão Willard Katsande.

''Nosso objetivo é deixar uma marca nesta competição,'' avisou. ''Acho que mostramos que somos capazes de avançar para a próxima etapa, que é a nossa meta principal.''

Nesse domingo, Tunísia e Senegal fazem a outra partida do Grupo B.

Os dois times voltam a campo na quinta-feira (19): a Argélia enfrenta a Tunísia, que faz sua estreia ainda nesse domingo diante do Senegal, que enfrenta o Zimbábue na 2ª rodada.


Aubemayang marca, mas Gabão cede o empate na abertura da Copa Africana
Comentários Comente

Celso de Miranda

A estreante Guiné-Bissau surpreendeu o anfitrião Gabão ao empatar em 1-1 no partida de abertura da Copa Africana de Nações 2007, nesse sábado, no Stade de l'Amitie, em Libreville.

O ídolo local Pierre-Emerick Aubameyang abriu o placar para o time da casa no início do 2º tempo (51'): o atacante do Borussia Dortmund completou o cruzamento do jovem meia Denis Bouanga, 22, que atua no Tours da Ligue2 (a 2ª divisão francesa).

Mas no final, o zagueiro Juary Soares, do Mafra, da 2ª divisão de Portugal, empatou para Guiné-Bissau

O técnico visitante Baciro Candé não escondeu o contentamento com o ponto conquistado empate:  ''Estamos muito, muito felizes com o resultado,'' disse o treinador, que comanda Guiné-Bissau desde 2003. ''Sabemos que o Gabão tem uma excelente equipe, que eles têm o melhor jogador da África na Europa e respeitamos isso.''

''Mas o empate nos dá motivação para ir tão longe quanto possível'', afirmou. ''Temos nossos limites, mas viemos aqui com ambições. Vamos melhorar ao longo dos jogos e tentar ir mais longe.''

Vaias
O time da casa deixou o gramado sob fortes vaias da torcida. Apesar disso, o astro gabonês Aubameyang afirmou que o time continua otimista:

''Continuamos positivos'', disse à EuroSport. ''Estamos em casa e isso é uma grande vantagem. Queremos conquistar algo e cabe a nós ganhar o próximo jogo.''

Auba: Cabe a nós vencer o próximo jogo

Auba: ''cabe a nós vencermos o próximo jogo''

Mas se quiser avançar às quartas de final, o Gabão terá que apresentar um futebol muito melhor na segunda rodada, na quarta-feira quando enfrenta Burkina Faso, que estreou com um empate diante de Camarões, na outra partida do Grupo A.

''Obviamente, o resultado não foi ideal para começar'', avaliou o artilheiro da Bundesliga. ''O primeiro tempo foi muito difícil, começamos um pouco nervosos, o time todo sentiu a tensão de estrear diante da torcida.''

''Melhoramos no 2º tempo e podíamos ter ido além do meu gol, '' disse. ''Infelizmente, no final sofremos um gol que não devíamos ter sofrido, foi um erro que não deveríamos ter cometido, mas que nos ensina a não repeti-lo.''

''Cabe a nós corrigirmos os problemas dentro de campo,'' afirmou Aubameyang. ''Agora temos a obrigação de vencer o próximo jogo.''

''Havia 3 pontos em jogo, perdemos'', resumiu o técnico do Gabão José Antonio Camacho. ''No entanto, temos as mesmas chances de nos classificarmos. Sabíamos que o jogo ia ser difícil, não há nada fácil no futebol.''

''Temos o próximo jogo contra o Burkina Faso, uma equipa que respeitamos, mas sabemos que podemos vencer.''

Disputa: Camarões não confirma favoritismo diante de Burkina Faso

Disputa: Camarões não confirma favoritismo diante de Burkina Faso

Empate  
Na outra partida do Grupo A, o 4 vezes campeão africano Camarões saiu na frente, mas não conseguiu vencer o vice-campeão de 2013 Burkina Faso.

