Blog FastFut

Arquivo : agosto 2016

Tottenham assina com Moussa Sissoko por R$ 127 milhões até 2021
Comentários Comente

Celso de Miranda

Às 23h41, faltando 19 minutos para o fechamento da janela de transferência para o início dessa temporada, o Tottenham confirmou a contratação de Moussa Sissoko, do Newcastle.

Os clubes não revelaram os valores envolvidos na transação, mas estima-se que o Tottenham tenha pago £ 30 milhões (em torno de R$ 127,2 milhões) ao Newcastle por um contrato de 5 anos.

Sissoko: destaque da Euro junta-se aos Spurs

Sissoko: destaque da Euro junta-se aos Spurs

Curiosamente, a confirmação oficial do acordo surgiu pouco depois que o meia de 27 anos já havia postado uma foto de si mesmo no Twitter segurando uma camisa do time, com a legenda: “Muito feliz em me juntar aos Spurs pelos próximos cinco anos.”

Me leva que eu vou
Um dos destaques no vice-campeonato da França na Euro 2016, Moussa Sissoko foi incapaz, no entanto de evitar o rebaixamento do Newcastle na última temporada da Premier League.

Desde então, o jogador vinha afirmando sua disposição em deixar o Newcastle, já que, segundo ele, seria difícil se manter na seleção francesa jogando na 2ª divisão da Inglaterra.

O francês não podia ser mais contundente quando postou numa rede social que estava ‘esperando pelo Real Madrid’, após rumores sobre o interesse do clube espanhol, no início de agosto.

Sissoko chegou ao Newcatle em janeiro de 2013 vindo do Toulouse, onde foi revelado e jogou entre 2007 e 2013: na França, fez 190 jogos e marcou 20 gols. Em 3 anos e meio na Premeir League, fez 133 jogos, marcando 12 gols.

Curiosamente, a última partida de Sissoko na Premier League foi na vitória do Newcastle por 5-1 sobre o seu novo time, o Tottenham Spurs, na última rodada da temporada 2016-17.

Em sua primeira entrevista ao site do clube, o jogador disse estar muito muito feliz, muito orgulhoso com a transferência.

Perguntado sobre o que o fez escolher se juntar ao Tottenham, ele disse que a escolha foi simples: “Eu vi o que o time fez na ultima temporada. É um grupo forte, tem um grande treinador. Eu conversei com [goleiro do Tottenham e da seleção francesa] Hugo Lloris, que me falou coisas incríveis.”

“Eu não poderia querer mais. Pra mim o que interessa é estar num dos melhores times da Inglaterra, disputando os grandes torneios,” concluiu.

Seleção
Autorizada pelo técnico Didier Deschamps a deixar o campo de treinamento em Clairefontaine para finalizar sua transferência para o Tottenham, Moussa Sissoko não tomou o voo para Bari com o resto da delegação.

O jogador viaja nessa quinta para se juntar ao elenco na Itália, onde a equipe faz na sexta-feira o último amistoso antes da estreia nas Eliminatórias da Copa diante de Belarus, na Borisov-Arena, na terça.


Pressionada, Holanda começa corrida para a Copa do Mundo
Comentários Comente

Celso de Miranda

A seleção da Holanda inicia nessa sexta-feira (2) uma nova fase: depois de decepcionar na Copa do Mundo e de ficar de fora da Eurocopa, a tradicional força do futebol europeu, que passa por um dos piores momentos de sua história inicia sua caminhada para a Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

O amistoso com a Grécia, em Eindhoven representa o último teste para a Holanda antes do início das Eliminatórias Europeias contra a Suécia, na terça-feira, na Friends Arena em Solna.

Danny Blind: renovação

Danny Blind: renovação

Holanda e Suécia estão no Grupo A, que ainda tem França, Belarus, Bulgária e Luxemburgo.

“O momento exige renovação,” acredita Mike Verweij, editor do Telegraaf. “A Federação mantém o técnico Danny Blind, mas ele está certamente sobre pressão e não tem nenhuma margem para erro, sobretudo após a saída de praticamente toda sua Comissão.”

Nessa terça, o ex-jogador Marco Van Vasten, que assistente-técnico da seleção anunciou que deixará o cargo para assumir uma função técnica na FIFA. Há duas semanas, o treinador havia sido surpreendidos com a saída de seu 2º assistente, Dick Advocaat, que assumiu treinador principal do Fenerbahçe.

Nessa quinta, o gerente da equipe Hans Jorritsma também deixa o cargo depois de 20 anos no cargo. De acordo com membros da Federação Holandesa (KNVB), o perfil do novo gerente deve ter como modelo o alemão Oliver Bierhoff,  que tem um papel de ser o conector entre os jogadores e a equipe técnica, mas também de ser o ponto de contato entre o time e o mundo exterior.

