Blog FastFut

Arquivo : junho 2017

Copa das Conferações: ruas da Rússia recebem festival de grafite
Comentários 1

Celso de Miranda

A arte de rua russa vai recepcionar os torcedores que devem visitar o país para a Copa das Confederações 2017.

A exposição ‘Football graffiti’ tem obras espalhadas pelas 4 cidades que vão receber jogos a partir desse final de semana: Moscou, São Petersburgo, Sochi e Kazan. Veja algumas:

Em Moscou, a imagem do grande Lev Yashin, maior goleiro da história do futebol russo ocupa a parede de um prédio de de 6 andares, na rua Narodnaya, em Taganka.

6 andares: o moscovita Yashin com a camisa do Dínamo

Ainda na capital, o grafite dedicado à seleção da casa foi feito perto do Estádio do Spartak, no bairro Pokrovskoye-Streshnevo, que recebe no domingo Camarões e Chile na abertura do Grupo B.

Moscou veste a camisa

O meio-campista português Miguel Danny, antigo capitão e ídolo do Zenit, onde jogou de 2008 até 2017, é o homenageado numa subestação elétrica no jardim Pushkarskiy, em São Petersburgo. O grafite é do grupo local Hoodgraff.

Portugal está no Grupo A (com México, Rússia e Nova Zelândia) e estreia contra o México, no próximo domingo, na Kazan Arena.

Ídolo português em São Petersburgo

A artista e design gráfica russa Nika Pika Lime fez sua interpretação do futebol numa parede de Sochi, onde na segunda-feira jogam  Alemanha e Austrália, no Estádio Fisht.

Futebol: inspiração

 


Projeto do Comitê da Copa reúne duas paixões russas: futebol e poesia
Comentários Comente

Celso de Miranda

O portal oficial da Copa da Rússia lançou nessa quinta-feira mais um vídeo do projeto “Futebol e Poesia”, no qual jogadores  russos leem seu poema favorito.

Nesse 5º episódio da série, o atacante do Krasnodar, Fedor Smolov escolheu o poema ‘Solidão’, de Anna Ahmatova, uma das maiores poetas russas: “Muitas pedras em mim foram lançadas,” começa o artilheiro do Campeonato Russo em 2016/17. “Que eu não as temo mais.”

“O abismo se tornou uma torre sólida,
Alta entre altas torres.
Agradeço aos construtores dos altos muros,
Deixe os sentir falta da tristeza e da angústia
Daqui, vou ver o nascer do sol mais cedo,
Aqui o último raio do sol se alegra.
E nas janelas do meu quarto
As brisas do norte muitas vezes sopram
E da minha mão, uma pomba come grãos de trigo…
Quanto à minha página inacabada,
a mão da musa, divinamente calma
e delicada, terminará.” (em tradução aproximada…)

No primeiro episódio da série “Futebol Poesia”, lançado em abril, o zagueiro do CSKA Moscou Alexei Berezutski leu ‘Bétula’, de Sergei Yeseni.

O meia do Samara Yevgeni Bashikirov (que leu ‘O Poeta’, de Alexander Pushkin), o capitão do Spartak Denis Glushakov (‘Ouça’, de Vladimir Mayakovsky) e o atacante  do CSKA Fedor Chalov (‘Infância’, de Ivan Bunin), também já participaram do projeto, que deve continuar até a Copa do Mundo.

Smolov: poesia e futebol para captar a alma dos russos

Benvindo
Criado pelo Comitê Organizador do Mundial, o site Welcome2018.com (em inglês) traz informações de serviços – hotéis, transporte, restaurantes etc – para os torcedores que vão visitar o país na Copa das Confederações, que começa nesse sábado, e na Copa do Mundo em 2018.

Um dos destaques do portal, porém são as informações sobre os povos e a cultura das 11 cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo, que começa daqui exatamente 1 ano (em 14 junho): Moscou, São Petersburgo, Kazan, Nizhny Novgorod, Saransk, Kaliningrado, Volgogrado, Yekaterinburgo, Samara, Sochi e Rostov-on-Don.

Letras
Uma das mais célebre poetas russas, Anna Akhmatova (1989-1966) viveu e escreveu sobre as grandes transformações históricas em seu país, dos czares aos soviéticos, da revolução ao stalinismo.

Poucos flagraram a vida como um processo de perda irremediável como essa grande voz lírica, que por anos foi impedida de publicar, perseguida que foi pelo stalinismo.

