Blog FastFut

Arquivo : abril 2015

Lions encara a Macaca no sábado, em Orlando
Comentários Comente

Celso de Miranda

“O time mais antigo do Brasil contra o time mais novo dos Estados Unidos…”

É assim que o Orlando City, time do brasileiro Kaká está divulgando o jogo que fará esse sábado contra a Ponte Preta de Campinas, seu 8º amistoso internacional em cinco anos.

It’s going to be a fun weekend. We’ll see you on Saturday! Tickets: http://orlan.do/1DONfZF#ORLvPON

Posted by Orlando City Soccer Club on Quinta, 30 de abril de 2015

Em 2011, o jovem Kevin Molino, fez história ao marcar para o Orlando em um amistoso internacional contra o Newcastle United. Foi a primeira vitória: 1-0.

Quatro anos mais tarde, o meio-campista de 24 anos é um dos ídolos do time que enfrenta a Ponte Preta, nesse sábado no Citrus Bowl.

De lá para cá, o time enfrentou a Roma, Fluminense, Stoke City e, o mais recente, em 2014, o São Paulo (0-0).

 


Barcelona e Real perdem com novo acordo de direitos de TV na Espanha
Comentários 8

Celso de Miranda

A nova lei espanhola que rege a venda de direitos televisivos de transmissão dos jogos de futebol e da distribuição da renda foi aprovado pelo governo nessa quinta-feira. Trata-se de uma revolução!

“A lei regulará os direitos para transmitir jogos de primeira e da segunda divisão, bem como da Copa del Rey e da Supercopa”, informa o ministro do Esporte, José Ignacio Wert.

Segundo ele, a legislação entrará em vigor em 2016 em substituição ao regime atual, no qual os clubes negociavam individualmente seus próprios contratos com as emissoras, no que é conhecido como o acordo de “direitos de arena”, num modelo parecido com o que acontece no Brasil.

Divisão mais equilibrada permitirá modernização do futebol espanhol

Mais competitivo: divisão do dinheiro da TV deve incluir novos times no topo do futebol espanhol

A nova lei tem como objetivo trazer o futebol espanhol em conformidade com as ligas de futebol do Reino Unido, da França e da Itália e irá corrigir desequilíbrios existentes nos rendimentos, que possibilitam que alguns clubes, os mais tradicionais ou de maior torcida, possam reivindicar uma quantia desproporcional da rendimentos, deixando os clubes menores lutando por uma fatia ínfima de recursos.

A iniciativa para a aprovação dessa legislação contou com o apoio da maioria dos 42 clubes profissionais da Espanha, que pressionaram órgãos de governo a negociar um acordo coletivo de direitos semelhante ao utilizado pelo Campeonato Inglês, que em fevereiro fechou um acordo de no valor de £5.14 bilhões (ou R$22 bilhões) pelas próximas 3 temporadas.

Wert disse que as ligas espanholas obtiveram “um pouco menos de € 800 milhões” na temporada 2013/14 com vendas mundiais de seus direitos audiovisuais.

Modelo inglês: duas emissoras pagam, 40 clubes ganham

Modelo inglês: duas emissoras pagam, todos clubes ganham

Competição
“Já os dois maiores clubes da Espanha – Real Madrid e Barcelona – ​​foram capazes de chegar a ofertas de televisão bem mais lucrativos, o que lhes deu condições de superar, ano a ano, seus rivais na capacidade de na aquisição de jogadores, reformas de infraestrutura, investimentos nas categorias de base, em tecnologia, viagens internacionais, intercâmbios, bolsas de estudo etc”, afirmou Wert.

O porta-voz do Ministério do Esporte, chefe do Conselho de Esportes da Espanha, Miguel Cardenal, disse que as mudanças permite que o futebol do país se “adapte aos tempos modernos”.

“Você apenas tem que ver que no ano passado o Cardiff, que terminou em último na Premier League, arrecadou mais com direitos de TV do que o Atlético de Madrid, campeão espanhol”,  disse Cardenal.