Benjamin Moukandjo, atacante do Lorient (FRA) abriu o placar para Camarões, cobrando falta no 1º tempo (35'). Mas o 4 vezes campeão africano não conseguiu manter a vantagem, e aos 75', Issoufou Dayo empatou para os vice-campeões de 2013.

''Perdemos uma oportunidade de ouro para ser o líder deste grupo'', disse o treinador dos Camarões, o belga Hugo Broos.

''Depois de marcar 1-0 tivemos muitas oportunidades de ampliar e se tivéssemos marcado, estaríamos na liderança do grupo.''

Camarões volta a jogar na quarta-feira, diante da Guiné-Bissau.

 


Na zona de rebaixamento, Swansea busca meia da seleção holandesa
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Swansea City assinou o meia-atacante Luciano Narsingh, do PSV Eindhoven. Destaque da renovação da seleção holandesa, após ficar de fora da Euro'16, o jogador de 26 anos fez 16 jogos com a camisa 'laranja' e marcou 4 gols.

''Um sonho se tornou realidade,'' afirmou Narsingh, que marcou duas vezes em 20 jogos pelo PSV nessa temporada. ''Disputar a Premier League, jogando num grande clube, com uma grande torcida como o Swansea é a ambição de todo jogador. Para mim, não foi difícil decidir pela mudança.''

''Estou com 26 anos, que é uma boa idade para entrar na Premier League,'' disse. ''Ganhei dois títulos na Holanda, por isso é um bom momento para vir pra cá.''

O contrato de Narsingh com o PSV iria apenas até o final dessa temporada, por isso os holandeses concordaram com uma taxa reduzida de cerca de £4 milhões (R$ 15,5 milhões).

O jogador assinou por 2 anos e meio e é a primeira contratação do clube após a saída do norte-americano Bob Bradley. Apesar de não ser um pedido seu, o novo treinador Paul Clement elogiou a transferência:

''O clube já vinha em negociação antes de eu chegar, mas estou mais do que feliz por tudo ter avançado da melhor forma,'' disse Clement. ''Quando eu estava no Bayern, jogamos em Eindhoven contra o PSV pela Liga dos Campeões e ele [Narsingh] marcou um gol maravilhoso.''

Renovação: holandês é esperança do Swansea

Renovação: holandês é esperança do Swansea

Segundo Clement, o holandês vai trazer outra dinâmica para a equipe, que luta para deixar a zona do rebaixamento: ''Ele tem velocidade e é um jogador que equilibra agressividade e bom toque de bola. Ele marca gols e tem experiência em jogos de alto nível, diante de grandes clubes.''

Narsingh confirmou que conversou com o companheiro de seleção holandesa Leroy Fer – que está em 2ª temporada no clube, mas que está na Premier League desde a temporada 2012/13 – antes de decidir se mudar para a Liberty.

''Leroy me falou muito bem do clube, elogiou os jogadores do elenco e os torcedores,'' disse ele. ''Isso me ajudou muito a tomar uma decisão, então foi fácil para mim dizer sim ao Swansea.''

Mais
Paul Clement falou nessa quinta-feira sobre o interesse no meio-campista do Tottenham, Tom Carroll: o treinador do Swansea confirmou as conversas com o clube do norte de Londres.

Carroll: próximo alvo

Carroll: próximo alvo

''Há interesse sim e os clubes estão em negociações'', disse.

Jogador de todas as seleções de base da Inglaterra, o meia de 24 anos jogou apenas uma vez na Premier League nessa temporada e o técnico do Tottenham Mauricio Pochettino já admitiu que ele poderia ser vendido.

''Não podemos manter todos os nossos jogadores e talvez a mudança  [de Carroll], que não está jogando e não está muito envolvido com a equipe seja uma alternativa interessante para os dois lados'', disse o argentino, em entrevista ao BBC Sports.

''Mas vamos ver o que acontece. Hoje, são apenas rumores''.


Premier League tem a maior porcentagem de jogadores estrangeiros da Europa
Comentários Comente

Celso de Miranda

A liga mais rica da Europa, a Premier League da Inglaterra é também o campeonato com a maior porcentagem de jogadores estrangeiros entre todas as ligas europeias, como revela uma nova pesquisa da UEFA, divulgada nessa quinta-feira.