“A KNVB confirma que o ex-jogador Ruud Gullit foi convidado, mas recusou. Muitos na Holanda dizem que ele aguarda um tropeço de Blind para ser convidado a assumir o seu cargo,” diz Verweij.

Se haverá renovação dentro de campo, porém o técnico  Danny Blind faz mistério: nessa quarta-feira, ele comandou o último treino antes da partida contra a Grécia na Phillips Arena, de portões fechados.

A chegada do lateral-direito Daryl Janmaat, do Watford, chamado nessa terça para substituir Kenny Tete, do Ajax, que sentiu uma contusão, mas foi mantido no elenco e ainda pode ser aproveitado contra a Suécia, deixou o grupo com 24 jogadores.

“Começamos um novo desafio, mas não começamos do zero, do nada”, afirmou Blind, ue falou à Imprensa nessa quarta após a sessão de treinos, lembrando dos amistosos realizados antes da Euro, quando o time já desclassificado, iniciou o planejamento visando às Eliminatórias.

Berghius: atacante ex-AZ Alkmaar estreou na seleção em maio

Berghius: atacante que estreou na em maio deve ser titular

Desde o início do ano, a Holanda fez 5 amistosos: em março perdeu para a França em Amsterdã (2-3) e venceu a Inglaterra em Londres (1-2). Depois, em maio empatou com a Irlanda (1-1) em Dublin. Em junho, duas vitórias fora de casa sobre a Polônia (1-2) e Áustria (0-2).

“É claro que vamos utilizar novos jogadores, mas também vamos contar com a experiência e o talento de atletas que já têm história na seleção,” disse.

Numa seleção sem Nigel De Jong, Arjen Robben, Klaas-Jan Huntelaar e Memphis Depay contundidos, o torcedor vai poder ver ao lado de nomes conhecidos como Wijnaldum (Liverpool), Luuk de Jong (PSV), Bas Dost (Wolfsburg) e, é claro, Wesley Sneijder (Galatasaray), algumas revelações do futebol holandês como Steven Berghuis, do Feyenoord, Quincy Promes, do Spartak Moscou, Davy Klaassen, do Ajax, ou Jorrit Hendrix, do PSV, este em sua primeira convocação na carreira.

Blind indicou, no entanto que ninguém tem lugar garantido, quando afirmou, por exemplo, que o goleiro Jasper Cillessen enfrenta a crescente concorrência de Jeroen Zoet, do PSV e Maarten Stekelenburg, do Everton.

Liderança: aos 32 anos, Sneijder briga por uma vaga

Liderança: aos 32 anos, Sneijder briga por uma vaga

Para ele, o novo contratado do Barcelona não é mais o número 1 absoluto, como nos últimos anos. Blind também não confirmou se vai escalar Wesley Sneijder entre os titulares.

“Espero que ele seja um líder dentro e fora de campo”, respondeu Blind sobre Sneijder, de 32 anos. “É o nosso jogador mais experiente e muitos dos mais jovens o admiram como a um ídolo. Eu espero que ele fale com os jogadores, que ele passe um pouco de sua experiência para eles. Se ele jogar e mesmo se ele não jogar.”

Sobre os motivos do treino fechado, o técnico disse que não visou esconder nada, mas sim se se concentrar, junto com os jogadores, nos próximos dois jogos.

O treinador holandês falou, ainda na confiança com a sua seleção em relação à estreia diante da Suécia. O treinador vê sua equipe como o favorita para vencer a primeira partida das Eliminatórias, mesmo jogando fora de casa.

Klaassen e Promes: contra a França, única derrota do ano

Klaassen e Promes: contra a França, única derrota do ano

“Nós somos favoritos com base nas qualidades que temos e as qualidades que faltam à Suécia em certas posições,” afirmou. “É claro que um jogo fora de casa na estreia gera sempre uma dificuldade, mas se conseguirmos lidar com nossas emoções temos tudo para nos sair bem.

“A Suécia é uma equipe difícil, que está bem organizada. Mas eu estou com um bom sentimento, uma boa expectativa,” concluiu.

Provável escalação: Cillessen; Veltman, Bruma, Blind e Willems; Strootman, Wijnaldum e Sneijder; Berghuis, Janssen e Promes.

