Blog FastFut

Arquivo : Vídeos

Atacante albanês marca o 1º na MLS e dá vitória ao Colorado
Comentários Comente

Celso de Miranda

Contratado junto ao Basel no início da temporada, o atacante da seleção da Albânia Shkelzen Gashi marcou seu primeiro gol na MLS nessa quarta-feira à noite e deu a vitória ao Colorado Rapids por 2-1 sobre Sporting Kansas City, no Children’s Mercy Park.

O gol saiu aos 82′, poucos minutos depois do Sporting ter chegado ao empate com Dom Dwyer (77′), numa jogada rara: o meia Dillon Serna, 22 anos, arriscou da intermediária e acertou o travessão do goleiro Tim Melia.

No rebote, o suíço naturalizado albanês, que vai estar na Euro’16 em junho na França, emendou de primeira da entrada da área. O argentino Luis Solignac havia aberto o placar no primeiro tempo (41′), deois de passe do guatemalteco Marco Pappa.

Nos minutos finais o time da casa quase empatou: Brad Davis acertou a trave.

O Colorado melhorou e subiu para a 5ª colocação da Conferência Oeste, com 3v-1e-2d (10 pontos). O Kansas City é o 2º com 12 (4v-0e-2d). Ambas equipes jogam fora no fim de semana.

Próximo

  • COL: New York Red Bulls, no sábado
  • SKC:  FC Dallas, no domingo

Manchester United e Newcastle empatam em jogo de 6 gols
Comentários Comente

Celso de Miranda

O zagueiro Paul Dummett marcou no último minuto e o Newcastle conseguiu o empate em 3-3 com o Manchester United em num clássico da Premier League em St James’ Park.

VIDEO Newcastle United 3 – 3 Manchester United (Premier League) Highlights – See more at: http://goal91.com

Publicado por Goal91 em Terça, 12 de janeiro de 2016

O jogo teve de tudo, inclusive polêmica no primeiro gol marcado de pênalti: no lance, após uma cobrança de escanteio, o  árbitro Mike Dean marcou toque de mão de Chancel Mbemba numa disputa de bola com Marouane Fellaini. Wayne Rooney cobrou e marcou logo aos 9′.

O atacante Jesse Lingard aproveitando uma bela assistência de Rooney, ampliou para o visitantes (38′), mas apenas 4 minutos depois, o holandês Georginio Wijnaldum diminuiu para o time da casa.

► Dimitri Payet marked his first start since November with a fantastic free kick.Click “watch more” for full report and highlights of AFC Bournemouth 1-3 West Ham United FC

Publicado por SBS The World Game em Terça, 12 de janeiro de 2016

No segundo tempo,  mais um pênalti: dessa vez, num escanteio para o Newcastle, em meio ao agarra-agarra dentro da área do Manchester United, o experiente Dean marcou falta do zagueiro Chris Smalling em Aleksandar Mitrovic: o sérvio cobrou e empatou.

Aos 10 minutos do fim, Rooney marcou novamente aproveitando com um chute preciso uma bola rebatida pela defesa, mas isso não seria suficiente para a vitória: aos 90′, o galês Dummett salvou um ponto para a equipe de Steve McClaren.

Hennessey’s howler► Wayne Hennessey’s howler gifted Aston Villa FC – Official their first Premier League win since the opening day of the season.Click “watch more” for full report and highlights of Aston Villa 1-0 Crystal Palace Football Club

Publicado por SBS The World Game em Terça, 12 de janeiro de 2016

O resultado, porém mantém o Newcastle na zona de rebaixamento, mas coloca fim a uma série de três derrotas seguidas sem marcar um gol na da Premier League.

Com o resultado, nos últimos 12 jogos, em todas as competições o Manchester United teve apenas 2 vitórias (5 empates e 4 derrotas).  O time de Louis Van Gaal caiu para o 6º lugar com a vitória do West Ham sobre o Bournemouth (1-3).

No outro jogo da terça-feira, o lanterna Aston Villa venceu em casa o Crystal Palace (1-0)


EUA vencem a segunda na Gold Cup: 1-0 no Haiti
Comentários Comente

Celso de Miranda

Depois da estreia com vitória sobre Honduras (2-1), a seleção dos EUA deu mais um passo na defesa do título da Gold Cup ao vencer o Haiti por 1-0, na noite de sexta no Gillette Stadium em Foxborough, Massachusetts.