O ''Relatório de Benchmarking de Licenciamento dos Clubes'' mostra que 69,2% dos jogadores da Premier League são estrangeiros:  número significativamente maior que a 2ª Liga da lista, a primeira divisão do Chipre, com 57,1%.

Em outras 6 ligas europeias a maioria dos jogadores são estrangeiros (mais de 50%), incluindo o Championship (2ª Divisão Inglesa) e a Premiership escocesa.

Com 49,2% de estrangeiros, a Bundesliga da Alemanha aparece em 9º lugar.

Dos times que disputam o topo da tabela Chelsea (78,3%) e Manchester City (77%) são os times com maior número de estrangeiros:  do outro lado, o Southampton (44.5%) tem um dos menores índices de não-ingleses.

Paul Pogba, Eden Hazard e Alexis Sanchez estão entre as estrelas estrangeiras

Pogba, Hazard e Sanchez: estrelas estrangeiras

Diversidade
A Premier League é, ainda a Liga com a maior diversidade: 65 nacionalidades diferentes estão representadas na competição. Franceses (16%) e espanhóis (15,2%) são as nacionalidades estrangeiras mais comuns.

Mas a maior concentração de jogadores estrangeiros de um só país em uma liga ocorre em Portugal, onde pouco mais de 25% (1/4) dos jogadores da primeira divisão são brasileiros.

As 10 ligas da Europa com maior porcentagem de jogadores estrangeiros

PaísCompetiçãoPercentagem
InglaterraPremier League69,2%
ChiprePrimeira divisão57,1%
BélgicaJupiler Pro League55,8%
PortugalLiga NOS55,6%
ItáliaSerie A55,5%
InglaterraChampionship50,8%
EscóciaScotish Premiership50,5%
LuxemburgoBGL Ligue50,4%
Alemanha1. Bundesliga49,2%
SuíçaSuper League48,6%

10 motivos para assistir à Copa Africana de Nações
Comentários Comente

Celso de Miranda

Mesmo diante de alguma controvérsia, devido ao tenso contexto político e social desde a eleição presidencial do final de agosto, o Copa Africana das Nações, que começa nesse sábado no Gabão continua a ser um torneio interessante em muitos aspectos.

Se o sucesso de um torneio internacional é medido pela presença de grandes nomes, a CAN 2017 está bem servida.

Embora nomes como Sofiane Boufal, do Marrocos (Southampton) e Gervinho, da Costa do Marfim (Heibei Fortuna), estejam fora do torneio devido a lesões, alguns dos principais representantes do talento africano vão estar lá.

1. Estrelas –  encabeçada pelo argelino Riyad Mahrez, do Leicester, recém eleito como ''Melhor Jogador Africano em 2016, pela Confederação Africana (CAF), a lista de estrelas passa pelo gabonês Pierre-Emerick Aubameyang, do Dortmund, e inclui o senegalês Sadio Mané (Liverpool), o tunisiano Wahbi Khazri (Sunderland) e o egípcio Mohamed Salah, da Roma.

2. Tricampeão – Mas o destaque pode, ainda, estar no banco de reservas: campeão em 2012 com a Zâmbia e, em seguida, em 2015, com a Costa do Marfim, o  francês Hervé Renard, agora técnico do Marrocos tenta o 3º título do torneio por 3 seleções diferentes.

3. Redenção – Outra das principais atrações é o atacante de Emmanuel Adebayor, ex-Real Madrid e Arsenal: aos 32 anos e sem clube desde o início dessa temporada, o capitão de Togo inevitavelmente estará sendo observado de perto naquela que pode ser sua última chance de redenção.

Em casa: Aubameyang lidera o Gabão

Em casa: Aubameyang lidera o Gabão

4. O campeão voltou – Maior vencedor do torneio, com 7 títulos, o Egito volta a disputar a CAN, depois de ter ficado de fora das últimas três edições (2012, 13 e 15).