A nova legislação ainda precisa ser aprovada pelo parlamento antes de entrar em vigor, mas todas as previsões dão conta de que isso deva acontecer sem maiores dificuldades, já que é apoiada pelo partido do governo do primeiro-ministro, Mariano Rajoy, que goza de maioria em ambas as câmaras.


Suíça apitará a final da Champions entre alemãs e francesas
Comentários Comente

Celso de Miranda

A árbitra suíça Esther Staubli foi escolhida para apitar a final da Liga dos Campeões Feminina entre Frankfurt e Paris Saint-Germain, no Friedrich-Ludwig-Jahn-Sportpark, em Berlim, no dia 14 de maio.

O Comitê de Arbitragem da UEFA escolheu a árbitra de 35 anos e as compatriotas Belinda Brem e Susanne Küng como assistentes. Désirée Grundbacher será a quarta árbitra, enquanto Emilie Aubry, árbitra assistente de reserva, completa a equipa de arbitragem.

Árbitra de 35 anos terá dificuldades para conter rivalidade entre alemãs e francesas

Árbitra de 35 anos apita jogos do campeonato suíço e da Liga Europa

Staubli tem o desafio de dirigir um jogo que, se não faltassem elementos para a rivalidade entre alemãs e francesas, tem tudo para ser memorável, já que pode dar o 4o. título ao Frankfurt, algo inédito na história do torneio, ou o primeiro título ao PSG, o que também certamente marcaria para sempre a história do clube francês – e de cada uma das jogadoras.

Na atual edição do torneio, ela dirigiu duas partidas, entre elas o jogo de volta das quartas-de-final entre o Rosengård, de Marta, e o Wolfsburg, no qual o time alemão conquistou a vaga com um empate em 2-2, graças aos gols marcados fora.

Uma das mais experientes no cenário europeu, Staubli é árbitra internacional desde 2006 e logo em seu 2º  ano de atuação foi 4ª árbitra da decisão da Liga dos Campeões 2007, entre Arsenal  e Umeå.

Dos dois times envolvidos na final desse ano, ela só apitou uma vez um jogo do Frankfurt, em 2012, na Alemanha diante do Rosengård, na primeira mão das quartas-de-final da Liga dos Campeões.

A suíça esteve na Euro 2009 e 2013 e está escalada para arbitrar na Copa do Mundo de 2015, no Canadá.


Hope Solo não queria ser goleira
Comentários Comente

Celso de Miranda

Hope Solo, um dos nomes e rostos mais conhecidos entre as jogadoras da seleção norte-americana conta que desde criança queria ser jogadora de futebol profissional. Mas como a maioria das crianças ela não achava que acabaria jogando no gol.


Ela conta que chegou a ser atacante e artilheira em seu tempo de colégio em Richland, no estado de Washington, no noroeste dos Estados Unidos.

Hope não concordou em ir definitivamente para o gol até seus últimos anos de faculdade. Foram seus treinadores da Universidade de Washington que a convenceram: “Eles me diziam que eu poderia ser uma das melhores na posição” conta. “E eu sempre quis ser a melhor naquilo que fazia, então…”

Desde então, ela se dedicou a posição e tornou-se bicampeã olímpica em 2008 e 2012, Luva de Ouro na Copa de 2011, quando foi vice-campeã.

“É uma posição difícil, na qual ninguém para de se aperfeiçoar”, diz Hope. “E isso é uma das coisas que eu adoro em ser goleira. O desafio que isso traz é que continua a me motivar.”

Veja as outras 22 histórias


FIFA lança vídeo oficial da Copa do Mundo Feminina: assista
Comentários Comente

Celso de Miranda

A Copa do Mundo de Futebol Feminino de 2015 que começa no dia 6 de junho em Vancouver, no Canadá será a 7ª edição do campeonato patrocinado pela FIFA.

