Blog FastFut

Arquivo : Bundesliga

Meia do Leverkusen marca o gol nº 50.000 da Bundesliga
Comentários Comente

Celso de Miranda

O meia Karim Bellarabi fez história nessa sexta-feira, ao marcar o gol de número 50.000 da história da Bundesliga: o jogador do Bayer Leverkusen abriu o placar na vitória sobre o Augsburg (1-3), na abertura da 21ª rodada.

Sem marcar a 8 jogos, o mexicano Javier Chicharito Hernandez fez os outros 2 gols dos visitantes (41′ e 65′). Dominik Kohr marcou para o Augsburg (60′).

Com a vitória, o Leverkusen chega a 30 pontos e sobe uma posição (8º), ultrapassando o Freiburg, que joga no sábado contra o Hamburgo.

Com 24 pontos, o Augsburg é o 13º, mas pode ser superado pelo Wolfsburg, que enfrenta o Borussia Dortmund, no Signal Iduna Park, nesse sábado.

Rápido
Bellarabi já possuia a marca de “gol mais rápido” da Bundesliga, marca que ele divide com Kevin Volland: ambos marcaram aos 9 segundos de jogo.

O jogador do Leverkusen marcou na 2ª rodada temporada 2014/15, na vitória por 2-0 fora de casa, contra o Dortmund.

Já Volland marcou pelo Hoffenheim na 2ª rodada da temporada passada, na derrota diante do Bayern de Munique (1-2).

Números
O primeiro gol da Bundesliga na temporada de estreia em 1963, foi do atacante Timo Konietzka, do Dortmund, na vitória por 3-2 sobre o Werder Bremen.

Com os 4 da partida dessa sexta-feira, 50.003 gols já foram marcados em 54 anos de história da Bundesliga. Veja alguns números curiosos:


  • 21.786 gols… no 1º tempo
  • 28 217… no 2º
  • 3.391 de pênalti
  • 3.370… foram marcados por jogadores que vieram do banco
  • 46… por goleiros
  • 984gols- contra
  • 214… saíram antes do 1º minuto
  • 6.304… nos primeiros 15 minutos (0′ a 15′)
  • 10.718… nos últimos 15 minutos (75′ a 90′)
  • e 617… nos acréscimos

 


Memória: 15 anos depois, Philipp Lahm faz sua 500ª partida pelo Bayern
Comentários Comente

Celso de Miranda

Além das emoções do clássico diante do Schalke 04, na 19ª rodada da Bundesliga, os torcedores que comparecerem na Allianz Arena nesse sábado, em Munique, vão presenciar um momento especial: 15 anos depois de sua estreia, o lateral Philipp Lahm fará sua 500ª partida com a camisa do Bayern.

Aos 33 anos, o lateral iguala a marca de Bastian Schweinsteiger, como o 8º jogador que mais atuou pelo clube: mais que ele, apenas os goleiros Oliver Kahn (632 jogos) e Sepp Maier (623), o artilheiro Gerd Müller (573), Hans-Georg Schwarzenbeck (554), Klaus Augenthaler (545), o kaiser Franz Beckenbauer (539) e Bernd Dürnberger (505).

História
Era 13 de novembro de 2002 e o Bayern recebia o Lens, num Olympiastadion quase deserto, para a 6ª rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Estreia contra o Lens: empate

Estreia: substituindo Feulner contra o Lens

Tendo perdido duas vezes tanto para o Deportivo La Coruña, quanto para o Milan (que acabarai como campeão), o vencedor de 2001 Bayern vinha tendo uma campanha desastrosa sob o comando de Ottmar Hitzfeld e entrou em campo contra o time francês já sem chance de chegar à 2ª fase.

Aos 87′, a pequena torcida teve ao menos uma alegria: Markus Feulner marcou 3-2 para o Bayern, parecendo garantir pelo menos uma despedida honrosa.

