Blog FastFut

Categoria : África (CAF)

Elim. Ásia: definidos data e local da decisão entre Síria e Austrália
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

A Síria receberá a primeira partida da decisão contra a Austrália, no dia 5 de outubro, no Estádio Hang Jebat, na Malásia.

As duas equipes, 3ªs colocadas em seus grupos, se enfrentam para garantir uma vaga no playoff contra o 4º colocado da CONCACAF (hoje os Estados Unidos), em novembro, na disputa por um lugar na Rússia no próximo ano.

Os sírios, que nunca se classificaram para a Copa do Mundo, jogaram todas as suas partidas como mandante na Malásia, uma vez que a FIFA proibiu partidas na Síria, por conta da guerra civil no país.

O time conseguiu a vaga na decisão continental ao empatar com Irã, em Teerã (2-2), na última rodada das Eliminatórias.

Algumas reportagens sugeriram que a Síria pretendia jogar no Qatar ou nos Emirados Árabes Unidos, para além de facilitar a presença de torcedores sírios pela proximidade, atrair o apoio de torcedores locais: a Síria não joga uma partida em casa desde 2010.

Volta
Favorita nessa disputa, a Austrália recebe a partida de volta no Estádio Olímpico de Sydney no dia 10 de outubro.

A seleção apelidada de ‘Socceroos’ (uma brincadeira com o termo em inglês para futebol ou e o canguru, animal símbolo do país), não conseguiu a vaga direta no Grupo A, terminando atrás de Japão e Arábia Saudita.

Empate diante do Irã manteve a Síria na disputa

A Austrália participou de 4 edições da Copa do Mundo: a primeira vez, ainda como representante da Oceania, foi na Alemanha Ocidental, em 1974.

Afastada durante 7 edições, a Austrália só voltou à competição 32 anos depois, novamente na Alemanha, em 2006, quando teve sua melhor participação, chegando às oitavas, quando foi eliminado pela Itália, que seria a campeã naquele ano.

Em 2010, a Austrália passou a disputar as Eliminatórias da Ásia, e desde então se classificou para todas as edições (na África do Sul e no Brasil), mas sempre caiu ainda na fase de grupos.

 


Alemanha, Nigéria e Costa Rica: quem é a próxima a garantir vaga Copa
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Com Japão, México e Bélgica se classificando nos últimos dias, e Brasil, Irã e Rússia já garantidos, 6 das 32 seleções que vão disputar a da Copa do Mundo do ano que já foram definidos.

Isso deixa 26 lugares ainda em disputa e nos próximos 2 dias novos nomes serão definidos.

Atuais campeões podem garantir vaga nessa segunda

Somente na América do Sul, onde 8 seleções ainda disputam as 3 vagas diretas e a vaga nos playoffs, e na Oceania, onde a única vaga será definida apenas em novembro, no jogo entre o campeão das Eliminatórias local (Nova Zelândia ou Ilhas Salomão) e o 5º colocado do torneio sul-americano, é que nenhuma seleção pode garantir vaga já nessa semana.

Veja quem pode garantir vaga essa semana:

Ásia (AFC) –  Já classificados: Irã, Japão
Na última rodada das Eliminatórias, a Coreia do Sul lidera o Grupo A e estará classificada se vencer o Uzbequistão nessa terça-feira em Tashkent. Um empate bata aos sul-coreanos se a Síria não vencer o já classificado Irã, em Teerã.

O Uzbequistão também pode ficar com a vaga: para isso precisa vencer a Coreia do Sul e o Irã bater os sírios.

No Grupo B, 1 gol de saldo dá vantagem à Arábia Saudita diante da Austrália: os árabes garantem vaga se o seu resultado em Riad diante do Japão coincida com o resultado da Austrália contra a Tailândia, em Melbourne.

Por outro lado, a Austrália precisa vencer e torcer contra os sauditas. Se empatarem, os australianos precisa que o já classificado Japão vença a Arábia Saudita, em Riad.

Os Emirados Árabes Unidos também têm uma chance mínima, mas precisaria vencer o Iraque, torcer por derrotas de Arábia Saudita e Austrália e ainda descontar 8 gols de desvantagem no saldo de gols.