Com a vitória o time se isola na liderança do Grupo A. No outro jogo do grupo Honduras e Panamá empataram em 1-1.

Haiti e EUA fizeram mais uma vez um jogo equilibrado, com a equipe do Caribe levando perigo logo aos 10 minutos, numa cobrança de falta do zagueiro Mechack Jerome, do Charlotte Independence, time da USL – United Soccer League.

Jogos equilibrados não são novidades entre as duas seleções: aliás, até a partida dessa noite o Haiti era ao lado do México, os únicos dois times da CONCACAF que tinham um retrospecto de vitórias maior que o de derrotas contra os Estados Unidos.

Hoje, na 17ª partida entre as duas seleções, porém a seleção norte-americana enfim igualou o retrospecto diante da nação caribenha: agora o registro de EUA e Haiti é 6v-6d-5e.

Gols e multidão
Os EUA chegaram tiveram um gol mal anulado num impedimento de Aron Jóhansson, atacante do AZ Alkmaar, que estreava pela seleção.

O gol da vitória, no entanto saiu no primeiro minuto do segundo tempo:  mais uma vez com Clint Dempsey, que havia marcado os dois gols contra Honduras, dessa vez aproveitando um passe de Gyasi Zardes.

O meia do Seattle Sounders chegou ao seu 44ºgol com a camisa da seleção norte-americana.

Ontem, pela segunda vez consecutiva a audiência bateu recorde: depois de mais de 22 mil torcedores em Frisco, no Texas, os 46.720 torcedores no Gillete Stadium, casa do New England Revolution, quebraram o recorde de maior público num jogo da Gold Cup em Massachusetts.

As equipes voltam a campo na segunda-feira (13), com a última rodada do grupo, no Sporting Park, em Kansas City, Kansas.: os EUA enfrentam o Panamá e Haiti joga contra Honduras


Gol de americana em cima do Brasil é o “Maior da História das Copas”
Comentários Comente

Celso de Miranda

O site da FIFA pediu – e nós aqui também – e torcedores de todo o planeta votaram no “Maior Gol da História da Copa do Mundo Feminina”.

Uma cabeçada da atacante norte-americana Abby Wambach, nos segundos finais da prorrogação nas quartas de final entre Estados Unidos e Brasil, na Copa da Alemanha, em 2011 foi o mais votado.

Os usuários do FIFA.com tiveram de 11 maio a 5 junho para votar e um dos gols a partir de uma lista de 15 gols pré-selecionados e o resultado foi anunciado às vésperas da abertura da Copa do Canadá: durante o evento, em 2015, o site fará uma votação para escolher os melhores gols da atual competição, a exemplo do que faz na Copa masculina.

O gol de última hora de Wambach levou o jogo ao empate em 2-2 e o jogo a ser decidido nos pênaltis: nas cobranças, as norte americanas venceram por 5-3 e avançaram, chegando à decisão.]

E foi na decisão da Copa da Alemanha de 2011, entre Estados Unidos e Japão, que a atacante Homare Sawa apareceu para marcar aquele que vingaria o Brasil: um empate aos 117 minutos (na prorrogação) levando o jogo para uma decisão por pênaltis (onde as japonesas ficaram com o título). O gol de Sawa ficou em 2º na escolha do site da FIFA.

Em 3º lugar, talvez o gol mais bonito: uma mostra da habilidade de Marta, cinco vezes escolhida como a melhor jogadora do mundo.  A brasileira abriu o placar aos 27’ da vitória de 4-0 do Brasil sobre os Estados Unidos, na semifinal da Copa de 2007, na China.


Mata ou morre: Hamburgo e Karlsruher decidem rebaixamento
Comentários Comente

Celso de Miranda

Dois jogos que decidem o destino de duas torcidas… De duas cidades, de temporadas: a atual e a seguinte: um time cai, outro sobe. Um sai em festa, outro em lágrimas.

Não é a toa que os playoffs do rebaixamento da Bundesliga – as duas partidas entre o 16º colocado da 1ª Divisão e o 3º colocado da 2ª Divisão – é um dos momentos mais emocionais – e esperados – da temporada no Futebol Alemão.

E não é só no jogo entre a Bundesliga e a 2ª Divisão que o bicho pega: um dos pmais emocionantes recentemente foi o playoff entre o Arminia Bielesfeld, que havia terminado a temporada 2013/14 como 17ª colocado da 2ª Divisão e o Darmstadt, 3º colocado da 3ª Divisão.