Logo depois do gol Hitzfeld tirou o meia Feulner, que hoje, aos 34 anos ainda atua no Augsburg, e colocou  um jovem lateral direito da academia do Bayern, que acabava de comemorar seu 19º aniversário: um tal de Philipp Lahm.

Deu azar: logo em seguida, aos 90′, o meia Jocelyn Blanchard marcou de cabeça e empatou para o Lens: e o Bayern terminaria sem vitória, com apenas 2 pontos em 8 jogos.

Longo caminho
Lahm jogou apenas 1 minuto antes que o árbitro apitasse o final. E, primeiro relegado ao Bayern B, depois emprestado ao Stuttgart, o jovem lateral não faria outra partida pelo Bayern por 3 anos.

De volta em 2004/05, o jogador tornou um líder no Bayern, onde venceria 7 vezes a Bundesliga, 5 vezes a Copas da Alemanha e uma vez a Liga dos Campeões.

Convocado para a Copa de 2006, por Jürgen Klinsmann, marcou um golaço aos 6′ da partida de estreia diante da Costa Rica, em plena Allianz Arena: “Provavelmente foi o gol da minha vida”, diz Lahm.

Depois de assumir a braçadeira de capitão na Copa de 2010, quando foi o único membro do elenco a jogar todos os minutos da campanha do time que acabou em 3º lugar, 4 anos depois Lahm levantaria a Copa do Mundo, em pleno Maracanã:

“Philipp tem autoridade natural, assume a responsabilidade e se comunica bem, é um líder espontâneo”, afirma o técnico Joachim Löw.

Campeões do Mundo: o capitão em pleno Maracanã

O pequeno e versátil jogador de 1m70, que atuou como lateral na direita e na esquerda e até como zagueiro se tornou um gigante do Bayern e do futebol alemão.

Após a vitória sobre a Argentina na final (sua 113ª partida com a camisa da Alemanha), Lahm deixou a seleção, mas continuou com sua vitoriosa carreira no Bayern sob o comando de Pep Guardiola, com quem venceu 3 títulos.

“O Bayern teve Franz Beckenbauer, Gerd Müller, Uli Hoeness e Karl-Heinz Rummenigge e para mim, Philipp Lahm está no mesmo nível que essas lendas”, disse uma vez Guardiola, em entrevista ao SportBild.

“Ele é o capitão perfeito para o Bayern e me ajudou muito tanto dentro e fora do campo.”

Foco: Lahm pode vencer essa temporada seu 8 título da Bundesliga

Futuro
Aos 33 anos, Lahm comemora sua 500ª partida no Bayern, clube ao qual se juntou quando tinha 11 anos. No passado, ele afirmou sua intenção de se aposentar em 2018.

Enquanto isso o jogador segue motivado em alcançar marcar com o Bayern: se o time garantir nessa temporada o 5º título seguido da Bundesliga, Lahm vencerá o 8º título da liga, igualando o recorde de lendas do clube, como Oliver Kahn, Mehmet Scholl e Bastian Schweinsteiger.

O atual treinador Carlo Ancelotti, porém tem uma visão diferente do assunto: “Lahm é muito importante para o Bayern”, disse o italiano.

“Ele é um modelo para toda a equipe, então quanto mais tempo ele jogar melhor! Paolo Maldini venceu a Liga dos Campeões com 39. Estou certo de que Lahm pode jogar até os 39 anos.”

 

 


Caligiuri: Schalke assina com meia do Wolfsburg
Comentários Comente

Celso de Miranda

A poucos dias do encerramento do período de transferências na Europa, o Schalke 04 confirmou, nessa quarta-feira a contratação do meio campista Daniel Caligiuri junto ao Wolfsburg.

Os clubes não informaram os valores da negociação, mas segundo a mídia alemã, o Schalke teria pago € 2,5 milhões (R$ 8,5 milhões) pelo jogador de 29 anos, cujo contrato com Wolfsburg expirava no final da temporada.

O acordo com Caligiuri, que passa por exames médicos nessa quarta-feira em Gelsenkirchen, vai até 2020.

