Blog FastFut

Categoria : Europa

Alemanha volta ao topo do Ranking da FIFA
Comentários 1

Celso de Miranda

Após as vitórias sobre a República Checa e a Noruega nas Eliminatórias da Copa do Mundo, a Alemanha retornou à liderança do Ranking da FIFA.

O Brasil, que no mesmo período venceu o Equador (2-0) e empatou com a Colômbia (1-1), caiu para a 2ªcolocação.

Para a lista completa clique aqui.

Com o grande número de jogos (161 partidas somaram pontos para o ranking), incluindo os das Eliminatórias (que têm maior pontuação), a lista sofreu várias alterações, com 23 equipes subindo pelo menos 10 posições.

Com time renovado, campeões do Mundo voltam ao topo

Entre os 10 primeiros colocados, embora nenhuma seleção tenha saído ou entrado no grupo, houve mudança: a Bélgica, que já garantiu vaga na Copa do Mundo, por exemplo, subiu 4 posições e volta a figurar no “Top 5” . Portugal, por sua vez, avançou 3 posições e agora é o 3º.

Apesar da boa posição nas Eliminatórias da Europa, a líder do Grupo B com 3 pontos de vantagem sobre Portugal, a Suíça foi a equipe que mais caiu no Top 10 recuando 3 posições de 4º para 7º.

Vitórias nas Eliminatórias impulsionaram as seleções que mais subiram ​​no ranking: Cabo Verde, que bateu a África do Sul, avançou 47 lugares para ocupar a 67ª posição.

Na Europa, os bons resultados também repercutiram: um empate em 0-0 diante da  França fez Luxemburgo avançar 35 posições (agora é o 101º, sua melhor posição na história do Ranking) e a vitória sobre a Polônia (4-0) fez a Dinamarca subir 20 lugares para atingir a 26ª posição.

Outra das que mais avançaram a Bolívia, que bateu o Chile nas Eliminatórias subiu 22 lugares e chegou à 46ª posição, sendo uma das 5 seleções no “top 50”, ao lado de Montenegro (37º, 15↑), Bulgária (38º, 14↑), Escócia (43º e 15↑) e Haiti (48º, até 7↑).

Além de Luxemburgo, outras 4 equipes alcançaram sua melhor posição em todos os tempos: o Peru (12º, 3↑), a Irlanda do Norte (20ª, 3↑) e a Síria (75ª, 5↑).


Portugal: Benfica sonha com penta, Sporting e Porto buscam fim do jejum
Comentários 2

Celso de Miranda

Maior vencedor do Campeonato Português (36 títulos conquistados) e campeão nas últimas 4 temporadas, o Benfica começa a busca de um pentacampeonato inédito em sua história na temporada da Liga Portuguesa, que começa nesse domingo.

O time da Luz será, sem dúvidas, o principal alvo a ser batido, num campeonato que promete ser particularmente aguerrido, já que com a queda de Portugal no ranking da UEFA (da 5ª para a 7ª posição), a partir desse ano apenas o campeão tem vaga direta na Liga dos Campeões na temporada 2018/19.

Maior campeão português busca primeiro ‘penta’

O vice será obrigado a disputar a 3ª pré-eliminatória de acesso e 3º colocado terá de se contentar com a Liga Europa.

O Campeonato começa nesse domingo (6) com duas partidas (Desportivo Aves vs. Sporting Lisboa e Vitória Setúbal vs. Moreirense), mas Benfica e Porto só estreiam na quarta (9): o atual campeão enfrenta o Braga em casa, no Estádio da Luz, enquanto o Porto recebe o Estoril. A 1ª rodada se estende até a quinta-feira, dia 10.

Outra novidade na temporada será utilização do vídeo-árbitro.

Favorito
O Porto é o único time que venceu a Liga cinco vezes consecutivas (entre 1995 e 99), e alcançar a marca do rival é uma prioridade, segundo o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira.

Saferevic: força no ataque do Benfica

As saídas de jogadores importantes como Ederson (Manchester City), Nélson Semedo (Barcelona) e Lindelof (Manchester United) levantam a principal questão na Luz: o técnico Rui Vitória terá um elenco a altura daquele que sob seu comando conquistou dois títulos.

As negociações nessa janela de transferência, porém renderam ao clube cerca de € 100 milhões (R$ 370 milhões), que a torcida espera que se revertam em contratações.