Os 24 de laranja:
>> Goleiros: Jasper Cillessen (Barcelona), Maarten Stekelenburg (Everton) e Jeroen Zoet (PSV)
>> Laterais: Joël Veltman (Ajax), Kenny Tete (Ajax),  Daryl Janmaat (Watford) e Jetro Willems (PSV)
>> Zagueiros: Jeffrey Bruma (Wolfsburg), Daley Blind (Man  United), Virgil van Dijk (Southampton), Patrick van Aanholt (Sunderland) e Ron Vlaar (AZ),
>> Meio-campistas: Georginio Wijnaldum (Liverpool), Kevin Strootman (Roma), Riechedly Bazoer (Ajax), Luciano Narsingh (PSV), Wesley Sneijder (Galatasaray) e Davy Pröpper (PSV)
>> Atacantes: Steven Berghuis (Feyenoord), Bas Dost (Wolfsburg), Vincent Janssen (Tottenham), Luuk de Jong (PSV), Davy Klaassen (Ajax),  Quincy Promes (Spartak) e Jorrit Hendrix (PSV),


Artilheiro revelação da Rio 2016 deixa o Arsenal
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Werder Bremen anuncia nessa quarta-feira, último dia de transferências para o início da temporada 2016-17 na Europa, a contratação do meia atacante de 21 anos, Serge Gnabry, do Arsenal.

Um dos destaques da seleção medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio, Gnabry foi um dos artilheiros da competição com 6 gols, ao lado do também alemão Nils Petersen, atacante do Freiburg, de 27 anos.

Aos 21 anos, revelação alemã vai, enfim, disputar a Bundesliga

Aos 21 anos, revelação alemã vai enfim disputar a Bundesliga

O clube não revelou os detalhes sobre a negociação, mas o diretor de futebol do Werder, Frank Baumann informou, na terça-feira que o jogador já passou por exames médicos em Bremen.

No início da semana o jogador que atuou por empréstimo para o West Bromwich Albion na última temporada e interessava a diversos clubes alemães, como Hertha, Leipzig e Mainz, estava sendo associado a uma possível transferência para o Bayern de Munique.

Baumann citou ainda, a existência de um ‘acordo de princípios’ com o Arsenal, que garantiu ao Werder a preferência na negociação diante de outros clubes alemães.

“Há 4 anos já havíamos conversado com o pai do jogador e naquela altura o negócio não deu certo,” conta Baumann. Mas mantivemos o contato o que agora nos garantiu fazer um bom acordo.”

Nascido em Stuttgart, filho de mãe alemã e pai marfinense,  Gnabry começou no VfB Stuttgart, mas ainda na adolescência despertou o interesse do Arsenal, que pagou £100 mil (ou R$ 430mil) pela transferência do jogador.

O jogador será anunciado oficialmente essa tarde (10h30, no horário de Brasília) numa entrevista coletiva na sede do clube, que você pode acompanhar ao vivo aqui.

Recomeço
O Werder Bremen, que na temporada passada lutou contra o rebaixamento até a última rodada e terminou na 13ª colocação apenas 2 pontos acima do Eintracht Frankfurt, que disputou o playoff de descenso, estreou com derrota na Bundesliga 2016-17: uma sonora goleada para o tetracampeão Bayern por 6-0, na Allianz Arena.

Após a parada para os jogos da seleção, o time faz seu primeiro jogo em casa, no Weserstadion diante do Augsburg.


Lenda irlandesa se despede da seleção
Comentários Comente

Celso de Miranda

O maior artilheiro da história do futebol da Irlanda, Robbie Keane fará sua última partida com a camisa da seleção nessa quarta-feira, num amistoso diante de Omã, no Estádio Aviva, em Dublin.

Aos 36 anos, o atacante do LA Galaxy encerrar uma carreira de 18 anos como jogador da seleção: “Tem sido uma semana emocionante, surreal,” diz Keane, que marcou 67 gols em 145 jogos com a camisa da Irlanda. Números que fazem dele o 5º maior artilheiro e o 6º jogador com mais jogos por uma seleção europeia.

Keane: despedida diante da seleção

Keane: maior artilheiro da história da Irlanda

“Eu temia esse dia durante muito tempo, mas ele chegou e esse é o momento certo para mim.”

Além da despedida de seu maior artilheiro, a partida em Dublin serve de preparação para a estreia da Irlanda nas Eliminatórias da Copa do Mundo contra a Sérvia, na próxima segunda-feira (5), no Stadion FK Crvena zvezda, em Belgrado.

O Grupo D tem ainda o País de Gales, Áustria, Moldávia e Geórgia.

“Tudo o que eu sempre quis foi fazer o meu melhor para o meu país,” contou Keane, que estreou na seleção aos 18 anos, contra a República Checa, em 1998.