Na última edição, realizada na Alemanha, para quem não se lembra, o Japão foi o campeão batendo os Estados Unidos na final.
O Brasil caiu nas quartas, eliminado pelas norte-americanas, nos pênaltis, depois de empatarem a partida em 2-2.

Como parte da divulgação da Copa, ontem a FIFA lançou o vídeo oficial do torneio e… adivinhe: a rainha está lá. Outras cinco jogadoras  aparecem no vídeo, a partir da representante da seleção afitriã, Christine Sinclair, que foi eleita a melhor jogadora canadense pelo 10º ano consecutivo.

Abby Wambach, dos Estados Unidos, Bola de Ouro FIFA em 2012 e sua sucessora e Nadine Angerer, goleira alemã, que venceu o prêmio em 2013.

Marta: estrela da FIFA esperança brasileira

Marta: estrela da FIFA esperança brasileira

A atacante japonesa Nahomi Kawasumi, que vai defender o título praticamente em casa, já que atua no Seattle Reign e a sueca, Lotta Schelin, maior artilheira da seleção de seu país, única dessa lista, além de Marta, que joga na Europa, no Lyon.

Pela primeira vez, a Copa do Mundo Feminina terá 24 seleções. Assim, os times que avançarem à final farão um jogo a mais.

Os jogos serão em 6 cidades (Vancouver, Edmonton, Winnipeg, Ottawa, Montreal e Moncton), todos em estádios com gramados artificiais.


Emirates Cup: por £30 mi a Copa da Inglaterra terá novo nome em 2016
Comentários Comente

Celso de Miranda

Depois de uma temporada sem patrocinador a Federação Inglesa anunciou um acordo de concessão de naming rights para a Copa da Inglaterra (FA Cup), que a partir da temporada que vem passa a se chamar Emirates FA Cup.

Campeonato criado em 1871 terá seu nome negociado pela primeira vez

Campeonato criado em 1871 tem seu nome negociado pela primeira vez

É a primeira vez que a Federação Inglesa assina esse tipo de acordo, que deve lhe render cerca de £30milhões (ou € 41,5 milhões) nos próximos três anos.

Embora a competição já tenha tido outros parceiros comerciais, a FA sempre preferiu usar os termos “em associação com” ou “patrocinado por” em vez de fechar um contrato de direitos de nomeação, como é feito com os estádios dos clubes, por exemplo, com medo de diluir a identidade do torneio e da taça em si, um patrimônio da competição.

Em casa: torcedor do Arsenal no Emirates Stadium

Em casa: torcedor do Arsenal no Emirates Stadium

Com sua primeira edição datada de 1871, a Copa da Inglaterra (ou FA Cup) é considerada a mais antiga competição de futebol do mundo, por isso a incapacidade da federação para encontrar um patrocinador nessa temporada foi considerada uma derrota constrangedora.

A busca por um patrocinador, que se mostrou extremamente difícil nessa temporada, acabou sendo facilitada pelo encerramento do acordo entre Emirates e a FIFA, na esteira das alegações de corrupção na entidade máxima do futebol.

A empresa com sede nos Emirados Árabes Unidos, tendo como base o Aeroporto Internacional de Dubai, já patrocina grandes clubes na Europa: Arsenal, Real Madrid, Hamburgo, Paris Saint-Germain, Milan e Olympiacos, além de ser patrocinador da UEFA.


Ainda não: faltou um ponto pra Juventus
Comentários Comente

Celso de Miranda

A Juventus fez sua parte e venceu a Fiorentina (3-2) com dois gols de Carlos Tevez (que se isolou na artilharia com 20 gols), mas a Lazio fez 4-0 no Parma e manteve a diferença em 12 pontos, faltando 5 jogos para o fim da temporada.