Aos 29 anos, Caligiuri é o novo reforço do Schalke

Aos 29 anos, Caligiuri é o novo reforço do Schalke

É o 3º reforço anunciado pelo time, que atualmente está na 10ª colocação da Bundesliga, com 21 pontos em 17 jogos: 9 pontos atrás da chamada “Zona da Champions”.

O Schalke já tinha havia anunciado as contratações de Guido Burgstaller (no Nürnberg) e o empréstimo de Holger Badstuber (do Bayern).

O Schalke disputa ainda a Liga Europa: depois de vencer o Grupo I, o time estreia na fase eliminatória contra o PAOK, no Stadio Toumba, em Salonika, no dia 16 de fevereiro.

“Trouxemos um jogador flexível, um meio-campista que tanto pode atuar pela esquerda quanto pela direita e que conhece bem a Bundesliga e possui experiência nos torneios europeus,” disse Christian Heidel, diretor de futebol do Schalke.

Segundo ele, após a lesão de Baba Rahman o ganês se contundiu numa partida da Copa Africana e deve ficar fora pelo resto da temporada – o clube teve que agir rápido para ‘se reforçar na posição’.

Caligiuri estava no Wolfsburg desde 2013, quando foi contratado por € 4,5 milhões (ou R$ 15,3 milhões ) junto ao Freiburg: na atual temporada, o jogador foi titular em 16 dos 17 jogos dos “Lobos” na Bundesliga.

A novela Huntelaar
O diretor do Schalke falou, ainda sobre os planos do clube em relação ao atacante holandês Klaas-Jan Huntelaar.

Atualmente lesionado e com apenas 3 gols marcados na temporada, o Huntelaar custa ao clube cerca de €6 milhões (ou R$ 20,4 milhões) em salários e por isso sua renovação tem sido cada vez mais questionada.

Ainda mais diante da chegada do artilheiro Burgstaller, contratado em janeiro junto ao Nuremberg por 2 milhões (R$ 6,8 milhões): o austríaco, que marcou 14 gols em 18 jogos e foi o artilheiro da Bundesliga-2 na primeira metade dessa temporada, já estreou fazendo o gol da vitória do Shcalke  sobre o Ingolstadt por 1-0, no último sábado.

Alto salário e novo concorrente podem tirar Huntelaar do Schalke

Alto salário e novo concorrente podem tirar Huntelaar do Schalke

Mas segundo Heidel, o holandês de 33 anos receberá sim uma nova proposta do Schalke: “Nós estamos sendo muito justos e corretos ao lidar com Huntelaar.”

“Independentemente de saber se ele tem uma proposta para sair ou não, vamos sentar com ele e discutir como proceder no futuro”, afirmou o dirigente.

O contrato de Huntelaar expira no final dessa temporada, mas o atacante tem uma cláusula que prevê que se ele for escalado em pelo menos metade dos jogos oficiais disputados o acordo é prolongado por mais um ano.

Atualmente, o holandês foi escalado em 8,5 partidas de um total de 25 jogos da Bundesliga, Liga Europa e Copa da Alemanha (para esclarecer: quando ele atua em menos de 45 minutos é computada ‘meia partida’).


Presidente do Bayern vai multar jogadores que não falam alemão
Comentários Comente

Celso de Miranda

De volta à presidência do Bayern de Munique depois de cumprir 42 meses de prisão por evasão fiscal, Uli Hoeness alertou os jogadores estrangeiros do clube para começar a aprender alemão caso não queiram ser multados.

O recado do dirigente é para jogadores como o brasileiro Douglas Costa, o chileno Arturo Vidal, o francês Kingsley Coman e o português Renato Sanches, que chegaram à Baviera nos últimos anos, mas que ainda lutam para aprender o idioma.