África (CAF) – Nenhum classificado
A Nigéria pode se tornar a primeira seleção africano a garantir vaga na Copa com 3 rodadas de antecedência: para isso, os nigerianos precisam vencer Camarões fora de casa (nessa segunda-feira, em Yaundé) e torcer para que a Zâmbia não vença a Argélia, na terça.

Austrália depende de tropeço da Arábia Saudita

América do Norte, Central e Caribe (CONCACAF) – Já classificado: México
Uma vitória em casa diante do México, na terça-feira, garante a Costa Rica na Copa, independentemente dos resultados nas duas últimas rodadas. Até um empate serve aos costa-riquenhos,  dependendo dos resultados das partidas entre Panamá vs. Trinidad e Tobago e Honduras vs. Estados Unidos.

Europa (UEFA) – Já classificados: Rússia (país sede) e Bélgica
Depois da classificação da Bélgica, que venceu a Grécia, nesse domingo, fora de casa, é Alemanha que pode confirmam vaga na Rússia 2018 com duas rodadas de antecedência.

A atual campeã se classifica caso derrote a Noruega nessa segunda-feira, em Stuttgart, e a Irlanda do Norte não vença a República Checa, em Belfast.


Surpresas e equilíbrio na reta decisiva das Eliminatórias da África
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Há 3 rodadas do final, se as Eliminatórias Africanas terminassem como estão Tunísia, Nigéria, Costa do Marfim, Burkina Faso e Uganda estariam classificadas para a Copa do Mundo da Rússia.

A 3ª rodada da fase final das Eliminatórias na África, que começou na última quinta-feira  e foi concluída sábado, não resultou em nenhum time garantindo vaga no torneio do próximo ano, mas algumas seleções deram passos importantes nesse sentido.

Por outro lado, alguns dos principais favoritos como Camarões, Argélia e Gana já estão se despedindo do sonho de disputar o Mundial.

Resultados da 3ª rodada: apenas os campeões dos 5 grupos se classificam
Grupo A: Guiné 3-2 Líbia  Tunisia 2-1 RD Congo 
Grupo B: Nigéria 4-0 Camarões  Zâmbia 3-1 Argélia
Grupo C: Morrocos 6-0 Mali  –  Gabão 0-3 Costa do Marfim 
Grupo D: Cabo Verde 2-1 África do Sul  Senegal 0-0 Burkina Faso
Grupo E: Uganda 1-0 Egito Gana 1-1 Congo 

Destaque da rodada, a Nigéria chegou aos 9 pontos e se não garantiu a vaga na Rússia 2018, certamente ficou bem mais perto desse objetivo após a vitória por 4-0 sobre Camarões.

Alguns dos principais jogadores nigerianos, como Jon Obi Mikel, Victor Moses e Kelechi Iheanacho estão em ótima fase na seleção, mas o destaque do time tem sido Odion Ighalo, autor do primeiro gol na goleada de sexta-feira.

Mikel: experiência e talento deixam a Nigéria próxima da vaga

As Super Águias lideram o Grupo B, 5 pontos à frente da Zâmbia, que bateu – e praticamente eliminou – a Argélia.

A Nigéria volta a enfrentar Camarões nessa segunda-feira (4 de setembro) e uma vitória pode garantir a vaga, caso a Zâmbia não volte a vencer a Argélia.

Duas das seleções africanas mais tradicionais, que inclusive representaram o continente africano no último Mundial, em 2014 no Brasil, Camarões (2 pontos) e Argélia (1 ponto) estão praticamente fora.

No Grupo A, o outro time com 100% de aproveitamento nessa fase, a Tunísia se isolou na liderança (9 pontos) ao vencer em casa a vice-líder Rep. Dem. do Congo (2-1).

As duas seleções voltam a jogar na terça-feira (5), dessa vez em Kinshasa Ghilane Chalali marcando o vencedor logo após o intervalo.

A rodada deixou Guiné (3 pontos ) e Líbia mais longe da vaga.

Disputa
Depois de 2 empates, o Marrocos chegou a sua 1ª vitória no Grupo C: a goleada sobre o Mali (6-0), deu aos norte-africanos a liderança temporária na sexta-feira (5 pontos).