No Brasil, sua vida e algumas de suas obras podem ser conhecidas nos livros Anna, a Voz da Rússia (de Lauro Machado Coelho, Editora Algol, 2008), Antologia póetica (tradução de Lauro Machado Coelho, L&PM, 2009) e Poesia russa moderna (tradução de Augusto de Campos, Boris Schnaiderman e Haroldo de Campos, Perspectiva, 2012).


Eliminatórias da Oceania: Ilhas Salomão e Nova Zelândia no playoff final
Comentários Comente

Celso de Miranda

As Ilhas Salomão venceram  Papua Nova Guiné por 2 a 1, no PNG Football Stadium em Port Moresby, e manteve vivas suas esperanças de ir à Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

O resultado, combinado com a vitória por 3 a 2 em Honiara, na sexta-feira passada, assegurou aos ‘Bonitos’ (como é chamada a seleção) terminaram na 1ª colocação do Grupo B e a vaga para fazer a final diante da Nova Zelândia , em duas partidas (31 de agosto e 5 de setembro).

O sorteio da ordem do mando dos jogos será realizado nessa quinta-feira, 15 de junho em Auckland, Nova Zelândia.

É a primeira vez em 12 anos que as Ilhas Salomão se classificam para o playoff decisivo: “Como esperávamos, não foi uma partida fácil”, disse o capitão das Ilhas Salomão, Henry Fa’arodo, que marcou, de pênalti o gol de empate. “Papua Nova Guiné foi um adversário muito forte e eles realmente nos colocaram sob pressão.”

“Estou orgulhoso do esforço que os meninos mostraram em campo e acho que merecemos a vitória hoje”, avaliou o veterano de 34 anos, um dos poucos que atuam fora do país (no Team Wellington, da Nova Zelândia).

No jogo decisivo, o PNG saiu na frente no placar: Raymond Gunemba (18′) marcou aproveitando a falha do goleiro Phillip Mango.

Mas ainda nos acréscimos do primeiro tempo, o árbitro japonês Iida Jumpei marcou pênalti do zagueiro Felix Komolong, que cortou com a mão o chute de Micah Leaalafa: Fa’arodo cobrou e marcou. No 2º tempo,o atacante Jerry Donga marcou o gol da vitória.

Decisão: “Bonitos” voltam a sonhar com a vaga, depois de 12 anos

‘Meia-vaga’
Ilhas Salomão e Nova Zelândia (que venceu o Grupo A) se enfrentam em dois jogos (31 de agosto e 5 de setembro) e o vencedor decide  uma vaga na Copa do Mundo contra o 5º colocado das Eliminatórias Sul-americanas (atualmente, a Argentina).

Na última (e única vez) que o time disputou a final das Eliminatórias da Oceania, em 2006, foi derrotado pela Austrália por 9-1 no placar agregado.

Na época, os australianos venceram o Uruguai (5º colocado da CONMEBOL) nos pênaltis e conseguiram a vaga na Copa do Mundo da Alemanha.

Desde então, com a saída da Austrália, que passou a disputar as Eliminatórias da Ásia, apenas a Nova Zelândia venceu o torneio continental: em 2010, a Nova Zelândia, conseguiu a vaga na Copa da África do Sul eliminando o Bahrein, 5º colocado da Ásia (1-0 no agregado).

Em 2014, porém os neozelandeses acabaram eliminados pelo 4º colocado da CONCACAF México, por 9-3 (ag.).

 


Eliminatórias/Ásia: Qatar bate Coreia do Sul e mantém chance de ir à Copa
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Qatar venceu a Coreia do Sul por 3-2, nessa terça-feira, no Estádio Jassim Bin Hamad, em Doha, e manteve viva as chances de conquistar a 2ª vaga do Grupo A, das Eliminatórias Asiáticas da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

O time do brasileiro naturalizado Rodrigo Tabata chegou a abrir 2-0 com o meia Hassan Al-Haydos (25′) e o atacante Akram Afif (51′), mas sofreram o empate, no 2º tempo: o volante Ki Sung-yueng (62′) e o atacante  Hwang Hee-chan (70′) marcaram para a Coreia do Sul.

A alegria dos visitantes, porém durou pouco: aos 71′, Al-Haidos voltou a marcar e colocar o Qatar na frente.