No ataque, o grande reforço é Haris Seferovic (ex-Eintracht Frankfurt). O suíço é a princpal aposta manter a eficácia ofensiva demonstrada nos últimos anos (246 gols nos últimos três campeonatos anteriores, uma média de 2,4 gols por jogo).

Desafiantes
Se na Luz ainda se vive a ressaca dos últimos títulos, em Alvalade a ‘seca’ já é quase insuportável: faz 15 anos que o Sporting não conquista o título e a responsabilidade para quebrar o jejum será do técnico Jorge Jesus, em sua 3ªa terceira temporada no comando do time.

Para voltar ao topo, o 3º colocado na última temporada investiu forte para voltar ao topo, na contratação de jogadores como Fábio Coentrão (que estava no Monaco), Jérémy Mathieu (Barcelona) e Cristiano Piccini (Bétis).

No ataque, Bruno Fernandes (Sampdoria) e o argentino Marcos Acuña (Racing) são esperança de gols ao lado do holandês Bas Dost, artilheiro da última temporada (36 gols).

A pré-temporada do time ainda gerou insegurança no torcedor gostaria: o time venceu Fiorentina (1-0) e Monaco (2-1), mas foi derrotado pelo Vitória Guimarães (0-3), Olympique de Marselha (1-2) e Basel (3-2).

Acuña: argentino vai reforçar o Sporting

Além disso, persistem muitas dúvidas em relação ao elenco, que ainda pode perder algumas das suas maiores estrelas, como Rui Patrício, William Carvalho, Adrien ou Gelson.

“Novo” Porto
Talvez para seguir as regras do fairplay financeiro da UEFA, o Porto foi econômico em matéria de reforços, tendo a mais tímida janela de transferência da história recente do clube.

O treinador Sergio Conceição, que perdeu o jovem atacante André Silva para o Milan, e conta com o regresso do camaronês Vincent Aboubakar, terá como base a equipe vice-campeã de 2016-17, ainda que não esteja totalmente assegurada a manutenção de Danilo, peça fundamental no meio-campo.

E os resultados na pré-temporada são positivos: o time goleou o Deportivo La Coruña (4-0), o Paços Ferreira (3-1) e o Gil Vicente (4-1).


Ronaldo quer voltar à Inglaterra em meio a alegações de fraude fiscal
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Em meio a acusações de crimes fiscais e atualmente envolvido em audiências judiciais que investigam o assunto, Cristiano Ronaldo disse essa semana que ele quer voltar para a Inglaterraa, onde jogou no Manchester United entre 2003 e 2009.

Acusado de evadir impostos na ordem de US$ 17 milhões (cerca de R$ 53 milhões), em seu depoimento ao Tribunal de Madri o atacante de 32 anos negou as acusações, alegando, ainda que pagou mais impostos do que deveria.

Ronaldo explicou que, na Inglaterra, foi informado pelo seu antigo clube sobre o procedimento utilizado para pagar impostos e explicou que na Espanha era obrigado a ‘pagar mais para evitar problemas’.

Ronaldo: volta à Premier League?

Ele negou, ainda qualquer conhecimento sobre o uso de contas offshore para evitar o pagamento de impostos: Na Inglaterra, nunca tive esse tipo de problema, é por isso que eu quero voltar para lá”, disse Ronaldo, de acordo com a rádio espanhola Cadena SER.

“Quando cheguei a Manchester com 18 anos de idade, eles me disseram como as coisas funcionavam, quais os arranjos fiscais utilizados, e quais eram os melhores mecanismos que eu poderia ter, assim como para os outros jogadores”, explicou.

“E eu sempre segui assim como fui orientado. Mas na Espanha, a indicação era pagar mais para evitar problemas”.

Transferência
No início da janela de transferências, Ronaldo teve seu nome veiculado a uma mudança para Old Trafford, porém o assunto esfriou depois que o Real Madrid afirmou que não negociaria seu jogador mais prolífico.

De acordo com a Sky Sports, os ‘Red Devils’ também se distanciaram da especulação ligando-os com uma transferência e o técnico José Mourinho chegou a admitir que reassinar com Ronaldo seria uma “missão impossível”.

Real e United decidem a Supercopa da Europa

O United terminou com os preparativos da pré-temporada nessa semana e agora está se preparando para o confronto com o Real Madrid na final da Supercopa da Europa, na próxima terça (8 de agosto), na Philip II Arena, em Skopje, na Macedônia.

Ronaldo deve estar em campo para defender o Real, na partida que coloca frente a frente o vencedor da Liga dos Campeões contra os campeões da Liga Europa.