Segundo ele, porém o momento decisivo de sua carreira foi quando ele assumiu a braçadeira de capitão da Irlanda aos 26 anos.

Atualmente no LA Galaxy, Keane também jogou no Wolverhampton, Coventry, Inter de Milão, Leeds, Tottenham, Liverpool, Celtic, West Ham e Aston Villa.

“Joguei por muitas e muitas equipes, vesti muitas, muitas camisas, mas em campo, as cores da Irlanda sempre pareceram combinar melhor comigo,” afirmou.frasegif

“Para mim, a seleção sempre foi um refúgio, a cada convocação era um conforto voltar à equipe nacional. Aqui sempre foi a minha casa.” (Robbie Keane, 36, atacante irlandês)

10 maiores artilheiros das seleções europeias

  • Ferenc Puskás / Hungria e Espanha – 84 gols (89 jogos)
  • Sándor Kocsis / Hungria – 75 (68)
  • Miroslav Klose / Alemanha – 71 (137)
  • Gerd Müller / Alemanha Ocidental – 68 (62)
  • Robbie Keane / República da Irlanda – 67 gols (145 jogos)
  • Zlatan Ibrahimović / Suécia – 62 (116)
  • Cristiano Ronaldo / Portugal – 61 (133)
  • Imre Schlosser / Hungria – 59 (68)
  • David Villa (Espanha) – 59 (97)
  • Jan Koller / República Checa- 55 (91)

Mercado aquecido também no futebol feminino: Alemanha e EUA contratando
Comentários Comente

Celso de Miranda

Não é apenas no masculino que os últimos momentos da janela de transferência é agitado: nessa terça-feira, o Wolfsburg anunciou a contratação da atacante Anja Mittag, do Paris Saint-Germain.

Medalhista de ouro está de volta à Bundesliga

Medalhista de ouro está de volta à Bundesliga

Aos 31 anos, Mittag, que recentemente foi campeã olímpica pela Alemanha assinou contrato até 30 de junho de 2018: “Anja é mais que uma das melhores atacante do mundo,” disse o diretor esportivo e treinador Ralf Kellermann. “É uma jogadora completa, que vai ajudar da equipe em muitos sentidos.”

“Além de tudo é uma grande pessoa: inteligente, boa companheira, humana… Estamos muito satisfeitos em a termos no Wolfsburg.”

Nascida em Chemnitz (ex-Karl-Marx Stadt, na Alemanha Oriental), Mittag começou no VfB Chemnitz aos 17 anos, mas se destacou no Turbine Potsdam, onde fez 162 jogos e 115 gols entre 2002 e 2011: nesse período ela venceu 5 vezes a Bundesliga e duas vezes a Liga dos Campeões.

Em 2012 se transferiu para o Rosengård, da Suécia: ao lado da brasileira Marta, em 3 temporadas ela marcou 61 gols em 68 partidas na Damallsvenskan, sendo a artilheira do torneio em 2012 e 2014. Na temporada passada se transferiu para o PSG onde fez 18 jogos e 10 gols.

Pela seleção Mittag tem 144 partidas e 46 gols.

“Estou muito feliz por estar de volta ao meu país e muito determinada para enfrentar esse novo desafio,” disse Mittag. “Meu objetivo é me integrar ao time o mais rápido possível para dar a minha contribuição ao grupo.”

Matilda
Reconhecida como uma das melhores atacantes o mundo, a australiana Lisa de Vanna também vai trocar de clube: a capitã das ‘Matildas’ deixa o atual campeão da W-League Melbourne City para reforçar o Orlando Pride, estreante da Liga Profissional norte-americana.

Seguindo a política do clube e da NWSL, os termos do contrato não foram revelados.

O Orlando é comandado pelo ex-técnico da seleção australiana, o escocês Tom Sermanni: “Estou feliz e ansiosa para me juntar à equipe,” disse De Vanna nas rede social. “É empolgante trabalhar com Tommy novamente.”

Aos 31 anos, a jogadora junta-se ao Pride, apenas o 7º colocado apesar de todos os investimentos realizados no clube, depois de liderar a campanha da Austrália, que chegou até as quartas de final nos Jogos Olímpicos pela primeira vez desde 2004.

De Vanna: 4a passagem pelo futebol norte-americano

De Vanna: 4ª passagem pelo futebol norte-americano

Com 40 gols em 117 jogos pela seleção, De Vanna é a 2ª maior artilheira e 3ª jogadora que mais vezes vestiu a camisa da seleção feminina da Austrália, onde jogou sob o comando de Sermanni durante entre 2005-2012.