A primeira partida em Darmstadt foi vencida pelo Arminia por 3-1. Mas quando tudo parecia decidido, três dias depois o Darmstadt deu o troco em Bielefeld, vencendo por 4-2. Com o 4ª gol marcado fora, que garantiu o acesso, do brasileiro Elton da Costa, aos 120’ da prorrogação (video acima).

Não é exagero dizer que esse gol mudou a história do time, que não só subiu para a Bundesliga.2 na temporada 2014/15, como foi vice-campeão e conseguiu seu segundo acesso consecutivo.

Hamburgo
Nessa quinta (28), o Hamburgo, time que jamais jogou a 2ª Divisão (aliás, único time fundador da Bundesliga que nunca jogou a Bundesliga-2), pela segunda temporada seguida vai disputar o playoff.

Antepenúltimo colocado da temporada regular, o Gigante do Norte, um dos times mais populares e com maior torcida na Alemanha recebe na Imtech Arena o Karlsruher, time da região de Baden, às margens do Reno.

Vantagem da Bundelisga?
Em 2008/09, o rebaixamento foi reintroduzido após uma ausência de 18 anos. E o Nuremberg, da segunda divisão tomou fácil a vaga do Energie Cottbus, na Bundesliga.

Foram duas vitórias sobre o time da ex-Alemanha Oriental, primeiro um 3-0 em no Stadion der Freundschafe, em Cottbus, depois um 2-0 em casa, no EasyCredit-Stadion.

Logo na temporada seguinte, porém, em 2009/10, o Nuremberg, 17º colocado na Bundesliga se viu na situação oposta e teve que defender a posição na elite contra o ascendente Augsburg.

E novamente conseguiu vencer as duas: primeiro 1-0 em casa, depois fez 2-0 como visitante no Impuls Arena.

Era a primeira vitória do time da Bundesliga: a última – dramática – foi na temporada passada, do Hamburgo sobre o Greuther Fürth: mesmo sem vencer nenhum dos dois jogos, o time da primeira divisão prevaleceu empatando em casa em 0-0 e em Fürth em 1-1 (o gol fora decidiu).

Em 1988, único rebaixamento decidido nos pênltis

Em 1988, único rebaixamento decidido nos pênaltis

Começava assim a prevalecer a força dos times da Bundesliga: no total, dos17 duelos em que o rebaixamento foi decidido por playoff, 11 vezes o time da primeira divisão permaneceu na Bundesliga, apenas cinco vezes o time da 2ª Divisão conseguiu a vaga..

Em 1988, uma única vez a decisão de quem ficaria na Bundesliga foi para os pênaltis: o Waldhof Mannheim defendia sua vaga na Bundesliga e venceu a primeira por 3-2, enquanto o Darmstadt 98 que queria subir fez 2-1 na segunda.

O jogo foi para a prorrogação, que terminou em 0-0 e sem a regra dos gols marcados fora a solução foi decidir no pênaltis: e o Darmstadt venceu por 3-2, com Karl-Heinz Emig (na foto) perdendo o pênalti decisivo.


Marta e Sissi: veja e vote nos gols mais bonitos da história das Copas
Comentários Comente

Celso de Miranda

Marta e Sissi estão entre as finalistas da escolha dos 15 gols mais bonitos da história da Copa do Mundo Feminina, que a FIFA está promovendo para comemorar o início do Mundial de 2015, no Canadá, que começa nesse sábado.

O gol de Marta escolhido foi sobre os Estados Unidos, na goleada por 4-0 na semifinal na Copa da China, em 2007. O Breasil seria derrotado na final pela Alemanha naquela que até hoje foi nossa melhor participação em Copas.

A cobrança de falta perfeita da meia Sissi na vitória sobre a Nigéria por 4-3 levou o time brasileiro às semifinais, em 1999, nos Estados Unidos, onde o Brasil, porém perdeu para as donas da casa.

Na disputa do bronze, depois do empate em 0-0, as brasileiras venceram nos pênaltis as norueguesas, que na época eram as campeãs do mundo.

Brasil é o último time a estrear: na quarta, contra a Coreia do Sul

Primeira rodada: Brasil é último a estrear: quarta, contra a Coreia do Sul

Outras concorrentes ao prêmio são a alemã Birgit Prinz, a norte-americana Abby Wambach, a sueca Marie Hammarstrom e a japonesa Homare Sawa.