Responsáveis pela eliminação da Nigéria na fase de classificação, os 'Faraós' chegam com apenas uma ambição: o título. E eles têm os meios para vencer, tática e tecnicamente.

O treinador argentino Hector Cuper admitiu que ainda não definiu os 11 titulares, que estreiam contra o Mali, na próxima terça-feira.

''Nosso grupo é muito difícil, mas não tememos nenhum adversário,'' diz o atacante Marwan Mohser, do Al-Ahly, autor do gol no último jogo preparatório diante da Tunísia (1-0), no domingo passado. ''Podemos ganhar o título e para isso temos que começar bem na fase de grupos com resultados positivos.''

Depois do Mali, o Egito enfrenta Uganda (dia 21) e Gana (25) na primeira fase.

5. Promessa – Outra questão pendente é a Argélia: desde a Copa do Mundo no Brasil, o time é considerado um dos mais talentosos do continente, porém suas performances mais recentes têm preocupado, especialmente o setor defensivo.

O novo treinador, o belga George Leekens, afastou o meia Sofiane Feghouli (do West Ham) e o ex-capitão Carl Medjani (do Trabzonspor), chamou um time repleto de jovens estrelas, baseado na seleção Sub-23, que participou das Olimpíadas no Rio, mas a Argélia continua a ser um candidato ao título, apesar do difícil Grupo B, que além dos argelinos tem Senegal, Tunísia e Zimbábue.

Mahrez e Mané representam a Premeier League na CAN

Mahrez e Mané representam a Premeier League na CAN

6. Primeira fase – com apenas 16 times e grupos equilibrados, as emoções começam logo na primeira fase: Argélia vs Senegal (dia 23 de janeiro), Costa do Marfim vs Marrocos (24) e Egito vs Gana (25) são alguns dos bons jogos da fase de grupos.

7. Recorde – Outra atração  será ver o técnico Claude Le Roy superar seu próprio recorde: em 2017, o francês vai dirigir o Togo em sua 9ª participação no torneio, que começou em 1986, com o Egito.

Vencedor em 1988, com Camarões, Le Roy treinou ainda Senegal, Rep.Democrática do Congo e Gana e já participou de 35 partidas: 6 vitórias, 11 empates e 8 derrotas.

Novos rostos: Bolingi do Mazembe e da RD Congo

Novos rostos: Bolingi do Mazembe e da RD Congo

8. Bem vindos – A CAN 2017 marca a estreia de Guiné-Bissau, que faz a partida de abertura do torneio contra o Gabão, no sábado. Marca também a volta de Uganda, que não se classificava desde 1978.

9. Revelações – O torneio africano é, ainda, uma oportunidade para ver novos e promissores talentos, que ainda vão brilhar internacionalmente: na edição de 2017, fique de olho no zagueiro Franck Kessié, de 20 anos (Costa do Marfim/Atalanta), no goleiro Fabrice Ondoa, 21 (Camarões/Barcelona B), no meia Ramadan  Sobhi, 19, (Egito/Stoke City) e nos atacantes Jonathan Bolingi, 22, (RD Congo/Mazembe) e Banou Diawara, 24, (Burkina Faso/Smouha).

10. Festa –  Por último, mas não menos importante, a CAN vale a pena pelo incrível clima festivo, que contagia torcedores de todo o continente.

Tags : CAN 2017


Everton fecha com Schneiderlin do Manchester United por R$ 85 milhões
Comentários 1

Celso de Miranda

O Manchester United concordou em vender o meio-campista Morgan Schneiderlin, de 27 anos, para o Everton por £22 milhões (ou R$85,5 milhões)

Um pedido do ex-treinador Louis Van Gaal, o United pagou £25 milhões (R$ 97,25) pelo jogador francês ao Southampton, em julho de 2015.

Em uma temporada e meia, o jogador fez 47 partidas pelo clube: após a chegada de José Mourinho, porém ele fez apenas 8 jogos, incluindo 3 pela Premier League.