No Orlando já atuam duas jogadoras da seleção da Austrália que foi eliminada nos pênaltis pelo Brasil nas quartas de final dos Jogos Olímpicos: a zagueira Steph Catley e a lateral Laura Alleway.

O Orlando Pride é o 4º time de De Vanna nos EUA, onde a jogadora, que já atuou no Sky Blue FC, Boston Breakers e Washington Spirit, é bem conhecida pelo gol de bicicleta que marcou, quando jogava no Sky Blue e que lhe rendeu uma indicação para o Prêmio Puskas da FIFA em 2013.

Além do Orlando, o Boston Breakers conta com a meia Kyah Simon, de 25 anos, o Sky Blue tem a zagueira Sam Kerr, de 22, o Portland Thorns tem a atacante Hayley Raso, 21, e Houston Dash a goleira Lydia Williams.


Japão aposta em ‘esquadra europeia’ para fase final da Eliminatória da Ásia
Comentários Comente

Celso de Miranda

Os 24 convocados para a seleção do Japão pelo técnico bósnio Vahid Halilhodzic já estão treinando para as duas primeiras partidas da fase final das Eliminatórias da Ásia da Copa do Mundo de 2018, em Saitama, local da primeira partida pelo Grupo B, diante dos Emirados Árabes Unidos, na quinta-feira, dia 1º.

Em seguida, os “samurais azuis” enfrentam a Tailândia, em Bangkok, no dia 6.

Dez dos 24 convocados atuam no Japão, enquanto os que atuam na Europa, pela primeira vez serão maioria: 14. Metade deles jogam na Bundesliga (7), 2 atuam na Itália e outros 2 na Inglaterra. Espanha, França e Holanda têm um ‘representante’ cada um.

Shinji Kagawa, do Dortmund, e makoto Hasebe, do Frankfurt

“Alemães”: Kagawa, do Dortmund, e Hasebe, do Frankfurt

Alguns deles por terem atuado no fim de semana por seus clubes na Europa — caso do atacante Shinji Okazaki, que jogou na vitória do Leicester City sobre o Swansea, por 2-1, na 3ª rodada da Premier League, e Yoshinori Muto, do Mainz, que marcou na derrota diante do Dortmund (2-1) na rodada de abertura da Bundesliga —  foram poupados dos treinamentos com bola e fizeram apenas trabalhos de condicionamento físico com o grupo.

O time não tem problemas de contusão e terá força máxima: uma mistura de estrelas que fazem sucesso na Europa, ídolos da J-League e jovens  promissores do futebol japonês.

Entre os jogadores mais conhecidos no futebol internacional estão os atacantes Keisuke Honda, do Milan, Shinji Kagawa, do Borussia Dortmund e Okazaki, do Leicester, além dos zagueiros Yuto Nagatomo, da Inter de Milão e Makoto Hasebe, do Eintracht Frankfurt.

Outros vêm se destacando em clubes ascendentes do futebol europeu: nomes como Hiroshi Kiyotake, do Sevilla, Yoshinori Muto, do Mainz, Takashi Usami, do Augsburg,  Hiroki Sakai, do Olympique de Marselha, e Genki Haraguchi, do Hertha.

Da J-League, destaque para Yu Kobayashi, o jogador japonês com mais gols na atual temporada (14 em 17 jogos), atacante do Kawasaki Frontale. O time japonês, porém que cedeu mais jogadores foi o Urawa Red Diamonds: 3.

Aos representantes da velha guarda se juntam algumas caras novas, incluindo zagueiro Gen Shoji, do Kashima Antlers e o atacante Takuma Asano, destaque da seleção Sub-23 que disputou a Rio 2016.

O jovem atacante contratado pelo Arsenal vai disputar a Bundesliga pelo Stuttgart por empréstimo. Outro destaque da seleção olímpica que estreia no time principal é o meia Ryota Oshima, do Kawasaki Frontale.

Halilhodzic: força máxima para 6a participação

Halilhodzic: força máxima para levar o Japão à sua 6ª participação consecutiva

Disputa
As eliminatórias da Ásia começaram em março de 2015, com uma 1ª fase da qual participaram as 12 seleções com pior ranking da AFC (entre a 35ª e 46ª posição): Índia, Nepal, Iêmen, Paquistão, Timor Leste, Mongólia, Cambodja, Macau, Taipé Chinesa, Brunei, Sri Lanka e Butão.

Outras 34 seleções se juntaram às 6 primeiras classificadas para formar 8 grupos de 5 seleções que se enfrentaram em jogos de ida e volta entre junho de 2015 e março de 2016.