Ainda sonhando: torcida da Zâmbia comemora vitória  sobre a Argélia

No sábado, porém a Costa do Marfim liderada por performances brilhantes de Gervinho e Seydou Doumbia venceu o Gabão fora de casa (0-3) e voltou ao topo (7 pontos).

Costa do Marfim e Marrocos devem lutar pela vaga até o fim, tendo Gabão (2 pontos) e Mali (1) como meros coadjuvantes.

Equilíbrio e surpresas
No Grupo D, Burkina Faso (5 pontos) confirmou sua solidez – e liderança – obtendo um importante empate fora de casa diante do vice-líder Senegal (4).

Na outra partida do grupo, a África do Sul (4 pontos) perdeu para Cabo Verde (3). Faltando 3 rodadas para a definição da vaga, as quatro equipes estão separadas por apenas 2 pontos.

4ª rodada terá 2 jogos na segunda-feira e 8 na terça (4 e 5 de setembro)

Se o Grupo D é do equilíbrio, o “E” é o grupo das surpresas: na quinta, a Uganda venceu o Egito (1-0) e assumiu a liderança, com 7 pontos (1 a mais que os “Faraós”).

Na sexta, Gana só empatou em casa diante do Congo (1-1) e segue sem vencer. Com apenas 2 pontos, as “Estrelas Negras”, que entraram como favoritas ainda não venceram nessa fase e já começam a pensar no Qatar 2022.


Mundial Sub-20: Zâmbia, Inglaterra e Uruguai avançam às quartas de final
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

A Zâmbia venceu a Alemanha por 4-3 na prorrogação e avançou às quartas de final da Copa do Mundo Sub-20, nessa quarta-feira, no Jeju World Cup Stadium, na Coreia do Sul.

Nos outros dois jogos do dia, a Inglaterra bateu a Costa Rica (2-1) e o Uruguai venceu a Arábia Saudita (1-0)  e se juntaram aos já classificados Portugal, que eliminou a seleção da casa por 3-1,  e à Venezuela, que passou pelo Japão (1-0), nessa terça.

Amanhã, as últimas 3 vagas nas quartas serão definidas nos confrontos entre México e Senegal, França e Itália, e Estados Unidos vs. Nova Zelândia.

Surpresa
A Alemanha saiu na frente no primeiro tempo, com um belo gol de falta de Philipp Ochs. Apenas 5 minutos após o intervalo, porém a Zâmbia começou a reação: Enock Mwepu tentou de bicicleta, mas foi Emmanuel Banda quem empatou o placar.

Fashion Sakala e Mwepu viraram o jogo.

Nos últimos minutos, no entanto a Alemanha reagiu: Suat Serdar (89′) e Jonas Arweiler empatou já nos acréscimos (90+4′), mandando a decisão para o tempo extra..

Aos 2′ do 2º tempo da prorrogação, o lateral Shemmy Mayembe marcou o gol que garantiu a vitória dos africanos.

Jogadores da Zâmbia comemoram classificação inédita

Funil
As partidas das 4as. de final acontecem nos dias 4 e 5 de junho: o único confronto já decidido é Portugal vs. Uruguai.

A Venezuela enfrenta o vencedor de EUA e Nova Zelândia: os dois jogos acontecem no domingo.

Na segunda-feira, a Zâmbia joga contra o vencedor de França e Itália e o vencedor de México e Senegal vai enfrentar a Inglaterra.


Ranking da FIFA: campeões africanos têm maior avanço
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Vencedor da Copa Africana das Nações 2017,  a seleção de Camarões foi a que mais progrediu no ranking da FIFA, publicado nessa quinta-feira.

Os ‘Leões Indomáveis’ subiram 29 lugares e atingiram a 33ª posição: apesar de derrotado na decisão da CAN, o Egito subiu 12 colocações e chegou à 23ª posição, se tornando agora a melhor seleção africana do ranking.

Top
No topo, porém quase nada mudou e a Argentina permanece na ponta (1635 pontos), com o Brasil em 2º (1529).  Seguem Alemanha, Chile e Bélgica.

A única mudança entre os ‘top 10’, foi a ascensão da França para o 6º lugar, tomando a posição da Colômbia (7º). Portugal,  Uruguai e  Espanha completam a lista, dividida igualmente (5 a 5) entre sul-americanos e europeus

O campeão africano Camarões teve o melhor desempenho no ranking da FIFA

O campeão africano Camarões teve o melhor desempenho no ranking da FIFA

Se o melhor desempenho foi africano, a pior queda também: desclassificada ainda na primeira fase, a última campeã continental Costa do Marfim caiu 13 posições e agora ocupa o 47º lugar.