Francês deixa o Man United

Francês deixa o Man United: R$ 85 milhões

O treinador José Mourinho confirmou a saída do jogador após a partida do Manchester United sobre o Hull City, em Old Trafford, na primeira partida da semifinal da Copa da Liga Inglesa: coincidentemente, o time da casa venceu por 2-0, gols de Juan Mata e Marouane Fellaini.

Everton
Após a derrota diante do Leicester em Godison Park (1-2), no último sábado, e da desclassificação da Copa da Inglaterra, o técnico holandês Ronald Koeman exigiu que o clube faça contratações nessa janela de transferências em janeiro.

Em Goodison Park, Schneiderlin, que também era pretendido pelo West Bromwich, vai estar sob o comando de Koeman pela 2ª vez: os dois trabalharam juntos durante 2 anos no Southampton.

O holandês não esconde o interesse em outro jogador do United, seu compatriota Memphis Depay, de 22 anos, que também não tem jogado desde a chegada de Mourinho em Old Trafford.

Niasse: rumo ao Hull

Após apenas 7 jogos com o Everton, Niasse  vai defender o Hull

Nesse caso, porém o Everton pode enfrentar forte concorrência, incluido de fora da Premer League: Depay se uniu ao United vindo do PSV por £25 milhões (R$ 97,3 milhões) em maio de 2015.

Além do meia francês, o Everton anunciou até agora apenas a chegada do atacante Ademola Lookman, de 19 anos: o clube pagou £ 11 milhões (R$42,8 milhões) pelo jogador do Charlton, que participou de todas as seleções de base da Inglaterra.

Saindo
Por outro lado, o Everton concordou em emprestar o atacante Oumar Niasse, de 26 anos, ao Hull City: o novo clube ainda precisa acertar alguns detalhes com o atleta, que apesar de ter disputado as Eliminatórias ficou de fora da lista final de convocados pela  seleção do Senegal, que estreia Copa Africana de Nações no próximo domingo (15), diante da Tunísia.

O jogador assinou por £ 13,5milhões (R$ 52,5 milhões) vindo do Lokomotiv Moscou em fevereiro de 2016, mas jogou somente 7 vezes para os 'Toffees'.


Há 10 anos, Julio Baptista brilhava no Arsenal com 4 gols sobre o Liverpool
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em 9 de janeiro de 2007, o meia Julio Baptista marcou 4 vezes na goleada do Arsenal sobre o Liverpool (6-3), nas quartas de final da Copa do Liga Inglesa, diante do Estádio de Anfield lotado.

O brasileiro, que ainda perdeu um pênalti, marcou o 2º, o 4º, 5º o e 6º gols. O francês Jérémie Aliadière abriu o placar e o camaronês Alex Song marcou o 3º, ainda no primeiro tempo.

Robbie Fowler, Steve Gerrard e Sami Hyypia marcaram para o Liverpool, que pela primeira vez em quase 77 anos  sofria 6 gols em casa.

Baptista terminaria como artilheiro do torneio com 6 gols, ao lado do galês Jermaine Easter, da supresa da temporada Wycombe Wanderers, que também avançou até as semifinais, quando caiu diante do Chelsea.

Para a história: 4 gols no clássico

Para a história: 4 gols no clássico

Emprestado pelo Real Madrid ao time inglês para a temporada 2006/07, o ex são paulino, então com 25 anos, fez 35 jogos e marcou 10 gols com a camisa do Arsenal.

A goleada sobre o Liverpool levou o Arsenal à semifinal da Copa da Liga, onde o time venceria o Tottenham, por 5-3 no placar agregado (na primeira partida, em White Hart Lane, Julio Baptista marcou os 2 gols do Arsenal, no empate em 2-2).

Na final, porém os 'Gunners' cairiam diante do Chelsea (2-1), em Wembley.

 

 


Ex-gremista marca duas vezes e Sydney FC é líder na Austrália
Comentários Comente

Celso de Miranda

Com 2 gols do brasileiro Bobô, o Sydney FC venceu o Central Coast Mariners por 3 a 2 em Gosford, nesse domingo, no encerramento da 14ª rodada da A-League.