Os campeões dos grupos mais os 4 melhores 2ºs colocados (somando 12 seleções), vão disputar agora a fase final das Eliminatórias em busca de 5 vagas diretas e uma vaga no playoff interconfederações.

O Japão está no Grupo B ao lado de Austrália, Iraque e Arábia Saudita, além de Emirados Árabes e Tailândia e tenta sua 6ª participação consecutiva em Copa do Mundo, desde que fez sua estreia em 1998, na França.

Muto e Okazaki: dupla de ataque

Muto, do Mainz, e Okazaki, do Leicester: dupla de ataque

O Grupo A tem Irã, Coreia do Sul, Uzbequistão, China, Qatar e Síria.

Campeão e vice de cada grupo têm vaga garantida na Copa da Rússia: os dois 3ºs colocados jogam um playoff  e o vencedor será o 5º classificado do continente: o perdedor ainda terá uma chance na repescagem contra o 4º colocado das Eliminatórias da CONCACAF.

Samurais Azuis

  • Goleiros: Shusaku Nishikawa (Urawa Red Diamonds), Masaaki Higashiguchi (Gamba Osaka) e Akihiro Hayashi (Sagan Tosu)
  • Defensores: Hiroki Sakai (Olympique de Marseille/FRA), Gotoku Sakai (Hamburgo/ALE), Yuto Nagatomo (Inter/ITA), Kosuke Ota (Vitesse/HOL), Maya Yoshida (Southampton/ING), Tomoaki Makino (Urawa Reds), Masato Morishige (FC Tokyo) e Gen Shoji (Kashima Antlers)
  • Meio-campistas: Makoto Hasebe (Eintracht Frankfurt/ALE), Hotaru Yamaguchi (Cerezo Osaka), Yosuke Kashiwagi (Urawa Reds), Ryota Oshima (Kawasaki Frontale), Shinji Kagawa (Dortmund/ALE) e Hiroshi Kiyotake (Sevilla/ESP)
  • Atacantes: Keisuke Honda (Milan/ITA), Yu Kobayashi (Kawasaki Frontale), Takashi Usami (Augsburg/ALE), Genki Haraguchi (Hertha Berlin/ALE), Shinji Okazaki (Leicester/ING), Yoshinori Muto (Mainz/ALE), Takuma Asano (Stuttgart/ALE)

Southampton assina com revelação do futebol francês
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Southampton anunciou a contratação do meia-atacacante Sofiane Boufal, do Lille, por £ 16 milhões (cerca de R$ 68 milhões): o jogador de 22 anos, que também era pretendido por Arsenal, Chelsea e Liverpool, assinou por 5 anos.

O valor da transferência é o novo recorde para o clube, superando os £ 15 milhões pagos pela contratação de Pablo Osvaldo, junto à Roma em 2013.

O jogador teve um ano de enorme sucesso na última temporada, depois de se transferir do Angers, da Ligue 2, em janeiro de 2015 para o Lille.

Francês nascido em Paris, mas que atua pela seleção do Marrocos, Boufal marcou 11 gols nas 29 partidas que fez pela Ligue 1 e ajudou o Lille a chegar em 5º lugar e se qualificar para a Liga Europa

“Eu estou feliz e confiante de que este clube é o melhor lugar para eu continuar a minha progressão como um jogador de futebol”, disse, após a assinatura hoje em St. Mary’s.

“Eu espero conseguir grandes coisas com o Southampton. É um clube muito bom, com excelentes instalações, e eu sinto que é o ambiente perfeito para continuar o meu desenvolvimento.”

Atenção: em apenas uma temporada, Boufal chamou a atenção dos grandes

Atenção: em apenas uma temporada, Boufal despertou o interesse dos grandes

Interesse
“Estamos muito confiantes de que ele vai se adaptar com sucesso à vida na Premier League”, disse o diretor de futebol do Southampton Les Reed: “Acompanhado o desenvolvimento do jogador há alguns anos e estamos muito contentes de termos conseguido trazermos ele para o clube.”

Reed porém advertiu que a estreia do jogador na equipe principal ainda vai ter que esperar: “Ele vai precisar de um tempo para ganhar condicionamento e estar apto para sua primeira partida.”

Boufal é a mais recente contratação do técnico francês Claude Puel, que assumi o clube após a saída do holandês Ronald Koeman para o Everton.

O time que arrecadou  £ 57 milhões (ou R$ 243 milhões) com a saída de nomes de peso como Sadio Mané, Victor Wanyama e Graziano Pelle, gastou R$ 42 milhões para assinar com o meia Nathan Redmond, do Norwich City, e  mais R$ 54 milhões pelo volante dinamarquês Pierre-Emile Kordt Højbjerg, do Bayern de Munique.