Hoeness na Bild: 'mais aberto do que nunca'

Hoeneß na Bild: ‘mais aberto do que nunca’

Para ele, que foi tema de capa da revista SportBild dessa semana, falar alemão é crucial para a integração entre os jogadores, para a comunicação do elenco com a comissão técnica e com a diretoria, e não menos importante, para a identificação com o torcedor do clube, que, afinal, é quem paga todas as despesas.

“A língua principal no vestiário deve ser alemão ou acabam se formando pequenos grupos dentro do elenco, o que só prejudica o desempenho do time,” disse Hoeness.

“Não é bom quando o jogador não pode participar das conversas, não compreende as informações dos técnicos e assistentes,” afirmou. “Se você quer se integrar a um clube, tem que aprender o idioma. Caso contrário isso é um sinal de que você está usando o clube apenas como um trampolim.”

Hoeness afirmou que as estrelas estrangeiras do clube devem intensificar as tentativas e esforços para aprender o alemão e citou o treinador italiano Carlo Ancelotti como um bom exemplo.

Ancelotti: na primeira coletiva, em 6 meses, o italiano se livrou dos fones e da tradução simultânea. Agora

Ancelotti: em menos de 6 meses, o italiano se livrou dos fones e da tradução simultânea

“Em pouco tempo ele já está falando alemão,” disse Hoesness. “Ancelotti sabe que a boa comunicação é fundamental para o trabalho de um treinador e também mostrou o que se pode fazer quando você realmente se dedica.”

Exemplo e multa
Hoeneß lembrou que quando Franck Ribery se juntou ao Bayern, ele via o clube como um primeiro degrau para uma carreira internacional: “Mas então ele percebeu como o Bayern era importante e aprendeu alemão. Esse é o caminho a percorrer”, afirmou.

Para ele, nos últimos anos não tem sido dada importância suficiente ao assunto, mas isso agora vai mudar: “Devemos tornar isso uma regra: ou os jogadores falam alemão ou serão multados.”

O dirigente de 64 anos, porém não detalhou como a regra vai funcionar, ou quais serão as multas.


Lewandowski renova com Bayern por mais 5 anos
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Bayern anunciou nessa terça-feira a renovação do contrato com o atacante Robert Lewandowski, de 28 anos.

O contrato do jogador polonês com os atuais tetracampeões alemães iria até 2019, mas o clube antecipou a renovação do atacante, que desde a temporada passada é pretendido por clubes como Real Madrid e Paris Saint-Germain.

Os detalhes do novo acordo, que levou meses para ser negociado, não foram revelados, mas na Imprensa alemã estima-se que o jogador passará a receber o maior salário do clube. Além disso, uma nova multa de rescisão teria sido estipulada.

“O Bayern me dá tudo que eu preciso realizar meus sonhos,” afirmou o jogador, autor do gol da vitória por 1-0 sobre o Atlético de Madri na semana passada (o 5º na atual temporada da Liga dos Campeões) e de 2 gols na goleada por 5-0 sobre o Wolfsburg, no final de semana na 14ª rodada da Bundesliga. Na Bundesliga, Lewandowski já marcou 11 vezes na atual temporada.

Mais 5 anos: artilheiro permanece no time até 2021

Mais 5 anos: artilheiro permanece no time até 2021

Passado e futuro
Lewandowski, cujo valor de mercado é atualmente de cerca de €50 milhões foi contratado pelo Bayern em 2014 junto ao Borussia Dortmund.

Desde então, fez 122 partidas oficiais pelo time bávaro e marcou 58 gols em 77 jogos na Bundesliga. Na última temporada, o jogador foi o artilheiro da competição com 30 gols. O jogador tem ainda 85 partidas pela seleção polonesa e marcou 89 gols.

“Robert é um dos melhores atacantes do mundo,” disse o presidente do clube, Karl-Heinz Rummenigge. “E Estou feliz que chegamos a um novo acordo, que garante o jogador no clube por um longo prazo.”

A renovação de Lewandowsi é o primeiro movimento importante no quebra-cabeça, que visa construir uma equipe vencedora para os próximos anos. Outros 10 jogadores do elenco têm contratos com prazo que vão até 2020 ou até mais.