Confederações
Outro que subiu no ranking foi o México, que venceu a Islândia (1-0) em seu primeiro amistoso do ano, nessa quarta-feira e agora é o 17º.


Apesar de ter subido apenas uma posição, “El Tri” ultrapassou a Costa Rica (19ª) e assumiu a posição de melhor seleção da CONCACAF.

O Irã caiu 3 posições, mas se manteve como a melhor seleção da Ásia, em 32º do ranking. Melhor seleção da Oceania, a Nova Zelândia caiu duas posições e é apenas a 111ª.

A próxima edição do ranking FIFA de seleções será publicado no dia 9 de março.

 


Camarões é campeão da Copa Africana de Nações 2017
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Camarões conquistou  pela 5ª vez a Copa Africana das Nações, ao bater de virada o Egito por 2-1, nesse domingo, no Estádio da Amizade, em Libreville, no Gabão.

Os “Faraós” saíram na frente aos 23′, com Mohamed Elneny: o meia do Arsenal iniciou a jogada no meio-campo e após uma bela troca de passes entre os atacantes Arm Warda, do PAOK, e Mohamed Salah, da Roma, e se apresentou na área para marcar diante do goleiro Fabrice Ondoa, do Sevilla.

Ainda no primeiro tempo, os “Leões Indomáveis” perderam o zagueiro Adolphe Teikeu (do Sochaux), por contusão: em seu lugar entrou Nicolas N’Koulou.

Título: a festa de Camarões começou ainda no gramado

A festa de Camarões começou ainda no gramado, após o gol de Aboubakar

E foi N’Koulou quem empatou a partida, aos 59′: o zagueiro do Lyon acertou uma linda cabeçada no cruzamento de Benjamin Moukandjo, do Lorient.

Outro jogador que entrou no meio da partida, Vincent Aboubakar marcou o gol da vitória aos 88′: a jogada começou com um longo lançamento de Sébastien Siani, do Oostende (BEL), e o atacante do Besitkas dominou na entrada da área e aplicou um lindo chapéu em Ali Gabr antes de finalizar num voleio indefensável para o goleiro Essam El-Hadary.

Com o título Camarões, que não venciam desde 2002 se isola como o 2º maior vencedor do torneio, atrás apenas do próprio Egito, que tem 7 títulos.

 

 

 

 


Burkina Faso bate Gana na disputa do 3º lugar da Copa Africana das Nações
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Burkina Faso derrotou o Gana por 1-0, nesse sábado no Stade de Port Gentil, no Gabão e conquistou o 3º lugar da Copa Africana das Nações.

O único gol da partida saiu numa cobrança de falta: o atacante Bertrand Traoré, do Ajax, foi derrubado pelo zagueiro Jonathan Mensah, que atua no Columbus Crew, da MLS.

Na cobrança, aos 88′, o meia Alain Traoré, que nessa temporada trocou o Lorient da França, pelo Kayserispor da Turquia, acertou um lindo chute de canhota no ângulo do jovem goleiro Richard Ofori.

O gol foi um castigo para Gana, que dominou a maior parte das ações e teve as melhores chances da partida, que começaram logo aos 3′,  quando o meia Emmanuel Badu, da Udinese, errou o alvo numa cabeçada de dentro da pequena área.

Aos 24′, após a cobrança de escanteio foi a vez do volante Bernard Tekpetey, do Schalke, que acertou a trave do goleiro Hervé Koffi. No 2º tempo Gana continuou mais perto do gol, primeiro com Jordan Ayew (do Swansea) e depois novamente numa cabeçada de Tekpetey

Gol de Traoré decidiu a partida

Gol de Traoré decidiu a partida

Com a derrota, a atual vice-campeã Gana ficou com o 4º lugar pela 3ª vez nos últimos 4 torneios.

Em 2015, Burkina Faso não passou da primeira fase, terminando em 4º lugar no Grupo, que tinha Guiné, Guiné Equatorial e Gabão.