Nas 3 primeiras rodadas da Premier League, o Southampton empatou duas vezes em casa – com Watford (1-1) e Sunderland (1-1) – e perdeu para o Manchester United (2-0) no Old Trafford. Com apenas 2 pontos, o time é o 15º colocado.

Depois do intervalo para os jogos internacionais, o time enfrenta o Arsenal, no Emirates Stadium, a próxima rodada, no sábado dia 1.

O time 6º colocado da Premier League na temporada 2015/16 estreia na fase de grupos da Liga Europa diante do Sparta Praha, na quinta-(15), no St Mary’s Stadium. O Grupo K tem ainda Inter de Milão e Hapoel Beer Sheeva.


Duas vezes Kaká: Orlando vence o NY e está na briga pelos playoffs
Comentários Comente

Celso de Miranda

Kaká marcou duas vezes e o Orlando City venceu o New York City FC por 2-1 nesse domingo no encerramento da 25ª rodada da temporada, a chamada “Semana da Rivalidade”, durante a qual a MLS agendou confrontou entre os principais rivais da Liga.

No primeiro tempo, o brasileiro abriu o placar numa jogada individual na qual depois de receber do argentino Matías Pérez García, ganhou na velocidade do zagueiro colombiano Jefferson Mena e já na lateral da pequena área bateu cruzado: o goleiro Josh Saunders ainda conseguiu fazer a defesa parcial, mas no rebote o próprio Kaká cutucou para o gol, quase sem ângulo.

Depois do intervalo, o time visitante chegou ao empate com Steven Mendoza (55′): o colombiano aproveitou o rebote do goleiro Joe Bendik, que não segurou um chute de Frank Lampard.

Empurrado pelos 27.482 torcedores no Camping World Stadium, o time da casa pressionou e chegou ao gol da vitória numa cobrança de pênalti, aos 62′.

O zagueiro Maxine Chanot derrubou Kaká na área, depois que o brasileiro recebeu um passe de calcanhar de Perez-Garcia: o camisa 10 bateu com a costumeira classe, deslocando ogoleiro Saunders para marcar seu 6º gol na temporada.

Sem vencer nos últimos 4 jogos (desde 31 de julho, quando bateu o New England), o Orlando comemorou muito a primeira vitória do técnico Jason Kreis sobre seu ex-clube, porém o resultado não mudou sua posição na tabela de classificação: com 31 pontos, o Orlando permanece na 7ª colocação da Conferência Leste, apenas 1 ponto do 6º colocado DC United, o 1º na zona de playoffs.

Kaká: de volta à briga pela vaga nos playoffs

Kaká: de volta à briga pela vaga nos playoffs

Com 41, o NY City permanece em 2º: o time do técnico Patrick Vieira perdeu a chance de assumir a liderança da Conferência, ultrapassando o Toronto FC (43), que perdeu para o Montreal Impact (0-1).

Jogos
As seleções dos Estados Unidos e Canadá jogam pelas Eliminatórias da CONCACAF para a Copa do Mundo na próxima semana: os EUA jogam fora contra St. Vincent e Grenadines (2) e depois recebe Trinidad e Tobago, no dia 9. Já o Canadá vai a Honduras, no dia 2, depois recebe El Salvador no dia 6.

Os jogos da MLS, porém não serão interrompidos: no dia 1, o NY city recebe o DC United no Yankee Stadium. O Orlando joga apenas no dia 7, contra o Montreal, no Saputo Stadium.


Sporting bate o Porto e assume a liderança
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Sporting assumiu a liderança isolada do campeonato português depois o Porto nesse domingo por 2-1, no primeiro  clássico da temporada. Com o resultado os “leões” encerram a 3ª rodada como o único time com 100% de aproveitamento.

Os visitantes, porém começaram assustando os 49.399 torcedores no Estádio João Alvalade: o zagueiro Felipe, ex-Corinthians abriu o placar para logo aos 9′, desviando para o gol a cobrança de falta do mexicano Miguel Layún.

O Sporting porém reagiu rápido e empatou em seguida (14′): Bruno César cobrou uma falta na trave, no rebote Gelson Martins teve a chance, mas Iker Casillas conseguiu fazer a defesa parcial.

Na sobra, com a bola quase sobre a linha do gol Islam Slimani, que fazia sua partida de despedida, completou para o gol vazio.

O argelino assinou com o Leicester por € 30 milhões e se apresenta ao campeão inglês já na próxima terça-feira. No final da partida, o atacante, que chegou ao clube há 4 temporadas vindo do CR Belouizdad, da Argélia, não segurou a emoção ao ter seu nome cantado pelos torcedores e deixou o gramado em lágrimas.