O ex-jogador do Grêmio, contratado em agosto passado, chegou aos 7 gols com a camisa dos Sky Blues: artilheiro da temporada é o albanês Besart Berisha, do Melbourne Victory, com 11.

O líder Sydney, porém teve dificuldades para manter o resultado no 2º tempo: jogando em casa e apoiado pela torcida, o Mariners partiu para o ataque e conseguiu o empate com Roy O'Donavan (66') e Scott Galloway (76'), se tornando o primeiro time nessa temporada a marcar duas vezes no goleiro Danny Vukovic no mesmo jogo.

O Mariners estiveram próximo de assumir a vantagem no placar e quebrar a invencibilidade do 'Sky Blues': num pênalti cometido por Rhyan Grant em Connor Pain o português Fabio Ferreira errou a cobrança, chutando por cima do travessão do goleiro Paul Izzo.

Vindo do banco, o zagueiro David Carney fez o gol da vitória (78'): o gol causou revolta entre os jogadores do Mariners, que reclamaram que o veterano ex-jogador do Everton estava impedido quando desviou o cruzamento de Michael Zullo para marcar.

Brasileiro chega aos 7 gols na temporada

Brasileiro chega aos 7 gols

A vitória garantiu o Sydney na liderança, 7 pontos à frente do Victory, que, porém tem um jogo a menos (a partida adiada da 5ª rodada diante do Wellington Phoenix).

Na próxima rodada, os Blues enfrentam o Western Wanderers, no clássico de Sydney.


Jonas marca e Benfica vence na volta do Liga Portuguesa
Comentários Comente

Celso de Miranda

Na volta do Campeonato Português, nesse sábado o Benfica derrotou o Vitória Guimarães por 2-0, no  Estádio D. Afonso Henriques, em jogo válido pela 16.ª rodada.

Vários meses depois, Jonas e Kostas Mitroglou voltaram a jogar juntos no time titular. E a dupla não decepcionou: o brasileiro abriu o placar aos 19', e o grego ampliou ainda no primeiro tempo (42').

Гимарайнш – Бенфика (Обзор матча) ''MyFootball.ws'' от MyFootball.ws – Футбол онлайн на Rutube.

Foi apenas o apenas o 1º gol de Jonas na Liga. Já Mitroglou marcou pela 6ª vez e é o artilheiro do time no torneio: na temporada  2015/16, a dupla marcou junta 61 gols pelo Benfica.

''Precisamos apresentar as soluções à medida que os jogos vão acontecendo'', disse o técnico Rui Patrício, em entrevista à RTP após a partida. ''A temporada é longa, estamos em 3 competições e pretendemos disputar o título em todas elas.''

''Hoje jogaram Mitroglou e Jonas, que acabaram fazendo um bom trabalho, com o Jonas mais atrás, fazendo a ligação ao setor de meio-de-campo.''

Jonas e Mitroglou: dupla voltou a brilhar

Jonas e Mitroglou: dupla voltou a brilhar – e a marcar – na Liga Portuguesa

''No ano passado a dupla funcionou muito bem e ainda é uma dupla muito entrosada, com a qual qualquer treinador gostaria de contar,'' avaliou.''Mas temos jogadores de enorme qualidade e variadíssimas características no elenco, que têm dado o equilíbrio ao time em todos os setores.''

''Hoje mesmo, no 2º tempo, quando o Vitória acabou saindo mais à procura do gol e tivemos de controlar mais atrás, foi importante o trabalho do Andreas [Samaris] e do Pizzi para mantermos o controle da partida.''

Tabela
Com a vitória, o Benfica abriu 6 pontos de vantagem para o vice-líder Porto (41 a 35), que apenas empatou diante do Paços de Ferreira (0-0).

O 3º colocado Braga (33 pontos) também ficou no 0-0 diante do Nacional e pode ser alcançado pelo Sporting, nesse domingo, caso o time da capital vença o Feirense, no Estádio José Alvalade.

A 3ª posição é importante na Liga Portuguesa, já que classifica o time para a Fase Preliminar da Liga dos Campeões.

Na próxima rodada, o Benfica recebe o Boavista, no Estádio da Luz.