Assista aos 15 gols finalistas e Vote (site da FIFA)


10 anos – O milagre de Istambul
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em 25 de maio de 2005, o Liverpool venceu sua 5ª Liga dos Campeões, derrotando o Milan – de Kaká, Cafu, Dida e Serginho – na partida que ficou marcada pela incrível virada da equipe inglesa, que terminou o primeiro tempo perdendo por 3-0, mas empatou e venceu nas cobranças de pênalti.

Diante de uma multidão de 70 mil torcedores no Estádio Olímpico Atatürk, em Istambul, Paolo Maldini – aos 36 anos – abriu o placar depois de apenas 51 segundos: até hoje esse é o gol mais rápido e o capitão do Milan é o jogador mais velho a ter marcado numa final de Liga dos Campeões.

O atacante argentino Hernán Crespo, na época emprestado pelo Chelsea, marcou os outros dois aos 38’ e 42’.

No segundo tempo, o Liverpool empatou com Steven Gerrard (54’), (Vladimír Šmicer, 56’) e (Xabi Alonso, 60’).

Na disputa de pênaltis, o atacante ucraniano Andriy Shevchenko fez a cobrança decisiva do Milan defendida pelo goleiro Jerzy Dudek, que garantiu o triunfo histórico do Liverpool.

Gerrard: capitão fez o primeiro e liderou a virada inglesa

Gerrard: capitão fez o primeiro e liderou a virada inglesa

Década – Onde estão alguns dos campeões

  • Steven Gerrard: o capitão dos Reds depois de 17 anos a serviço do Liverpool acaba de se transferir para o LA Galaxy, da MLS
  • Xabi Alonso: meio-campista basco passou anos no Real Madrid e hoje está no Bayern de Guardiola
  • Djibril Cissé: aos 33 anos, o artilheiro completou a temporada atuando pelo o Bastia, que terminou a Ligue 1 na 12º posição. O veterano foi o artilheiro do modesto time da Córsega, que chegou à final da Copa da Liga, onde foi derrotado pelo PSG (4-0).

  • Rafael Benítez: treinador do Napoli desde Maio de 2013, chegou nessa temporada à semifinal da Liga Europa.
  • Jamie Carragher: zagueirão virou comentarista de TV
  • Jerzy Dudek: o Goleiro polonês se aposentou em 2011 jogando pelo Real Madrid, e é o ‘embaixador oficial da atual temporada da Liga Europa, que terá sua final disputada em Varsóvia, nessa quarta-feira (27, entre Dnipro e Sevilla
  • Sami Hyypiä: tornou-se treinador e levou o Bayer Leverkusen ao 3º lugar da Bundesliga em 2012/13. Trocou o time alemão pelo Brighton & Hove Albion, da Inglaterra nessa temporada, mas deixou o clube em dezembro.
  • Djimi Traoré: o zagueiro teve boas temporadas no Monaco e Olympique de Marselha, antes de se transferir para o Seattle Sounders, onde se aposentou após a final da MLS Cup – e o vice-campeonato em 2014
Goleiro herói é o embaixador da final da Liga Europa, que acontece nessa quarta, em Varsóvia

Dudek é o embaixador da final da Liga Europa 2014/15, em Varsóvia: Taça vai para o Dnipro ou para o Sevilla

  • Luis García: meia ajudou o Atlético Kolkata a conquistar o título de 1º Campeão Indiano, na edição inaugural da Liga Indiana de Futebol em 2014
  • John Riise: aos 34 anos, o lateral norueguês disputou a atual temporada 2014/15 pelo APOEL, do Chipre
  • Vladimír Šmicer: atacante checo que veio do banco e marcou o segundo gol da final, não concorda com os dados da FIFA ou da UEFA, que dão conta de que ele se aposentou em 2009 atuando pelo Slavia Praga. “Acredite ou não, eu não encerrei minha carreira ainda”, [risos]. Eu ainda estou jogando na 6ª Divisão Checa, num pequeno time da aldeia onde eu moro”, disse ao Šport.cas.cz o ex-jogador que se envolveu na política e, em 2014, foi candidato ao Parlamento Europeu pelo VIZE, mas não se elegeu.