Entre as principais estrelas, porém está aberto o futuro de Arjen Robben, cujo contrato expira no final dessa temporada. A tendência é que o holandês também seja renovado, para evitar que o jogador de 32 anos deixe o clube de graça daqui 6 meses.

Além de Robben, os contratos de Xabi Alonso (34 anos), o goleiro Tom Starke (35), Rafinha (31), Holger Badstuber (27), Julian Green (21) e Kingsley Coman (20) terminam no fim dessa temporada.


Aubameyang marca e se isola na artilharia da Bundesliga
Comentários Comente

Celso de Miranda

Logo após perder um pênalti, defendido pelo goleiro norueguês Rune Jarstein, o atacante Pierre-Emerick Aubameyang marcou o gol, que impediu a derrota do Borussia Dortmund em casa, diante do Hertha Berlin, na abertura da 7ª rodada da Bundesliga, nessa sexta-feira.

O empate foi o 25º jogo invicto do Borussia Dortmund em casa, um novo recorde para o clube. A antiga marca de 24 jogos datava do período entre 3 de novembro de 2001 e 15 de março de 2003.

O gol de Aubameyang, completando o cruzamento de Ousmane Dembelé, levou ainda o atacante do Gabão ao topo da tabela de artilheiros na temporada com 6 gols.

No final, o 1-1 acabou sendo um resultado justo depois de um primeiro tempo de muita marcação, mas poucas chances de gol, o suíço Valentin Stocker abriu o placar aos 5′ depois de recebeu uma linda assistência de calcanhar do bósnio Vedad Ibišević.

“Foi extremamente difícil criar chances diante de um adversário muito duro, que tem um jogo muito compacto e é extremamente disciplinado taticamente”, disse o técnico Thomas Tuchel.

“Mas fomos persistentes, mantivemos nosso ritmo e conseguimos duas ou 3 chances. No fim o empate foi um resultado justo.”

Artilheiro: 6 gols em 7 rodadas

Artilheiro: 6 gols em 7 rodadas

O empate manteve inalterada as posições dos dois times que mantiveram na tabela: o Hertha é o 2º (14 pontos) e o Dortmund em 3º(13). Ambos, porém podem ser superados na rodada pelo Colônia, que joga em casa, no sábados, contra o Ingolstadt e pelo RB Leipzig, que joga no domingo em Wolfsburg.

Nos momentos finais, o árbitro Patrick Ittrich expulsou o turco Emre Mor (84′), do Dortmund, e Valentin Stocker (90′) do Hertha.

Na próxima rodada, no sábado o Dortmund joga fora de casa contra o Ingolstadt, enquanto o Hertha recebe o Colônia em Berlim.


Hertha Berlim: 3ª vitória consecutiva é recorde na história do clube
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Hertha venceu o Schalke por 2-1 no Olympiastadion, em Berlim, nesse domingo e chegou à sua 3ª vitória consecutiva, o que já é o melhor início de temporada na história do clube.

Ao lado do Bayern, o time da capital alemã lidera a Bundesliga: os dois são os únicos que mantêm os 100% de aproveitamento, pelo menos até a próxima quarta-feira, quando as duas equipes se enfrentam, em Munique.

Outros destaques da rodada:

Gols e goleadas
Foram marcados 31 gols nos 9 jogos da 3ª rodada, o que corresponde a uma média de 3,44 gols/partida. O atacante francês do Colônia, Anthony Modeste marcou 2 na vitória por 3-0 sobre o Freiburg, na sexta-feira. Também marcaram duas vezes, Timo Werner do RB Leipzig, na goleada sobre o Hamburgo (4-0),  Gonzalo Castro, do Dortmun, nos 6-0 sobre o Darmstadt 98, além de Thorgan Hazard e Raphael, que marcaram 2 cada um na goleada do Monchengladbach sobre o Werder Bermen.