O 3º lugar serve de consolo para a seleção que termina o torneio invicta, com 3 vitórias e 3 empates: num deles, o 1-1 diante do Egito nas semifinais o time foi derrotado nos pênaltis (4-3) e ficou fora da final.

Egito e Camarões decidem o título nesse domingo, em Libreville.


Camarões e Egito farão a final da Copa Africana de Nações
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Os dois maiores campeões africanos, Camarões (4 títulos) e Egito (7 títulos) vão decidir a CAN 2017 : nessa quinta-feira, no Stade de Franceville, no Gabão, os ‘Leões Indomáveis’ venceram Gana por 2-0 e conquistaram a 2ª vaga na decisão.

Michael Ngadeu-Ngadjui, zagueiro do Slavia Praha, abriu o placar aos 72′: já nos acréscimos, Christian Bassogog, meia do Aalborg (da Dinamarca) definiu o marcador para a jovem equipe do treinador belga Hugo Broos.

Final
Na primeira semifinal, disputada na quarta-feira, o Egito venceu Burkina Faso nos pênaltis (4-3), depois do empate em 1-1 no tempo normal e na prorrogação.

Mohamad Salah abriu o placar para o Egito (66′) e Aristide Bancé empatou aos 73′.

Camarões avança à final com 2 gols no 2º tempo

Camarões avança à final com 2 gols no 2º tempo

“Tive a sensação de que eu iria me sair bem”, disse o herói da classificação do Egito, Essam El Hadary, que em sua 150ª partida pela seleção defendeu dois pênaltis.

“Quando fomos para a disputa de pênaltis a vitória de título de 2006 cruzou minha mente,” afirmou El-Harady, que defendeu o pênalti cobrado por Didier Drogba, na decisão contra a Costa do Marfim, há 11 anos.

Aos 44 anos, o veterano goleiro está jogando sua 7ª Copa das Nações e ganhou 4 títulos: nessa edição, ele se tornou o jogador mais velho a disputar um campeonato continental.

El Harady chegou ao Gabão como um dos goleiros reservas , mas assumiu a posição diante da contusão do titular Ahmed El Shenawy, logo aos 25 minutos da partida de estreia diante de Mali (0-0).

É a 7ª vez que Camarõeschegam à decisão (a 1ª ​desde 2008). O Egito fará sua 9ª final, igualando o recorde de Gana como os maiores finalistas do torneio.

No domingo, será a 3ª vez que Egito e Camarões farão a decisão da Copa Africana de Nações: nas duas primeiras (em 1986 e 2008) os ‘Faraós’ bateram os ‘Leões Indomáveis’.


CAN 2017: Gana e Egito avançam às semifinais
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Duas das seleções favoritas ao título, Gana e Egito garantiram nesse domingo vagas nas semifinais da Copa Africana de Nações, disputada no Gabão: no Stade d’Oyem, Gana venceu a República Democrática do Congo por 2-1, com 2 gols dos irmãos Jordan e Andre Ayew.

Na 2ª partida do dia, em Port-Gentil, o Egito bateu o Marrocos por 1-0, com um gol marcado nos últimos minutos.

Curiosamente, a exemplo das quartas-de-final realizadas no sábado, quando duas seleções do mesmo grupo avançaram (Burkina Faso e Camarões estavam no Grupo A), nesse domingo os dois times classificados começaram a competição no mesmo grupo (D).

Nas semifinais, Gana vai enfrentar Camarões (na terça-feira) e, no dia seguinte, o Egito pega Burkina Faso.

Estrelas
Completamente dominados no primeiro tempo, os ganeses acordaram após o intervalo: o atacante Mubarak Wakaso aproveitou a falha na saída de bola da RD Congo e rolou para Jordan Ayew.

O jogador do Aston Villa ainda driblou o zagueiro Marveille Bokadi, antes de bater da entrada da área encobrindo o goleiro Ley Matampi (63′).

Jordan abriu o caminho para a classificação de Gana

Jordan abriu o caminho para a classificação de Gana

Apenas 5 minutos depois a RD Congo chegou ao empate num lindo chute de longa distância do meia Paul-Jose Mpoku, do Panathinaikos, que não deu chance para o goleiro Brimah Razak.

O gol decisivo surgiu depois que o zagueiro Lomalisa Mutambala derrubou Christian Atsu na área: André Ayew, do West Ham cobrou rasteiro (77′).