Barcelona x Juventus: confrontos anteriores
Comentários Comente

Celso de Miranda

Foram apenas três encontros entre os dois clubes: duas vezes pela Liga dos Campeões (a primeira antes de o torneio ter esse nome) e a uma pelo extinta Copa dos Vencedores das Copas: o Barcelona tem vantagem de 2-1.

Nas seis partidas disputadas, o equilíbrio é impressionante: duas vitórias do Barcelona, dois empates e duas vitórias da Juventus. No placar, os espanhóis marcaram sete gols, os italianos seis.

Barcelona e Juventus: equilíbrio quase absoluto em três partidas

Barcelona e Juventus: equilíbrio quase absoluto em três partidas

A boa notícia para os italianos é que no confronto mais recente, em 2003, deu Juventus que conseguiu, então, a única vitória fora de casa.
Lembre como foi:

  • Liga dos Campeões 1985/86 (Quartas-de-final)
    Barcelona 1-0 Juventus
    Juventus 1-1 Barcelona

“Eliminamos o adversário mais forte que poderíamos encontrar”, afirmou na época à BBC, Terry Venables, o treinador inglês do Barcelona, depois da difícil classificação.

Os espanhóis chegaram à Turim com a vantagem obtida pelo gol de Juan Alberto, aos 82 minutos no Camp Nou, e ficaram confiantes na classificação quando o escocês Steve Archibald aos 30 minutos.


O time de Giovanni Trapattoni, no entanto reagiu de imediato e empatou ainda antes do intervalo, com Michel Platini. Coube ao Barcelona resistir durante toda a segunda metade do jogo aos à pressão e ao inúmeros ataques desperdiçados pelo time da casa.

  • Recopa 1990/91 (Semifinais)
    Barcelona 3-1 Juventus
    Juventus 1-0 Barcelona

A Juventus foi para o intervalo do primeiro jogo no Camp Nou vencendo graças a um gol de Pierluigi Casiraghi.Na volta, porém Hristo Stoichkov (56 e 60) e Ion Andoni Goikotxea (76) deram a vitória ao time comandado por Johan Cruyff.

Na segunda partida, a Juventus teve suas chances, após marcar de falta com Roberto Baggio (aos 61) e de Guillermo Amor ser expulso um minuto depois, o time jogou meia-hora com um jogador a mais precisando de apenas um gol para avançar, mas não foi capaz de controlar o nervosismo.


“Por ironia, quando ficamos na frente no marcador e eles em desvantagem numérica, não conseguíamos fazer três passes seguidos”, lamentou o treinador da Juventus, Luigi Maifredi, que, no entanto na época elogiou à Gazzeta Dello Sport o empenho do grupo apesar da eliminação. “Acho que hoje vimos o futuro da Juve”, afirmou.
Poucas semanas depois foi despedido.

  • Liga dos Campeões 2002/03 (Quartas-de-final)
    Juventus 1-1 Barcelona
    Barcelona 1-2 Juventus

O gol de empate marcado pelo argentino Javier Saviola em Turim deixou a equipe de Radomir Antić confiante que na semana seguinte iria garantir em casa uma vaga na semifinal contra quem vencesse de Real Madrid ou Manchester, na outra quarta-de-final.

Zalayeta: classificação aos 114 minutos

Marcelo Zalayeta: classificação aos 114 minutos

A Juventus saiu na frente no início do segundo tempo com Pavel Nedved e Xavi Hernandez (ele mesmo) empatou em seguida. A confiança dos espanhóis voltou quando Edgar Davids foi expulso e o jogo foi para a prorrogação.

Quando o time de Marcello Lippi parecia se contentar com a decisão por pênaltis, o uruguaio Marcelo Zalayeta fez o gol da classificação aos 114 minutos.

“A verdade é que nós somos uma equipa especial, com qualidades especiais e foi isso que nos permitiu ganhar este jogo”, afirmou Lippi, na Gazzeta, que viu a sua equipa ser batida pelo Milan algumas semanas depois, numa na final sem gols decidida nos pênaltis.


Bayern vence também a Bundesliga feminina
Comentários Comente

Celso de Miranda

E para quem pensa que isso é tão comum quanto no masculino, a surpresa está aqui ó: o time feminino do Bayern venceu hoje o campeonato alemão pela primeira vez em 39 anos!