Hertha 100%: líder ao lado do Bayern

Hertha 100%: líder ao lado do Bayern

O artilheiro da temporada é o polonês Robert Lewandowski com 5 gols, seguido pelo finlandês Joel Pohjanpalo, do Bayer Leverkusen  (4). O belga Hazard, o francês Modeste e o alemão Mark Uth (Hoffenheim) dividem a 3ª colocação com 3 gols cada

Multidões
O público total da rodada foi de 402,982 espectadores nos estádios – uma média de 50.372: os jogos do Bayern contra o Ingolstadt, na Allianz Arena (75.000), do Dortmund diante do Darmstadt, no Signal Iduna Park (81.360 ) e do Mönchengladbach contra o Bremen, no Borussia-Park (54. 014) tiveram lotação máxima atingida. O número total de público nesta temporada agora é de 1.136.684 (média: 43.718).

Vermelho
Três jogadores foram expulsos na rodada: o norte-americano Aron Johannsson, do Bremen, Peter Niemeyer, do Darmstadt  e Jose Rodriguez, do Mainz, expulso na vitória do seu time diante do Augsburg (1-3). Na última temporada um total de 40 jogadores foram expulsos (15 Cartões vermelhos e 25 cartão pelo 2º amarelo).

Pênaltis
Os árbitros marcaram 3 penalidades na 3ª rodada: o sueco Emil Forsberg, do Leipzig, venceu o goleiro Rene Adler do Hamburgo, mas Javier Chicharito Hernandez acertou o poste na derrota do Leverkusen diante do Frankfurt (2-1).

Raffael: 2 gols

Raffael: 2 gols

O brasileiro Raffael  desempatou em favor dos atacantes na vitória Mönchengladbach sobre o Bremen. Até agora, na temporada foram 7 pênaltis marcados: 5 convertidos e 2 perdidos. Na temporada passada houve 86 penalidades: 68 resultaram em gols e 18 em defesas, ou erros dos atacantes.

Vazou
Ao marcar diante do Bayern, Dario Lezcano, do Ingolstadt, interrompeu a série de Manuel Neuer, que não sofria gol há 676 minutos: o último gol sofrido pelo número 1 da seleção alemã na Bundesliga, havia sido na 33ª rodada da temporada passada, justamente contra o próprio Ingolstadt, na vitória do Bayern por 2-1, no Audi SportPark.

Vermelho: expulsão

Niemeyer, do Darmstadt: expulso na derrota para o Dortmund

Aniversário
O empate em 0-0 diante do Hoffenheim, foi apenas a 3ª partida de Jakub Blasczykowski com a camisa do Wolfsburg, no entanto o polonês completou nessa rodada seu 200º jogo na Bundesliga: as outras 197 vezes, “Kuba” entrou em campo pelo Borussia Dortmund.

Zero
Com 3 derrotas consecutivas, o Schalke repete o mau começo da temporada 2010/11, sob o comando do treinador Felix Magath: no entanto, há 6 anos, o time havia marcado pelo menos 2 gols.

Dessa vez, além das 3 derrotas (Eintracht Frankfurt, Bayern e Hertha) o time sequer marcou gol, fato que não acontecia há 31 anos, desde a temporada 1985/86, com o técnico Diethelm Ferner, permanecendo na última colocação.

O único consolo do time de Gelsenkirchen foi a vitória fora de casa sobre o Nice (0-1), na estreia na Liga Europa, na quinta-feira.

 


Colônia lidera a Bundesliga… depois de 20 anos
Comentários Comente

Celso de Miranda

O torcedor do Colônia está comemorando a vitória por 3-0 sobre o Freiburg como… Bem, como algo que não acontecia há duas décadas: afinal, com os 3 pontos conquistados na abertura da 3ª rodada o time assumiu, pelo menos por uma noite, a liderança da Bundesliga pela primeira vez em 20 anos.

Na rodada, o time que venceu o Darmstadt (2-0) na estreia e empatou com o Wolfsburg (0-0) na semana passada, pode ser ultrapassado por Bayern e Hertha (6 pontos), e ainda alcançado por Wolfsburg e Leipzig (4).

