Blog FastFut

Arquivo : Bayern de Munique

Memória: 15 anos depois, Philipp Lahm faz sua 500ª partida pelo Bayern
Comentários Comente

Celso de Miranda

Além das emoções do clássico diante do Schalke 04, na 19ª rodada da Bundesliga, os torcedores que comparecerem na Allianz Arena nesse sábado, em Munique, vão presenciar um momento especial: 15 anos depois de sua estreia, o lateral Philipp Lahm fará sua 500ª partida com a camisa do Bayern.

Aos 33 anos, o lateral iguala a marca de Bastian Schweinsteiger, como o 8º jogador que mais atuou pelo clube: mais que ele, apenas os goleiros Oliver Kahn (632 jogos) e Sepp Maier (623), o artilheiro Gerd Müller (573), Hans-Georg Schwarzenbeck (554), Klaus Augenthaler (545), o kaiser Franz Beckenbauer (539) e Bernd Dürnberger (505).

História
Era 13 de novembro de 2002 e o Bayern recebia o Lens, num Olympiastadion quase deserto, para a 6ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Estreia contra o Lens: empate

Estreia: substituindo Feulner contra o Lens

Tendo perdido duas vezes tanto para o Deportivo La Coruña, quanto para o Milan (que acabarai como campeão), o vencedor de 2001 Bayern vinha tendo uma campanha desastrosa sob o comando de Ottmar Hitzfeld e entrou em campo contra o time francês já sem chance de chegar à 2ª fase.

Aos 87′, a pequena torcida teve ao menos uma alegria: Markus Feulner marcou 3-2 para o Bayern, parecendo garantir pelo menos uma despedida honrosa.

Logo depois do gol Hitzfeld tirou o meia Feulner, que hoje, aos 34 anos ainda atua no Augsburg, e colocou  um jovem lateral direito da academia do Bayern, que acabava de comemorar seu 19º aniversário: um tal de Philipp Lahm.

Deu azar: logo em seguida, aos 90′, o meia Jocelyn Blanchard marcou de cabeça e empatou para o Lens: e o Bayern terminaria sem vitória, com apenas 2 pontos em 8 jogos.

Longo caminho
Lahm jogou apenas 1 minuto antes que o árbitro apitasse o final. E, primeiro relegado ao Bayern B, depois emprestado ao Stuttgart, o jovem lateral não faria outra partida pelo Bayern por 3 anos.

De volta em 2004/05, o jogador tornou um líder no Bayern, onde venceria 7 vezes a Bundesliga, 5 vezes a Copas da Alemanha e uma vez a Liga dos Campeões.

Convocado para a Copa de 2006, por Jürgen Klinsmann, marcou um golaço aos 6′ da partida de estreia diante da Costa Rica, em plena Allianz Arena: “Provavelmente foi o gol da minha vida”, diz Lahm.

Depois de assumir a braçadeira de capitão na Copa de 2010, quando foi o único membro do elenco a jogar todos os minutos da campanha do time que acabou em 3º lugar, 4 anos depois Lahm levantaria a Copa do Mundo, em pleno Maracanã:

“Philipp tem autoridade natural, assume a responsabilidade e se comunica bem, é um líder espontâneo”, afirma o técnico Joachim Löw.

Campeões do Mundo: o capitão em pleno Maracanã

O pequeno e versátil jogador de 1m70, que atuou como lateral na direita e na esquerda e até como zagueiro se tornou um gigante do Bayern e do futebol alemão.

Após a vitória sobre a Argentina na final (sua 113ª partida com a camisa da Alemanha), Lahm deixou a seleção, mas continuou com sua vitoriosa carreira no Bayern sob o comando de Pep Guardiola, com quem venceu 3 títulos.

“O Bayern teve Franz Beckenbauer, Gerd Müller, Uli Hoeness e Karl-Heinz Rummenigge e para mim, Philipp Lahm está no mesmo nível que essas lendas”, disse uma vez Guardiola, em entrevista ao SportBild.

“Ele é o capitão perfeito para o Bayern e me ajudou muito tanto dentro e fora do campo.”