Apertado
O resultado garantiu, ainda, ao já classificado Irã a 1ª posição do  grupo A. A a briga pela 2ª vaga direta, porém promete ser apertada nas duas rodadas finais: em 31 de agosto, os sul-coreanos recebem o Irã, enquanto o Uzbequistão enfrenta a China, fora de casa.

Em seguida, no dia 5 de setembro, o confronto direto entre Uzbequistão e Coreia do Sul no Estádio Bunyodkor, em Tashkent, promete ser decisivo.

Sonho: jogadores do Qatar comemoram vitória

O tropeço dos sul-coreanos animou também a disputa pelo 3º lugar nas rodadas finais: a 4ª colocada Síria (8 pontos), que enfrenta o Qatar, em casa, e o Irã (fora), nas rodadas finais, e até o 5º colocado Qatar (7 pontos), que além de enfrentar a Síria (fora), encerra sua participação contra China (em casa), almejam o 3º lugar do grupo.

Na AFC, os dois melhores de cada grupo garantem vaga na Copa da Rússia. Os dois 3ºs colocados disputam em outubro um playoff de duas partidas e o vencedor ainda enfrenta o 4º colocado da CONCACAF para definir uma vaga.


Japão só empata com o Iraque e se complica nas Eliminatórias da Ásia
Comentários 1

Celso de Miranda

O Japão tropeçou diante do Iraque , em jogo disputado nessa terça-feira, no PAS Stadium, em Teerã.

O empate em 1-1 levou os ‘Samurais Azuis’ à liderança isolada do Grupo B das Eliminatórias da Ásia (17 pontos), mas manteve a classificação do grupo indefinida, com Arábia Saudita e Austrália (16 pontos) ainda vivíssimas na briga pelas duas vagas diretas.

Depois de um início ruim nessa fase decisiva, em setembro, com a inesperada derrota em casa para os Emirados Árabes Unidos por 1-2) , o Japão havia vencido 5 partidas e empatado uma.

Com o novo empate e faltando apenas duas rodadas, os japoneses precisam vencer pelo menos uma das duas partidas finais para se garantir na Copa do Mundo da Rússia.

O atacante Yuya Osako, que atua no Colônia da Alemanha, marcou de cabeça para os visitantes logo aos 8′. No 2º tempo, porém o Iraque foi melhor e chegou ao empate: o jovem atacante Mahdi Kamil marcou depois de uma confusão na área japonesa.

Com 5 pontos o Iraque não tem mais chances sequer de alcançar a zona de classificação.

Depois do empate, Japão ainda não pode comemorar

3 pontos
Nas duas rodadas finais, o Japão vai enfrentar justamente Austrália e Arábia Saudita: primeiro o time recebe a Austrália (31 de agosto) e, em seguida, vai a Riad enfrentar a Arábia Saudita (5 de setembro): uma vitória contra qualquer um dos adversários já garante a vaga aos japoneses.

No outro jogo do grupo B nessa terça, a já desclassificada Tailândia (2 pontos) empatou com os Emirados Árabes Unidos (1-1), no Rajamangala National Stadium, em Bangcoc.

Mongkol Thosakrai (69′) abriu o placar para o time da casa, mas já nos acréscimos Ali Mabkhout empatou (90+3′) e devolveu manteve o sonho de classificação para os visitantes.

Com 10 pontos, os Emirados precisam vencer às duas últimas paridas – contra Arábia Saudita e Iraque, e ainda descontar uma desvantagem de 9 gols de saldo para ainda ter chances de alcançar a vaga.

Grupo A
No Grupo A, onde ontem o líder Irã (20 pontos) venceu o 3º colocado Uzbequistão (12) e já garantiu uma das vagas, a Síria (9 pontos) empatou diante da China (6 pontos), em jogo disputado no Hang Jebat Stadium, na Malásia.

O meia Mahmoud Al-Mawas, que atua no Riffa Club, do Bahrein, abriu o placar cobrando pênalti aos 12′.Depois de pressionar todo o 2º tempo, a China empatou com o atacante Gao Lin, do Guangzhou Evergrande, também de pênalti (69′) e chegou à virada com um belo gol do meia Wu Xi, do Jiangsu Suning (75′).

Já nos acréscimos, porém o zagueiro Khaled Al-Saleh, que atua no Al-Ittihad, da cidade de Alepo, cobrou com perfeição uma falta na entrada da área e voltou a igualar o placar.