O francês Anthony Modeste (29′) abriu o placar completando de cabeça a cobrança de escanteio da esquerda de Marcel Risse.

Apenas 2 minutos depois, o japonês Yuya Osako aproveitou a falha do turco Çağlar Söyüncü, e rolou para Leonardo Bittencourt ampliar com o gol livre(31′).

Modeste ampliou ainda no primeiro tempo (43′), em novo cruzamento na área: dessa vez a bola veio da direita, numa cobrança de lateral do dinamarquês Frederik Sørensen e o francês desviou de cabeça para fazer seu 3º gol na temporada.

“A primeira metade foi crucial porque fomos muito eficientes no ataque aproveitando praticamente todas as chances que criamos para construir o placar que nos deu tranquilidade na partida,” analisou o treinador do Colônia Peter Stöger.

Modeste: visão perfeita para marcar dois gols na vitória do Colônia

Ver para crer: Modeste marca 2 gols e o Colônia lidera na Alemanha

“Na segunda etapa recuamos demais e corremos alguns riscos desnecessários, mas acho que isso é natural.”

A única mudança no time da casa em relação ao empate em 0-0 diante do Wolfsburg na semana passada, o goleiro medalha de prata no Rio Timo Horn reassumiu a posição de titular e teve um papel importante, evitando o gol de Florian Niederlechner, com duas defesas difíceis na mesma jogada aos 78′ e ajudando a manter o time sem tomar nenhum gol em 3 partidas.

O Freiburg, que vinha de uma boa vitória sobre o Borussia Monchengladbach (3-1), ficou nos 3 pontos em 12º e pode ser ultrapassado por Hoffenheim (2), Mainz, Hamburgo e Ingolstadt (1) e alcançado por Schalke e Werder (0).

Na próxima rodada, na terça-feira (20) o Freiburg recebe o  Hamburgo no Mage Solar Stadion, e na quarta(21), o Colônia vai a Gelsenkirchen enfrentar o Schalke.


Na reestreia de Götze, Dortmund cai diante do caçula RB Leipzig
Comentários Comente

Celso de Miranda

Pela primeira vez em mais de 22 anos nesse sábado o futebol da Bundesliga voltou a Leipzig, a maior cidade da ex-Alemanha Oriental: depois de um empate fora de casa na estreia diante do Hoffenheim (2-2), o RB Leipzig venceu o Borussia Dortmund por 1-0 diante de 42,558 torcedores, que lotaram a Red Bull Arena, em jogo válido pela 2ª rodada.

A última vez que o VfB Leipzig (extinto em 2004) jogou na primeira divisão foi na temporada 1993/94, quando terminou na última colocação.

Recém promovido à primeira divisão, o RasenBallsport Leipzig (time  criado há apenas 7 anos como Red Bull Leipzig, mas que trocou de nome por exigências legais da Bundesliga) conseguiu sua primeira e histórica vitória, graças a um gol de Naby Keita no último minuto de partida.

O guineense de 21 anos, que entrou em campo aos 85′, para substituit o meia Dominik Kaiser completou a boa jogada do ex-Stuttgart  Timo Werner, de 20.

“Claro que isto é fantástico para o clube, a cidade e a região”, comemorou o treinador Ralph Hasenhüttl do RB Leipzig. “A partir da metade do 2º tempo eu já tinha a sensação de que estávamos mais perto do gol e da vitória. A partir daí foi uma questão de controlar os ânimos e aproveitar as oportunidades.”

Bundesliga volta a Leipzig depois de 22 anos

Festa: Bundesliga volta a Leipzig depois de 22 anos

“Para vencer na Bundesliga vários fatores têm que se encaixar e foi o caso hoje”, disse Hasenhüttl. “Você precisa de sorte, mas em última análise você precisa ter um plano de trabalho, precisa de jogadores comprometidos com o plano até o último minuto.”