Foco: Lahm pode vencer essa temporada seu 8 título da Bundesliga

Futuro
Aos 33 anos, Lahm comemora sua 500ª partida no Bayern, clube ao qual se juntou quando tinha 11 anos. No passado, ele afirmou sua intenção de se aposentar em 2018.

Enquanto isso o jogador segue motivado em alcançar marcar com o Bayern: se o time garantir nessa temporada o 5º título seguido da Bundesliga, Lahm vencerá o 8º título da liga, igualando o recorde de lendas do clube, como Oliver Kahn, Mehmet Scholl e Bastian Schweinsteiger.

O atual treinador Carlo Ancelotti, porém tem uma visão diferente do assunto: “Lahm é muito importante para o Bayern”, disse o italiano.

“Ele é um modelo para toda a equipe, então quanto mais tempo ele jogar melhor! Paolo Maldini venceu a Liga dos Campeões com 39. Estou certo de que Lahm pode jogar até os 39 anos.”

 

 


Presidente do Bayern vai multar jogadores que não falam alemão
Comentários Comente

Celso de Miranda

De volta à presidência do Bayern de Munique depois de cumprir 42 meses de prisão por evasão fiscal, Uli Hoeness alertou os jogadores estrangeiros do clube para começar a aprender alemão caso não queiram ser multados.

O recado do dirigente é para jogadores como o brasileiro Douglas Costa, o chileno Arturo Vidal, o francês Kingsley Coman e o português Renato Sanches, que chegaram à Baviera nos últimos anos, mas que ainda lutam para aprender o idioma.

Hoeness na Bild: 'mais aberto do que nunca'

Hoeneß na Bild: ‘mais aberto do que nunca’

Para ele, que foi tema de capa da revista SportBild dessa semana, falar alemão é crucial para a integração entre os jogadores, para a comunicação do elenco com a comissão técnica e com a diretoria, e não menos importante, para a identificação com o torcedor do clube, que, afinal, é quem paga todas as despesas.

“A língua principal no vestiário deve ser alemão ou acabam se formando pequenos grupos dentro do elenco, o que só prejudica o desempenho do time,” disse Hoeness.

“Não é bom quando o jogador não pode participar das conversas, não compreende as informações dos técnicos e assistentes,” afirmou. “Se você quer se integrar a um clube, tem que aprender o idioma. Caso contrário isso é um sinal de que você está usando o clube apenas como um trampolim.”

Hoeness afirmou que as estrelas estrangeiras do clube devem intensificar as tentativas e esforços para aprender o alemão e citou o treinador italiano Carlo Ancelotti como um bom exemplo.

Ancelotti: na primeira coletiva, em 6 meses, o italiano se livrou dos fones e da tradução simultânea. Agora

Ancelotti: em menos de 6 meses, o italiano se livrou dos fones e da tradução simultânea

“Em pouco tempo ele já está falando alemão,” disse Hoesness. “Ancelotti sabe que a boa comunicação é fundamental para o trabalho de um treinador e também mostrou o que se pode fazer quando você realmente se dedica.”

Exemplo e multa
Hoeneß lembrou que quando Franck Ribery se juntou ao Bayern, ele via o clube como um primeiro degrau para uma carreira internacional: “Mas então ele percebeu como o Bayern era importante e aprendeu alemão. Esse é o caminho a percorrer”, afirmou.

Para ele, nos últimos anos não tem sido dada importância suficiente ao assunto, mas isso agora vai mudar: “Devemos tornar isso uma regra: ou os jogadores falam alemão ou serão multados.”

O dirigente de 64 anos, porém não detalhou como a regra vai funcionar, ou quais serão as multas.


Lewandowski renova com Bayern por mais 5 anos
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Bayern anunciou nessa terça-feira a renovação do contrato com o atacante Robert Lewandowski, de 28 anos.

O contrato do jogador polonês com os atuais tetracampeões alemães iria até 2019, mas o clube antecipou a renovação do atacante, que desde a temporada passada é pretendido por clubes como Real Madrid e Paris Saint-Germain.