No feminino: Bayern não vencia há 39 anos

No feminino: Bayern não vencia há 39 anos

A equipa do técnico Thomas Wörle assumiu a liderança apenas nessa última rodada, com a vitória por 2-0 sobre o Essen, em Munique, e se beneficiou do empate em 1-1 entre Wolfsburg e Frankfurt.

Todos os gols da rodada

Com os três pontos o Bayern saltou para 56 pontos e ultrapassou o antigo líder e bicampeão Wolsfburg (que terminou com 55), O Frankfurt, que também tinha chances de ser campeão nessa rodada, case vencesse e o Bayern perdesse, terminou em 3º lugar.

Com a vitória o Bayern volta à Liga dos Campeões na temporada 2015/2016. O Wolfsburg que venceu a Copa da Alemanha já estava assegurado no torneio.

Finalista da Liga dos campeões, o Frankfurt ainda tinha chance de título e abriu o placar com Vera Boquete

Finalista da Liga dos Campeões, o Frankfurt ainda tinha chance de título e abriu o placar com Vera Boquete

Na quinta-feira o Frankfurt encerra a temporada dos clubes alemães, fazendo a final da Liga dos Campeões em Berlim contra o Paris St. Germain.

“O fato de o campeão alemão masculino e feminino vir da mesma cidade é uma novidade absoluta”, disse o presidente da DFB, Wolfgang Niersbach.

Por coincidência, há a possibilidade de isso acontecer também na Copa, onde o feminino do Wolfsburg venceu o Potsdam e o masculino está na final contra o Dortmund.

A veterana fez seu último jogo no Wolfsburg: e marcou!

A veterana fez seu último jogo – e seu último gol – no Wolfsburg

“É muito estimulante termos chegado à reta final do campeonato com três equipes tradicionais desse porte, com camisas como Bayern, Frankfurt e Wolfsburg com chances de ser campeão”, comemora o presidente da DFB. “Isso gerou uma semana empolgante de ampla exposição para o futebol feminino. E se o título ficou com o Bayern, na Allianz Arena… ficou bem.”

“E agora vamos todos cruzar os dedos e torcer juntos para o Frankfurt em Berlim, na final da Champions”, disse Niersbach.


Beckham: o jogador que mudou tudo em termos de imagem no futebol, faz 40
Comentários Comente

Celso de Miranda

A vida vive no dando esses avisos: esse dias um amigo nosso – grande sujeito que trabalha com quadrinhos – postou que sentiu, enfim, que a idade tinha chegado, porque um moleque tinha dado o lugar pra ele no metrô! Vai vendo.

Na mesma semana, foi a minha vez: na reunião de condomínio do meu prédio e depois de muita discussão, acabei sendo eleito para o conselho. Justo eu, que sempre me achei um eterno rebelde sem-causa agora vou, todo mês, aprovar as contas, fiscalizar os gastos, ficar de olho no síndico. Vai vendo!

Na Califórnia, Beckham leva vida de celebridade

Na Califórnia, Beckham leva vida de celebridade

Isso tudo pra dizer… que o tempo voa, o tempo avança implacavelmente e prova chocante disso é que David Beckham faz hoje 40 anos.

O meio-campista inglês  marcou uma época no futebol mundial: sua carreira profissional personifica a transformação do jogador de futebol em celebridade, a incorporação do apelo sexual, a globalização e o avanço sobre novos mercados e mídias, a moda, tudo isso hoje é comum e tudo isso começou Beckham.

Ou pelo menos ganhou outra dimensão – uma que nunca mais será a mesma – em seus 20 anos carreira profissional. Poucos podem falar isso de si mesmos.

Beckham chega nos “quarentão” hoje. Relembre os gols do craque

E Beckham ainda não parou: ele ainda está liderando o esforço para fundar um clube em Miami, no próximo movimento de expansão da Major League Soccer. Está sempre ativo, participando de atividades humanitárias – daquelas verdadeiras – e, é claro, ainda é, sim. um rostinho bonito  para uma gama de produtos em propagandas ao redor do mundo

Nos Estados Unidos, onde David Beckham deixou sua marca, o Bleacher Report lembrou o aniversário do ex-jogador com o ” The Art of Beckham”, (  veja a galeria ) uma espécie de galeria de arte digital, onde a vários artistas gráficos passaram o desafio de capturar a jornada sinuosa do inglês de Londres a Manchester, de Madrid a Los Angeles.