Juve: um ponto

Juve: um ponto

No sábado, sem depender de nenhum outro resultado, basta o time vencer a Sampdoria, em Gênova para ser tetracampeão italiano. A Lazio joga no domingo contra o Atalanta, em Bergamo

Pippo
Segundo o jornal Gazzeta dello Sport, na edição de amanhã, a derrota do Milan hoje diante do Genoa deve apressar a saída de Pippo Inzaghi do comando do time. O jornal já conta com a promoção de Cristian Brocchi, ex-jogador do clube, que atualmente treina as categorias de base.

“Eu vou de cabeça erguida: Eu dei tudo a esse time”, djá teria dito ao diário, após o jogo o treinador. Perguntado se estava se despedindo ele respondeu: “Claro, está tarde e estou indo para Milanello [sede do Milan], os outros não sei.”

Torcedor rossoneri não aguenta mais sofrer

Torcedor ‘rossoneri’ não aguenta mais sofrer

No San Siro, antes da partida contra o Genoa, a torcida do Milan já protestava: em campo, o time mais uma vez decepcionou e perdeu (1-3), caindo para a 10º posição na tabela. O Genoa é o 6º

 

 


Wolfsburg fará as finais da Copa da Alemanha no masculino e feminino
Comentários Comente

Celso de Miranda

No masculino, confirmando a boa temporada, o Wolfsburg chega pela segunda vez na sua história, à decisão da Copa da Alemanha.

Os atuais vice-líderes da Bundesliga, já garantidos na Liga dos Campeões na próxima temporadas, os “Lobos” derrotaram nas semifinais o Arminia Bielefeld da 3ª divisão com um convincente 4-2.

Artilheiro do jogo, Perisic marcou duas vezes

Artilheiro do jogo, Perisic marcou duas vezes

A final acontece 30 de maio em Berlim diante do Borussia Dortmund, que eliminou o Bayern ontem, em Munique, nos pênaltis.

Maximilian Arnold silenciou os 26.137 torcedores que lotaram a Schüco Arena logo aos 8 minutos. No primeiro tempo, Luiz Gustavo aumentou aos 32 minutos.

O domínio do Wolfsburg se estendeu por toda a partida e na fase final Ivan Perisic e novamente Arnold, num espaço de quatro minutos fizeram 4-0.

Vinte anos
Só os torcedores com mais de 40 se lembram da última vez que o Wolfsburg chegou a uma decisão da Copa: e eles certamente esperam um resultado diferente.

Luiz Gustavo marcou de cabeça o segundo

Luiz Gustavo marcou de cabeça o segundo

A primeira vez, em Berlim em 1995, o time foi derrotado pelo Borussia Mönchengladbach por 3-0.

Decisão no Feminino
Vencedor de cinco dos seis títulos possíveis nas duas últimas temporadas, o Wolfsburg é o grande favorito na decisão da Copa da Alemanha Feminina, nessa sexta-feira, 1º maio, diante do Turbine Potsdam, no Estádio RheinEnergie em Colônia.

O Turbine surpreendeu a todos ao eliminar o Frankfurt, finalista da Liga dos Campeões da Europa nas semifinais, com uma vitória por 2-0. O time na consistência defensiva, liderada pela zagueira Johanna Elsig, seu ponto forte.

Líder da Bundelisga, o Wolfsburg que eliminou o Freiburg (4-2) na semifinal, é um time com muito mais completo, e tem um elenco consagrado, repleto de jogadoras da seleção, incluindo Nadine Kessler, a Bola de Ouro da FIFA, em 2014, e agora que saiu da Liga dos Campeões, eliminado pelo PSG, podem se dedicar apenas a esse jogo.

Juventude e muita marcação: Potsdam corre por fora

A juventude da zagueira Elsig, do Potsdam, contra a experiência de Kessler, do Wolfsburg

Adeus
No Wolfsburg, destaque para a despedida de uma grande jogadora e grande ídolo do clube: Martina Müller, que encerra sua carreira ao final da temporada.