Os detalhes do novo acordo, que levou meses para ser negociado, não foram revelados, mas na Imprensa alemã estima-se que o jogador passará a receber o maior salário do clube. Além disso, uma nova multa de rescisão teria sido estipulada.

“O Bayern me dá tudo que eu preciso realizar meus sonhos,” afirmou o jogador, autor do gol da vitória por 1-0 sobre o Atlético de Madri na semana passada (o 5º na atual temporada da Liga dos Campeões) e de 2 gols na goleada por 5-0 sobre o Wolfsburg, no final de semana na 14ª rodada da Bundesliga. Na Bundesliga, Lewandowski já marcou 11 vezes na atual temporada.

Mais 5 anos: artilheiro permanece no time até 2021

Mais 5 anos: artilheiro permanece no time até 2021

Passado e futuro
Lewandowski, cujo valor de mercado é atualmente de cerca de €50 milhões foi contratado pelo Bayern em 2014 junto ao Borussia Dortmund.

Desde então, fez 122 partidas oficiais pelo time bávaro e marcou 58 gols em 77 jogos na Bundesliga. Na última temporada, o jogador foi o artilheiro da competição com 30 gols. O jogador tem ainda 85 partidas pela seleção polonesa e marcou 89 gols.

“Robert é um dos melhores atacantes do mundo,” disse o presidente do clube, Karl-Heinz Rummenigge. “E Estou feliz que chegamos a um novo acordo, que garante o jogador no clube por um longo prazo.”

A renovação de Lewandowsi é o primeiro movimento importante no quebra-cabeça, que visa construir uma equipe vencedora para os próximos anos. Outros 10 jogadores do elenco têm contratos com prazo que vão até 2020 ou até mais.

Entre as principais estrelas, porém está aberto o futuro de Arjen Robben, cujo contrato expira no final dessa temporada. A tendência é que o holandês também seja renovado, para evitar que o jogador de 32 anos deixe o clube de graça daqui 6 meses.

Além de Robben, os contratos de Xabi Alonso (34 anos), o goleiro Tom Starke (35), Rafinha (31), Holger Badstuber (27), Julian Green (21) e Kingsley Coman (20) terminam no fim dessa temporada.


United já fez proposta recorde por Muller, diz Rummenigge
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em meio aos boatos na imprensa britânica sobre o interesse do Manchester United na contratação do atacante  Thomas Muller, do Bayern de Munique, o presidente executivo do clube alemão Karl-Heinz Rummenigge revelou nessa sexta-feira, que no início da última temporada o clube inglês – na época treinado pelo holandês Louis van Gaal – teria feito uma oferta, que se aceita teria feito do jogador alemão o mais caro da história do futebol.

Muller no United: "Nem por um segundo"

Muller no United: “Nem por um segundo”

Rummenigge que não detalhou os valores, declarou à publicação alemã Frankfurter Allgemeine Zeitung, que a oferta não foi considerada “nem por um segundo.”

“Mas se o negócio se concretizasse teríamos quebrado o recorde mundial das taxas de transferência”, afirmou.

“Muller saiu da academia, nasceu perto de Munique, se formou aqui… é um o herói da torcida. Por isso acho que o tópico foi vetado e o conselho administrativo, que sequer se dispôs a discuti-lo.”

De Bruyne
Rummenigge também revelou que o Bayern teve a chance de assinar com Kevin De Bruyne, do Wolfsburg em agosto de 2015, antes do meio-campista belga se transferir para o Manchester City por € 70 milhões (cerca de R$ 280
milhões).

“Nós tivemos uma oferta para assinar um contrato com De Bruyne em 2015, para garanti-lo a partir do início de 2016,”,acrescentou Rummenigge.

De Bruyne assinou com o City

De Bruyne assinou com o City por € 70 milhões

“Mas a transferência mais a taxa salarial levava o negócio a mais de €100 milhões, e consideramos o risco demasiado elevado”, afirmou.

O administrador afirmou ainda que a prioridade dessa janela era trazer um zagueiro de alto nível, por isso o clube assinou com Mats Hummels, já que o departamento técnbico avaliou que o elenco hoje conta com qualidade e quantidade suficiente no ataque.