“Nós sabemos de onde viemos, mas sabemos também onde queremos chegar”, afirmou. “Respeitamos a todos, mas não tememos ninguém. E acreditamos que ainda podemos fazer muito nessa liga.”

Auto-crítica
Para o Borussia Dortmund, a partida, que marcou a volta de Mario Götze à equipe foi particularmente decepcionante.

Reestreia: Götze voltou ao time, ainda longe da torcida

Reestreia: Götze voltou ao time, ainda longe da torcida

O time, que se mostrou surpreendentemente inofensivo e teve uma de suas mais fracas atuações sob o comando do do técnico Thomas Tuchel, estreia na quarta-feira na Liga dos Campeões diante do Legia, pelo Grupo F, no Stadion Wojska Polskiego, em Varsóvia.

“Em 90 minutos chutamos apenas uma vez ao gol”, contabilizou Tuchel, para quem o time cometeu muitos erros de passe e não conseguiu transformar a posse de bola em chances para marcar. “Com essa falta de precisão é muito difícil vencer.”

Sábado na Bundesliga

Bayern e Hertha: 100%

Após os jogos do sábado, apenas Bayern e Hertha mantiveram os 100% de aproveitamentoe dividem a liderança: a rodada se completa no domingo com 4 times que ainda buscam a primeira vitória: o Werder Bremen recebe o Augsburg e o Mainz enfrenta o Hoffenheim.

Pela Bundesliga, no próximo sábado, o Leipzig enfrenta o Hamburgo no Volksparkstadion, enquanto o Dortmund recebe o Darmstadt no Signal Iduna Park.


Artilheiro revelação da Rio 2016 deixa o Arsenal
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Werder Bremen anuncia nessa quarta-feira, último dia de transferências para o início da temporada 2016-17 na Europa, a contratação do meia atacante de 21 anos, Serge Gnabry, do Arsenal.

Um dos destaques da seleção medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio, Gnabry foi um dos artilheiros da competição com 6 gols, ao lado do também alemão Nils Petersen, atacante do Freiburg, de 27 anos.

Aos 21 anos, revelação alemã vai, enfim, disputar a Bundesliga

Aos 21 anos, revelação alemã vai enfim disputar a Bundesliga

O clube não revelou os detalhes sobre a negociação, mas o diretor de futebol do Werder, Frank Baumann informou, na terça-feira que o jogador já passou por exames médicos em Bremen.

No início da semana o jogador que atuou por empréstimo para o West Bromwich Albion na última temporada e interessava a diversos clubes alemães, como Hertha, Leipzig e Mainz, estava sendo associado a uma possível transferência para o Bayern de Munique.

Baumann citou ainda, a existência de um ‘acordo de princípios’ com o Arsenal, que garantiu ao Werder a preferência na negociação diante de outros clubes alemães.

“Há 4 anos já havíamos conversado com o pai do jogador e naquela altura o negócio não deu certo,” conta Baumann. Mas mantivemos o contato o que agora nos garantiu fazer um bom acordo.”

Nascido em Stuttgart, filho de mãe alemã e pai marfinense,  Gnabry começou no VfB Stuttgart, mas ainda na adolescência despertou o interesse do Arsenal, que pagou £100 mil (ou R$ 430mil) pela transferência do jogador.

O jogador será anunciado oficialmente essa tarde (10h30, no horário de Brasília) numa entrevista coletiva na sede do clube, que você pode acompanhar ao vivo aqui.

Recomeço
O Werder Bremen, que na temporada passada lutou contra o rebaixamento até a última rodada e terminou na 13ª colocação apenas 2 pontos acima do Eintracht Frankfurt, que disputou o playoff de descenso, estreou com derrota na Bundesliga 2016-17: uma sonora goleada para o tetracampeão Bayern por 6-0, na Allianz Arena.

Após a parada para os jogos da seleção, o time faz seu primeiro jogo em casa, no Weserstadion diante do Augsburg.