Líder da equipe bicampeã da Liga dos Campeões, bicampeã da Bundesliga e campeã da Copa, o título nessa sexta seria o encerramento perfeito para 10 anos de clube.

Com a seleção alemã, a meia-esquerda de 35 anos venceu duas vezes a Eurocopa e a Copa do Mundo e ainda deve seguir jogando, pelo menos até o Canadá – está confirmadíssima na Copa do Mundo em junho.

“A decisão de Martina Müller é lamentável. Ela é uma jogadora incrível e importância vai além do futebol, você não imagina. Ela fará muita falta”, diz Ralf Kellermann, que recebeu o prêmio da FIFA como melhor do mundo em 2014.

Martina Müller, liderança muito além do campo

Martina Müller, liderança muito além do campo

“Mas eu posso entender absolutamente este passo depois de anos de dificuldades e os encargos triplos”, afirmou referindo-se ao trabalho do clube, na seleção e em casa.

“Sem Martina não estaríamos onde estamos hoje ela foi a primeira jogadora da seleção que demonstrou fidelidade ao nosso time, o que atraiu muitas outras jogadores de topo, bem como motivou jovens jogadoras das categorias de base”, disse Kellerman.

“Eu estou contente que eu já tomei minha decisão. Há muito tempo eu lutava contra ela, mas cheguei à conclusão de que agora era um bom momento. Eu posso organizar minha vida de novo e colocar o foco em coisas que tive que deixar meio de lado por causa do esporte nos últimos anos”, disse Martina Müller.

“Eu quero agradecer ao VfL e, sobretudo aos nossos torcedores pelo apoio durante todos esses anos… Foram grandes, grandes momentos.”


Firmino: impassível diante de uma possível transferência
Comentários Comente

Celso de Miranda

Roberto Firmino garante que só pensa em classificar terminar bem a temporada 2014/15 com o Hoffenheim, que seria, para ele – e para toda a torcida do clube, classificar o time, atualmente em 7º lugar na tabela (40 pontos), para a Liga Europa.

Com 42, Schalke e Augsburg dividem a 5º colocação, faltam três rodadas para o término da Bundesliga.

Pessoalmente, o jogador em alta no Hoffenheim, resiste em concordar que foi um dos melhores brasileiros da ‘Era Dunga”, com uma série de boas performances e dois gols em quatro jogos, diz que não pensa em ser titular e que só quer garantir um lugar no grupo que vai Copa América.

Há cinco temporadas na Alemanha, nesse fim-de-temporada, o jogador de apenas 23 anos, que ainda não disputou a Liga dos Campeões, tem sido ligado a boatos de transferências para o Manchester United, Arsenal e Zenit.

“Eu não gosto de falar muito sobre transferências”, explicou ele ao site oficial da Copa América. “Rumores incomodam, claro. Você não lê, vem alguém e te conta, mas eu tento não me preocupar com eles.”

“Eu não tenho um clube que eu sonho em jogar. Eu sonhava em jogar pela Seleção e isso já aconteceu”, disse. “Agora o desafio é me manter jogando bem para permanecer no radar.”

Alemanha
Curiosamente, quando Firmino entrou ‘no radar’ no Brasil não passava por seu melhor momento na Alemanha.

Com seis gols na atual temporada da Bundesliga, sua performance não se compara à de 2013/2014, por exemplo, quando marcou 16 vezes e ajudou o ataque do Hoffenheim a chegar a 72 gols, o segundo melhor do campeonato, só atrás do Super Bayern (94).

Jogar bem: no clube ou na seleção campeã do mundo, é preciso sempre "dar tudo"

No clube ou na seleção campeã do mundo é preciso sempre jogar bem

Além do brasileiro que terminou como artilheiro do time na temporada, o francês Anthony Modeste (12 gols), o bósnio Sejad Salihović (11),  e Kevin Volland (10) fizeram 10 gols ou mais. No entanto o time sofreu 70 gols e terminou em 9ºcolocado.