Müller admite insatisfação e critica rodízio de Guardiola
Comentários Comente

Celso de Miranda

Thomas Muller admite que ficou desapontado em permanecer no banco a maior parte do tempo durante a primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões, entre Bayern de Munique e Atlético de Madri, na quarta-feira à noite, no Estádio Vicente Calderon.

O time de Pep Guardiola não foi capaz de marcar o tão importante gol fora de casa e foi derrotado por 1-0 e Muller permaneceu no banco até aos 70 minutos, quando foi colocado no lugar de Thiago Alcântara.

“Eu tento lidar com isso profissionalmente”, disse Muller à FoxSports, após a partida. “Mas que você não fica feliz, claro que não. Mas o importante é que todos viram o que é importante para a equipe.”

“Se todo mundo for se sentar no banco só para fazer rodízio, podemos esquecer a temporada”, afirmou o jogador que tem 35 gols na temporada, somando os 50 jogos pelo clube e pela seleção.

Müller: o Messi do Bayern

Müller: o ‘Messi do Bayern’ ficou no banco até os 25 do segundo tempo

Apoio
O ex-técnico do Bayern, Ottmar Hitzfeld acredita que é difícil substituir um talento como o dele nos grandes jogos: “Muller é para o Bayern o que Messi é para o Barcelona,” afirmou.

Para ele, além de marcar gols em quase todos os jogos importantes, Müller é um líder em campo: “Ele é capaz de inflamar os companheiros, de motivar a equipe e ontem ficou evidente que faltou coração em campo”, disse Hitzfeld à Sky, na Alemanha.

O Atlético não cedeu qualquer espaço ao time alemão e o gol prematuro de Saul Ñiguez (11′) facilitou ainda mais a estratégia do time da casa.  No primeiro tempo apesar dos quase 70% de posse de bola, o Bayern praticamente não conseguiu chegar nenhuma vez ao gol de Jan Oblak.

Números: 35 gols em 50 jogos

Números: 35 gols em 50 jogos

De fato, os bávaros só ameaçaram o goleiro checo no segundo tempo: David Alaba acertou a trave, Javi Martinez quase marcou numa cabeçada após uma cobrança de escanteio e Arturo Vidal teve duas boas chances, já quando o time pressionava no final da partida.

Mesmo assim, ainda foi do Atlético a melhor chance: em contra-ataque rápido, Fernando Torres acertou a trave de Manuel Neuer.

Repercussão
A decisão de Guardiola de deixar Müller de fora de quase 3⁄4  da partida foi bastante criticada em toda a mídia esportiva alemã nessa quinta-feira.

Errou: Imprensa alemã critica técnico espanhol

Errou: Imprensa alemã critica técnico espanhol

“Pobre seleção de Pep”, dizia a manchete do Bild (que na reportagem comparava o Bayern ao time de Joachim Löw) enquanto a revista Kicker declarou que Guardiola tomou uma decisão “arriscada e errada” ao ignorar os 31 gols de Müller (pelo time), descrevendo o jogador como “não só o seu segundo maior artilheiro, mas também o líder” do time em campo.

“Plano arriscado de Pep Guardiola não funcionou”, foi a manchete na edição online do diário Die Welt , para quem a exclusão de Müller e Ribery foi como “um gol contra” do Bayern, em Madri.

O jornal ainda perguntava, com uma certa ironia: “Será que aprendemos algo para o segundo jogo?”. A partida de volta acontece na próxima terça-feira, 3 de maio, na Allianz Arena.

 


Bayern By Dre
Comentários Comente

Celso de Miranda

A segunda metade do campeonato vai começar na Alemanha e o bicampeão e líder da Bundesliga Bayern de Munique tem novidades:

A Beats Electronics, ou simplesmente Beats by Dre, fabricante de headphones e equipamentos de áudio com sede em Los Angeles, na Califórnia se tornou parceiro oficial do Bayern de Munique.