O gol (e resultado) mantém vivo o remoto sonho da Síria de ainda alcançar uma das vagas diretas, ou pelo menos brigar pela 3ª colocação.

Aos chineses restam chances mínimas de alcançar o 3º lugar no grupo: para isso o time precisaria além de vencer as duas últimas rodadas, contar com derrotas de Síria e Uzbequistão, além de descontar uma diferença de 4 gols no saldo.

Ainda hoje (às 16h, Brasília), a vice-líder do grupo Coreia do Sul (13 pontos) fecha a rodada diante do já desclassificado Qatar (4 pontos), no Jassim Bin Hamad Stadium, em Doha. (Assista ao vivo aqui)

Quem se classifica: os 2 primeiros colocados de cada grupo garantem vagas diretas na Copa. Líder do Grupo A, o Irá já garantiu uma das vagas, com duas rodadas de antecedência.

Os dois 3ºs colocados se enfrentam em outubro em jogos de ida e volta e o vencedor disputa uma vaga contra o 4º colocado das Eliminatórias da CONCACAF.


Irã é a 3ª seleção garantida na Copa do Mundo
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Irã venceu o Uzbequistão por 2-0, essa noite, no Estádio Azadi, em Teerã, nas Eliminatórias da Ásia, e conquistou uma das 4 vagas do continente na Copa do Mundo de 2018.

Com duas rodadas de antecedência, o time do técnico português Carlos Queiroz junta-se a Rússia e Brasil como a 3ª seleção já garantida na Copa.

Líder invicto no Grupo A, o Irã chegou aos 20 pontos (em 8 jogos) e não pode ser mais alcançado pelo 3º colocado Uzbequistão (12): os dois melhores times de cada grupo têm vaga direta na Copa.

O Irã, que vai para sua 5ª Copa do Mundo, pela primeira vez vai participar de dois Mundiais seguidos.

Na Copa do Brasil, o time disputou o Grupo F e depois de marcar seu único ponto na estreia, em Curitiba, num empate em 0-0 contra a Nigéria, e das derrotas para Argentina (1-0) e Bósnia e Herzegovina (3-1), caiu ainda na primeira fase.

Principal estrela do time, o atacante Sardar Azmoun, do Rostov, da Rússia, abriu o placar aos 23′.

No 2ºtempo, o time da casa chegou a perder um pênalti, cobrado pelo capitão Masoud Shojaei, mas, no final, o atacante Mehdi Taremi (88′) garantiu a vitória, a 11ª consecutiva do Irã nas Eliminatórias da Ásia.

Irã: 5a. participação

4 vagas e meia
Apesar da derrota, o Uzbequistão permanece em 3º lugar no Grupo A (12 pontos) e ainda briga pela 2ª vaga com a Coreia do Sul (13), que enfrenta o Qatar nessa terça-feira.

Os 2 melhores de cada grupo têm vaga direta na Copa e os 3ºs colocados ainda disputam um playoff em jogos de ida e volta para decidir o 5º melhor da Ásia, que em novembro disputa a repescagem contra o 4º colocado da CONCACAF.

Atualmente ao lado de Austrália e Arábia Saudita (16 pontos), o Japão pode se isolar na ponta do Grupo B, caso pontue amanhã diante do Iraque, em jogo que por questões de segurança será disputado no PAS Stadium, em Teerã.


Mundial Sub-20: Venezuela e Uruguai avançam às semifinais
Comentários 3

Celso de Miranda

Na abertura das quartas de final da Copa do Mundo Sub-20 da Coreia do Sul, nesse domingo, a Venezuela foi dominante e venceu os Estados Unidos por 2-1 na prorrogação, depois de um empate em 0-0 no tempo normal.

Adalberto Peñaranda (96′) e Nahuel Ferraresi (115′) marcaram para os sulamericanos. Jeromy Ebobise (117′) ainda diminuiu para os EUA.

É a primeira vez que a Venezuela chega à fase semifinal desse torneio.

Uruguai
O campeão sul-americano da categoria Uruguai esteve duas vezes atrás no placar, mas conseguiu se recuperar e bater o vice-campeão europeu Portugal nos pênaltis (4-5), depois de um empate em 2-2 em Dajeon.