Vice-campeões da última edição do torneio, em 2015, quando perderam a final para a Costa do Marfim nos pênaltis, os ganeses tentam seu 5º título. O último que venceu foi em 1982.

Faraós
Num jogo de poucas chances e muitas faltas, o Egito só consegui marcar aos 42′ do 2º tempo: Mahmoud Abdel-Moneim, o Kabhara, do Al-Ittihad, da Arábia Saudita, foi quem marcou.

Após uma cobrança de escanteio, o atacante de 22 anos, que entrou no 2º tempo, se antecipou ao zagueiro Mehdi Benatia (da Juventus) e desviou do goleiro Munir Mohamed.

Maiores campeões do continente, os egípcios não disputavam o torneio desde 2010, na Angola, quando venceu seu 7º título, batendo Gana na final, por 1-0.


Camarões e Burkina Faso estão nas semifinais da Copa Africana da Nações
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Burkina Faso e Camarões conquistaram nesse sábado as duas primeiras vagas nas semifinais da Copa Africana de Nações: com 2 gols nos últimos 10 minutos de partida, Burkina Faso foi a primeira seleção a se classificar, batendo a Tunísia por 2-0 no Stade d’Angondjé em Libreville.

Em seguida, no Stade de Franceville, Camarões eliminou Senegal nos pênaltis (5-4), depois de um empate sem gols no tempo normal e na prorrogação.

Festa
Apesar das boas chances dos dois lados no primeiro tempo, Burkina Faso só marcou nos últimos 10 minutos da partida: o 1º gol surgiu numa falta na entrada da área tunisiana: o árbitro sul-africano Daniel Bennett viu toque de mão do zagueiro Syam Ben Youssef.

O meia Prejuce Nakoulma, do Kayserispor (Turquia) rolou e Aristide Bancé, que joga no Mimosas (Costa do Marfim), acertou um chute forte rasteiro para abrir o placar, apenas 5 minutos depois de entrar em campo (81′).

Nesse domingo saem os 2 outros semifinalistas

Nesse domingo saem os 2 outros semifinalistas

O gol provocou pânico nos jogadores da  Tunísia, que abandonaram toda a disciplina defensiva para tentar o empate.

Num contra-ataque rápido, porém o time do treinador português Paulo Duarte aproveitou o desespero tunisiano e decidiu o placar: Nakoulma recebeu no meio-campo, driblou o goleiro Aymen Mathlouti e tocou para o gol vazio.

Na sua 3ª participação nas quartas-de-final da CAN, Burkina Faso conseguiu avançar pela 3ª vez: na última, em 2013, o time chegou à decisão, mas o título ficou com a Nigéria.

Boncé saiu do banco para abrir o placar

Bancé saiu do banco para abrir o placar

Leões
Um dos favoritos ao título, o Senegal foi melhor durante todo o jogo, mas não criou o suficiente e no final caiu diante de Camarões, que terminou em 2º do Grupo A, com a mesma pontuação de Burkina Faso, mas atrás no saldo de gols.

Jogando quase que totalmente atrás, a melhor chance do time do técnico belga Hugo Broos só veio na prorrogação, num lance entre dois atacantes que entraram no tempo extra: Vincent Aboubakar, do Besiktas, tabelou com Georges Mandjeck, do Metz, e ficou de frente para o goleiro Abdoulayane Diallo, que com apenas uma mão fez uma linda defesa e impediu o gol.

As emoções que faltaram com a bola rolando enfim surgiram na disputa de pênaltis: com o placar em 4-4, o goleiro do Sevilla, Fabrice Ondoa, defendeu o pênalti cobrado por Sadio Mané, do Liverpool.

Em seguida, coube a Aboubakar fazer o gol que deu a vaga a Camarões.

Quatro vezes vencedores do torneio (a última vez em 2002), os ‘Leões Indomáveis’ não chegavam às semifinais desde 2008 .

Semis
O adversário de Camarões na semifinal sai da partida entre Gana e República Democrática do Congo, que acontece nesse domingo, em Oyem.

Já o rival de Burkina Faso será o vencedor do confronto entre Egito e Marrocos, que se enfrentam também amanhã, em Port-Gentil.