Clássico: Sporting venceu e continua 100%

Clássico: Sporting venceu e continua 100%

A virada veio ainda no primeiro tempo: Martins desempatou, depois de receber um passe de Bruno César na entrada da área.

Após o intervalo, o Sporting controlou as operações e praticamente dominou o seu adversário, com o técnico Jorge Jesus lançando o costa-riquenho Joel Campbell e o brasileiro Bruno Paulista no jogo para reforçar as ações no meio-campo.

Até ao final do jogo, o Sporting conseguiu empurrar o FC Porto para a sua defesa e acabou mantendo o resultado inalterado. Com o placar, o Sporting assume a liderança isolada com 9 pontos, 2 a mais que V. Setúbal, Benfica e Braga.

Seleção
Na próxima semana não haverá rodada do campeonato já que as seleções europeias estarão reunidas para a 1ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo: Portugal estreia na terça-feira, dia 6, contra a Suíça, no St. Jakob-Park na Basileia.

Slimani: Despedida do artilheiro argelino teve gol e lágrimas

Slimani: Despedida do artilheiro argelino teve gol e lágrimas

Antes, porém os atuais campeões da Europa fazem um amistoso contra Gibraltar, na quinta-feira, 1 de setembro, no Estádio do Bessa, no Porto.

Os times só voltam a jogar no domingo, dia 11: o Porto recebe o V. Guimarães no Estádio do Dragão e o Sporting joga novamente em casa diante do Moreirense.

Campeões
Ao lado do Benfica, campeão em 2015-16, Sporting (vice) e Porto (3º colocado) vão disputar a Liga dos Campeões nessa temporada:na terça (13), o Benfica estreia contra o Besiktas.

Na quarta (14), o Sporting joga contra o Real Madrid, no Santiago Bernabeu, e o Porto recebe o København no Estádio do Dragão.


Marta desequilibra e Rosengård leva título da Copa depois de 19 anos
Comentários 30

Celso de Miranda

Com uma atuação decisiva de Marta, que deu passe para 2 gols e marcou o 3º, o Rosengård conquistou nesse domingo a Copa da Suécia, vencendo o campeão das últimas duas temporadas Linköping por 3-1.

Somando as duas equipes, 7 medalhistas de prata nos Jogos Olímpicos estiveram em campo na partida em que o Rosengård vingou a derrota para o Linköpings FC na ‘Svenska Cupen Final do ano passado por 2-0.

Marta levanta a Copa da Suécia: 19 anos de espera

Marta levanta a Copa da Suécia: a Rainha volta a sorrir

O atual bicampeão e líder da Damallsvenska (a Liga Feminina Sueca), não vencia o título da Copa desde 1997, quando o time ainda chamava Malmö FF.

“Foi um bom jogo, todas trabalhamos duro para nos superar e apoiar umas as as outras,” disse Marta à SVT Sport.

“Eu sinceramente ainda estou cansada após os Jogos Olímpicos, mas realmente tentei pensar positivo e fazer o meu melhor e estou muito feliz porque pudemos vencer a partida. Isso era muito importante para mim,” disse a brasileira, visivelmente emocionada.

Jogo
Depois de um primeiro tempo de muita marcação coube à vice-campeã olímpica e campeã da Liga dos Campeões em 2016 com o Lyon, Lotta Schelin abrir o placar, no último minuto antes do intervalo.

Após receber passe de Marta na entrada da área, a atacante bateu cruzado para vencer a goleira Cajsa Andersson.

No início da 2ª etapa, em outra jogada da brasileira, a holandesa Lieke Marten aumentou.

O Linkoping diminuiu com a atacante revelação da seleção Stina Blackstenius, de 20 anos.

Chave de ouro
Marta fechou o placar aos 67′ num golaço: em jogada individual a brasileira invadiu a área pela esquerda, cortou a volante Jonna Andersson e bateu de esquerda por cobertura com grande categoria.

Essa edição da Copa da Suécia começou em março de 2015 e durou até maio, com 76 equipes das divisões Regionais e da D1 (3ª Divisão) se enfrentando. Em setembro, as primeiras 38 equipes classificadas se somaram às 26 equipes da 1ª e 2ª divisões na 2ª fase eliminatória.

Dessas 64 equipes, 32 disputaram a 3ª fase, em outubro. Esse ano começou com 16 equipes nas oitavas de final em fevereiro, e em seguidas fase eliminatórias em jogos únicos até às semifinais em junho e à grande final, nesse domingo.