Uruguaios comemoram vaga nas semifinais

Xande da Silva abriu o placar logo ao 1′ de jogo. O zagueiro Santiago Bueno empatou aos 16′. Portugal voltou à frente ainda no primeiro tempo, com Diogo Goçalves (41′)

No início do 2º tempo, Federico Valverde empatou (49′), cobrando pênalti.

Na disputa de pênaltis brilhou o goleiro Santiago Mele, que defendeu 3 cobranças da seleção europeia.

Venezuela e Uruguai farão uma das semifinais, na próxima quinta-feira, em Dajeon, o que já garante uma seleção sul-americana na final.

Os outros dois times do continente na competição, Equador e Argentina caíram ainda na fase de grupos. O Brasil não se classificou para o Mundial.

Mais dois
Amanhã os outros dois semifinalistas serão definidos nas partidas entre Itália e Zâmbia. em Suwon, e México e Inglaterra em Cheonan.


Com 3 gols de Giroud, França goleia Paraguai
Comentários Comente

Celso de Miranda

A França não teve problemas para dominar e golear por 5-0 a fraca equipe do Paraguai, nessa sexta-feira em Rennes.

Os “Azuis” tiveram o controle da partida do primeiro ao último minuto e Olivier Giroud aproveitou a oportunidade para marcar seu primeiro “hat-trick” pela seleção francesa.

O atacante do Arsenal abriu o placar logo aos 6′ aproveitando passe de Ousmane Dembélé da direita.

Em seguida, aos 13′, Giroud voltou a marcar, dessa vez completando de cabeça um passe de Dimitri Payet.

Atordoado e limitado em suas ações defensivas, o Paraguai pode agradecer ir para o vestiário no intervalo com apenas 2 gols de desvantagem: Antoine Griezmann (aos 10′) e Dembélé (17′) tiveram duas grandes oportunidades para aumentar o placar.

Mas foi Giroud, no segundo tempo 68′, quem voltou a marcar, dessa fez o cruzamento foi do lateral Lucas Digne, que entrou no intervalo.

Primeira vez: atacante do Arsenal marca 3 vezes pela seleção francesa

Moussa Sissoko (75′) e Griezmann (77′) completaram a goleada.

Preparação
Líder invicta com 4 vitórias e 1 empate (13 pontos) no Grupo A das Eliminatórias na Europa, a França enfrenta a Suécia (vice-líder do Grupo, ccom 10 pontos), na próxima sexta-feira, dia 9 de junho, na Friends Arena, em Solna.

O Paraguai é o 8º colocado nas Eliminatórias, à frente apenas de Bolívia e Venezuela. O time ainda tem 4 jogos para tentar uma das vagas sul-americanas: em agosto (dia 31), o Paraguai vai ao Chile e em seguida, dia 5 de setembro recebe o Uruguai.

Depois, em outubro (dia 5) ainda enfrenta a Colômbia (fora) e encerra sua participação em casa contra a Venezuela, no dia 10.


Sampaoli: os 5 desafios urgentes que esperam o novo técnico da Argentina
Comentários Comente

Celso de Miranda

Jorge Sampaoli foi oficialmente apresentado como treinador da Argentina e estreia no comando do time no amistoso contra o Brasil na próxima sexta-feira, 9 de junho, em Melbourne, na Austrália.

Em sua primeira entrevista à Imprensa, nessa quinta-feira,  disse que sua missão imediata é “construir uma equipe que respeite a história do futebol argentino”.

O ex-treinador do Sevilla falou, ainda, em restaurar a confiança dos torcedores.

Os 5 desafios

1- Classificar a Argentina para a Copa, claro!
O treinador de 57 anos, que se destacou no comando da seleção do Chile ao vencer a Copa América de 2015, batendo justamente a Argentina na decisão, é o 3º a dirigir a Argentina durante a atual edição das Eliminatórias da Copa do Mundo, depois de Gerardo Martino e Edgardo Bauza.

Faltando apenas 4 rodadas, a Argentina está em 5º lugar e apenas os 4 primeiros têm vaga garantida na Rússia 2018. Com o Brasil já classificado, o time está a 2 pontos da Colômbia e 1 de Uruguai e Chile.

Sampaoli espera retomar confiança da torcida

“A dificuldade nas eliminatórias é real: não estamos garantidos na zona de classificação, mas sabemos que temos recursos para isso”, afirmou Sampaoli.