Pelo acordo a empresa, que pertence à Apple será fornecedora exclusiva do campeão alemão, ajudando seus jogadores a se preparar para as partidas.

Bayern e Beats by Dre: alto desembenho

Bayern e Beats by Dre: alto desempenho

“Todos os dias os nossos jogadores demonstram um desempenho excepcional. E sua preparação psicológica com a música é tão importante quanto outros equipamentos de treinamento profissional”, disse Andreas Jung, Executivo de Marketing do Bayern.

“Exigimos muito de nossos jogadores e buscávamos um parceiro reconhecido internacionalmente, que entendesse a relação simbiótica entre música e esportes como nenhum outro.”

A marca já é a preferida de grandes atletas, como LeBron James, Serena Williams e, no futebol Mario Götze.


Bayern volta a se distanciar na ponta: dúvida sobre Guardiola continua
Comentários Comente

Celso de Miranda

Pressionado pelo iminente anúncio do técnico Pep Guardiola, que pode estar deixando o clube, o líder do campeonato Bayern foi a Hannover e venceu por 1-0 nesse sábado.

Mesmo sem brilho, o time chegou à sua 15ª vitória na temporada, que associada à derrota do Borussia Dortmund em Colônia (2-1), voltou a dar 8 pontos de folga aos bávaros na liderança da Bundesliga, que para essa rodada e só volta no dia 23 de janeiro.

Guardiola
Para muitos, o sucessor de Guardiola já estaria definido, Carlo Ancelotti, e teria data pra assumir: 7 de janeiro, quando o italiano começaria a cumprir um contrato de dois anos com opção de dois lados.

Müller, sobre o futuro de Guardiola: "Para nós pouco importa. Só queremos vencer"

Müller, sobre o futuro de Guardiola: “Para nós pouco importa. Só queremos vencer”

Guardiola porém, permanece em silêncio: o técnico se recusou a comentar especificamente sobre o seu futuro, mesmo na coletiva após partida.

O espanhol reiterou que o anúncio será feito numa entrevista nesse domingo, por orientação do CEO do clube Karl-Heinz Rummenigge: “Rummenigge disse que só falaremos no dia seguinte ao jogo em Hannover,” resumiu.

Kalle weiß also schon alles. Und wann sind wir dran, Herr Guardiola?

Posted by Spox.TV on Sexta, 18 de dezembro de 2015

Autor do gol da vitória, o atacante Thomas Mueller, que nessa semana renovou seu contrato por mais 4 anos, afirmou que os jogadores não têm conhecimento algum sobre  o assunto: “Para nós não importa”, disse à “Sky.

“Nós queremos ganhar tudo este ano, o fim do contrato de Jupp Heynckes também foi vazado para a Imprensa e nós acabamos buscando a tríplice coroa naquela temporada.”


Ribéry: nova lesão
Comentários Comente

Celso de Miranda

O atacante francês Franck Ribéry voltou a se lesionar e deve ficar de fora dos últimos três jogos do Bayern Munique em 2015, anunciou esta sexta-feira o clube em seu site oficial.

A boa notícia é que após esses 3 jogoso futebol na Alemanha para por 35 dias e o francês terá tempo para se recuperar.

Longe do futebol por 9 meses devido a uma lesão no tornozelo, Ribéry regressou no sábado passado, marcando o gol  do Bayern na derrota diante do Borussia Moenchengladbach, por 3-1.

Aos 32 anos, o francês iniciou o jogo na quarta-feira contra o Dínamo Zagreb, quando o  Bayern venceu por 2-0, na última jornada do Grupo F da Liga dos Campeões, mas teve de ser substituído após o intervalo, sentindo uma lesão muscular na coxa direita.

Além dele, Pep Quardiola continua sem poder contar com David Alaba, Douglas Costa, Juan Bernat, Mario Götze e Arjen Robben.

Agenda
No sábado, pela 16ªrodada da Bundesliga, o Bayern defende a lidernaça diante do Ingolstadt no clássico da Alta-Baviera, na Allianz Arena.

Na terça-feira (15), o time volta a campo contra o Darmstadt 98 pelas 8as. de final da Copa da Alemanha.