Nessa temporada, a três rodadas do fim, Firmino fez apenas 6 gols, mas continua sendo o principal artilheiro do time, que fez apenas 45 (6º mais positivo) e sofreu 48. No entanto é o 7º colocado e, segundo o próprio atacante, tem boas chances de terminar entre os cinco primeiros.

Reta final
“Precisamos jogar bem sempre, claro, mas nesse momento é fundamental entregar nosso melhor em campo”, disse. “Esses últimos jogos podem marcar a temporada toda e deixar nossa marca no time e fazer a diferença diante do torcedor.”

Em relação à Seleção, para Firmino, todo jogo é importante. “Se você que estar na Seleção, a exigência é grande, claro”, disse Firmino. “É preciso sempre jogar bem. Eu só vou me sentir parte da equipe da Copa América, quando meu nome estiver na lista e for publicado pela comissão técnica.”


De olho na Champions, Juve quer título italiano hoje
Comentários Comente

Celso de Miranda

Depois de perder a chance e jogo de ser campeão diante do grande rival regional Torino (2-1) no domingo, a Juventus tem uma nova oportunidade de conquistar seu 31º título italiano, o 4º título consecutivo, nessa quarta-feira contra a Fiorentina, jogando em casa, diante de sua torcida.

Carlitos: 4º  título consecutivo da Juve sai hoje?

Carlitos: 4º título consecutivo da Juve sai hoje?

Caso o time vença e a Lazio não ganhe do Parma, a “Velha Senhora” já fica com o título. Até com um empate a Juve já abriria 15 pontos de vantagem sobre o 2º colocado – faltando cinco rodadas – e conquistaria o título, mas então Lazio, Roma (que enfrenta o Sassuolo fora), e mesmo o Nápoli (que joga em Empoli) não podem pontuar na rodada.

O time de Turim tem vantagem no desempate (confronto direto) contra os três concorrentes: venceu a Lazio (3-0 e 2-0), a Roma (3-2 e 1-1) e o Napoli (3-1 e o segundo jogo acontece na rodada 37 em Turim).

Foco
Ser campeão é um passo importante para deixar o técnico Massimiliano Allegri livre para preparar melhor o time e a programação de treinamentos para enfrentar a semifinal da Liga dos Campeões contra o Real Madrid.

Pirlo volta contra o Real Madrid: foco na Europa

Pirlo volta contra o Real Madrid: foco na Europa

A primeira partida será em Turim, no dia 5 de maio e a expectativa é para o retorno de Andrea Pirlo, que deve retorno da lesão que o afastou das duas partidas contra o Monaco.

Outro que esteve fora, Paul Pogba, no entanto ainda não está pronto para a primeira partida, mas Allegri espera contar com o francês, que vem sendo preparado no departamento médico, especificamente para o jogo decisivo no Santiago Bernabéu, em 13 de maio.

Dois lugares para três
A corrida para as outras duas vagas italianas na Liga dos Campeões ganhou emoção na reta final, com a queda de produção de Roma e Lazio.

Napoli, de Higuaín: boa fase na Liga Europa inspira reta final na Serie A

Napoli, de Higuaín: boa fase na Liga Europa inspira reta final na Serie A

Em sentido oposto o Napoli ganhou fôlego novo na boa fase que o fez chegar às semifinais da Liga Europa e acabou voltando ao páreo e agora ameaça a dupla da capital.

As duas últimas rodadas são exemplos disso: na 31ª enquanto a Lazio perdia o clássico para a Juve (2-0) a Roma deixava escapar pontos importantes em casa, num empate diante do Atalanta (1-1).

No último final de semana, foi o contrário e foi a vez da Roma sair derrotada no clássico contra a Inter (2-1), enquanto a Lazio deixava a vitória escapar, num empate no Estádio Olímpico contra o Chievo (1-1).

Nas duas rodadas, o Napoli somou 6 pontos: venceu fora o Cagliari (3-0) e a Sampdoria (4-2).