O próximo jogo da Argentina nas Eliminatórias será contra o Uruguai, em Montevidéu, em 31 de agosto. Depois disso, o time recebe Venezuela (4 de setembro) e Peru (4 de outubro), antes de encerrar sua participação contra o Equador, fora de casa.

‘Messidependência’: apenas uma vitória sem ele

2- Deixar Messi feliz
Os torcedores têm razão para comemorar a decisão da FIFA, que cancelou a suspensão de 4 partidas de Lionel Messi: dos 7 jogos que o time fez sem ele nas Eliminatórias,  a Argentina só ganhou uma (da Colômbia, por 1-0).

A estrela do Barcelona foi decisiva nos últimas 4 vitórias, sobre Bolívia, Uruguai, Colômbia e Chile e Sampaoli sabe que tem que criar um ambiente – dentro e fora de campo – para que o jogador do Barcelona se sinta confortável e possa desenvolver o seu melhor futebol.

“Queremos a versão mais genuína do melhor jogador do mundo”, disse Sampaoli, acrescentando conversou com Messi nos últimos dias. “Nós o queremos feliz aqui.”

Artilheiro na Juve, Higuain continua sem brilhar na seleção

3. ‘Pegada’
Com Biglia, Mascherano, Banega e Di Maria no meio de campo, a Argentina de Bauza mostrou um problema quase irremediável no setor: não basta  manter a posse de bola e dominar as ações para vencer as partidas.

Sampaoli terá que deixar o time mais objetivo e devolver a agressividade à seleção.

4. Gols
Mesmo com Messi, Gonzalo Higuain, Sergio Aguero e Angel Di Maria, a Argenitna marcou apenas 15 gols em 14 partidas nas Eliminatórias e tem o 3º pior ataque da competição, à frente apenas de Bolívia (12) e Paraguai (13).

Dybala: na briga por mais espaço

5. Novas estrelas
Na estreia do time na Austrália, o treinador terá a chance para prestigiar alguns nomes, como Mauro Icardi (Inter de Milão), Gabriel Mercado (Sevilla), Leandro Paredes (Roma), Nicolás Otamendi (Manchester City), Emanuel Mammana (Lyon), Lucas Biglia (Lazio) e Guido Rodríguez (Tijuana).

Mas a presença mais esperada é a de Paulo Dybala: o meia-atacante  se apresenta após a decisão da Liga dos Campeões, entre  Juventus e Real Madrid, nesse sábado.

O time enfrenta o Brasil, na próxima sexta,  em Melbourne, e depois joga com Cingapura, no dia 13, em Kallang.


Mohamed Salah: Liverpool confirma proposta pelo atacante da Roma
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Liverpool confirmou estar em negociações com a Roma na tentativa de contratar o atacante egípcio Mohamed Salah.

O time inglês ofereceu  £28 milhões (ou R$118 milhões) pelo jogador de 24 anos, figura-chave da Roma no vice-campeonato da Serie A, marcando 15 gols em 31 jogos.

A Roma, no entanto rejeitou a proposta e deve querer entre £35 e £40 milhões para Salah (algo entre R$145 a 165 milhões).

Mas as negociações continuam e Salah segue sendo o principal alvo do técnico Jurgen Klopp para a próxima temporada, quando o time, que terminou a Premier League na 4ª colocação, vai disputar a fase preliminar da Liga dos Campeões da UEFA.

Salah esteve perto de se juntar ao Liverpool, em 2014, mas na época foi superado pelo Chelsea, que pagou £11 milhões (cerca de R$ 45 milhões) para contratar o jogador junto ao FC Basel.

Depois de duas temporadas na Itália, Salah está próximo de voltar à Premier League

Depois de emprestado pelo Chelsea à Fiorentina, o jogador se juntou à Roma por cerca de £15 milhões (R$ 62 milhões), em julho passado.

Tribunal
Se confirmada, a chegada de Salah seria o 2º reforço do Liverpool no ataque: no início dessa semana os ‘Reds” confirmaram a contratação de Dominic Solanke, de 19 anos, do Chelsea e da Seleção Sub-20 da Inglaterra.

Solanke: atacante da Sub-20 inglesa troca Chelsea pelo Liverpool

O valor final da transação será decidida por um tribunal, depois que o jogador rejeitou um novo contrato na Stamford Bridge: especialistas estimam que o Liverpool deva pagar cerca de £3 milhões (ou R$ 12, 4 milhões).