Depois, no dia 19, faz o último jogo antes da interrupção de inverno contra o Hannover, pela Bundesliga. O futebol na Alemanha para no dia 20/12 e volta em 23/1.

 

 


Liga dos Campeões Feminina: Bayern estreia com empate diante do Twente
Comentários Comente

Celso de Miranda

A atacante Renata Jansen, recém-contratada junto ao ADO Den Haag, marcou seu 1º gol com a camisa do Twente, abrindo o placar diante do Bayern (30′), nessa quarta-feira no Twente Stadion, em Enschede, no jogo de ida das duas equipes pela Liga dos Campeões Feminina.

A jogadora de 23 anos cortou a zagueira Holstad Berge, antes de bater por cobertura da goleira finlandesa Tinja-Riikka Korpelada.

As alemãs que voltaram a disputar a Liga dos Campeões depois de 6 temporadas conseguiram empatar a 5 minutos do fim, com Melanie Leupolz, outro destaque da Copa no Canadá

Mais 13 jogos acontecem amanhã

Mais 5 jogos acontecem amanhã

.E Leupolz não ficou atrás e também marcou um belo gol, aliás, parecido com o da holandesa.

Nome certo para estar com a Alemanha nos Jogos Olímpicos do Rio no ano que vem, a atacante alemã entrou na área conduzindo pela esquerda, evitou a chegada de uma adversária, da segunda ajeitou e bateu colocado encobrindo a goleira Marieke Ubachs.


O jogo de volta acontece na próxima quarta, no estádio an der Grünwalder Straße, em Munique.

Outros destaques de hoje

  • O Rosengard, de Marta venceu, mas brasileira não marcou: a zagueira Amanda Ilestedt abriu o placar (10′) e a capitã Lina Nilsson fez o 2º(75′).
  • O atual campeão Frankfurt estreou vencendo fora de casa, com gols da veterana Kerstin Garefrekes, de 36 anos, e da canadense estreante Sophie Schmidt, de pênalti.
  • Os dois italianos venceram: o Verona surpreendeu o Spratzern na Áustria e o Brescia ganhou do campeão inglês Liverpool (1-0)
  • O Slavia Praha conquistou o maior placar da rodada sobre o campeão dinamarquês e finalista do torneio.

 


Bayern e BVB reeditam no domingo a rivalidade da década na Bundesliga
Comentários Comente

Celso de Miranda

Nesse domingo, Bayern e Borussia Dortmund se enfrentam na Allianz Arena. Ao todo, em jogos pela Bundesliga os dois times já se enfrentaram 92 vezes, com 41 vitórias do Bayern, 23 do BVB e 28 empates. No placar, 170 a 115 para o bávaros.

Títulos e números desequilibra ‘Der Klassiker’ inequivocamente para o lado vermelho e brando, no entanto a rivalidade entre os dois times têm crescido na última década divide ao meio o futebol alemão, a ponto de da temporada 2009/10 para cá, apenas Borussia Dortmund e Bayern de Munique terem conquistado a Bundesliga: primeiro um bicampeonato aurinegro, depois um tri bávaro.

Os 11 encontros pela Liga, no qual o Bayern venceu 5 vezes e o Dortmund 4 e houve 2 empates (por coincidência na mesma temporada) e ainda as 3 decisões consecutivas da Supercopa (2012, 13 e 14), com o Dortmund vencendo duas e o Bayern uma, transformaram Bayern e Dortmund no maior clássico alemão dessa década.

Curiosidades

  • um único gol brasileiro nesses 5 anos: na temporada 2011/12, o Dortmund venceu o clássico em Munique por 3-1, e o gol do Bayern, então treinado por Louis Van Gaal foi do volante Luiz Gustavo
  • Tanto Mario Götze quanto Robert Lewandowski marcaram pelo Bayern na estreia contra o ex-time
  • o paraguaio Lucas Barrios, atualmente no Palmeiras marcou duas vezes no confronto: primeiro na vitória por 2-0 em Dortmund, depois no 3-1 em Munique, na temporada 2010/11.