Na Premier League, o United estreia no domingo (13 de agosto), contra o West Ham, em Old Trafford.

No domingo seguinte, dia 20, é a vez do Real estrear na Liga Espanhola contra o Deportivo, em La Coruña.

 


Copa das Conferações: ruas da Rússia recebem festival de grafite
Comentários 1

Celso de Miranda

A arte de rua russa vai recepcionar os torcedores que devem visitar o país para a Copa das Confederações 2017.

A exposição ‘Football graffiti’ tem obras espalhadas pelas 4 cidades que vão receber jogos a partir desse final de semana: Moscou, São Petersburgo, Sochi e Kazan. Veja algumas:

Em Moscou, a imagem do grande Lev Yashin, maior goleiro da história do futebol russo ocupa a parede de um prédio de de 6 andares, na rua Narodnaya, em Taganka.

6 andares: o moscovita Yashin com a camisa do Dínamo

Ainda na capital, o grafite dedicado à seleção da casa foi feito perto do Estádio do Spartak, no bairro Pokrovskoye-Streshnevo, que recebe no domingo Camarões e Chile na abertura do Grupo B.

Moscou veste a camisa

O meio-campista português Miguel Danny, antigo capitão e ídolo do Zenit, onde jogou de 2008 até 2017, é o homenageado numa subestação elétrica no jardim Pushkarskiy, em São Petersburgo. O grafite é do grupo local Hoodgraff.

Portugal está no Grupo A (com México, Rússia e Nova Zelândia) e estreia contra o México, no próximo domingo, na Kazan Arena.

Ídolo português em São Petersburgo

A artista e design gráfica russa Nika Pika Lime fez sua interpretação do futebol numa parede de Sochi, onde na segunda-feira jogam  Alemanha e Austrália, no Estádio Fisht.

Futebol: inspiração

 


Projeto do Comitê da Copa reúne duas paixões russas: futebol e poesia
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

O portal oficial da Copa da Rússia lançou nessa quinta-feira mais um vídeo do projeto “Futebol e Poesia”, no qual jogadores  russos leem seu poema favorito.

Nesse 5º episódio da série, o atacante do Krasnodar, Fedor Smolov escolheu o poema ‘Solidão’, de Anna Ahmatova, uma das maiores poetas russas: “Muitas pedras em mim foram lançadas,” começa o artilheiro do Campeonato Russo em 2016/17. “Que eu não as temo mais.”

“O abismo se tornou uma torre sólida,
Alta entre altas torres.
Agradeço aos construtores dos altos muros,
Deixe os sentir falta da tristeza e da angústia
Daqui, vou ver o nascer do sol mais cedo,
Aqui o último raio do sol se alegra.
E nas janelas do meu quarto
As brisas do norte muitas vezes sopram
E da minha mão, uma pomba come grãos de trigo…
Quanto à minha página inacabada,
a mão da musa, divinamente calma
e delicada, terminará.” (em tradução aproximada…)

No primeiro episódio da série “Futebol Poesia”, lançado em abril, o zagueiro do CSKA Moscou Alexei Berezutski leu ‘Bétula’, de Sergei Yeseni.

O meia do Samara Yevgeni Bashikirov (que leu ‘O Poeta’, de Alexander Pushkin), o capitão do Spartak Denis Glushakov (‘Ouça’, de Vladimir Mayakovsky) e o atacante  do CSKA Fedor Chalov (‘Infância’, de Ivan Bunin), também já participaram do projeto, que deve continuar até a Copa do Mundo.

Smolov: poesia e futebol para captar a alma dos russos

Benvindo
Criado pelo Comitê Organizador do Mundial, o site Welcome2018.com (em inglês) traz informações de serviços – hotéis, transporte, restaurantes etc – para os torcedores que vão visitar o país na Copa das Confederações, que começa nesse sábado, e na Copa do Mundo em 2018.

Um dos destaques do portal, porém são as informações sobre os povos e a cultura das 11 cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo, que começa daqui exatamente 1 ano (em 14 junho): Moscou, São Petersburgo, Kazan, Nizhny Novgorod, Saransk, Kaliningrado, Volgogrado, Yekaterinburgo, Samara, Sochi e Rostov-on-Don.

Letras
Uma das mais célebre poetas russas, Anna Akhmatova (1989-1966) viveu e escreveu sobre as grandes transformações históricas em seu país, dos czares aos soviéticos, da revolução ao stalinismo.

Poucos flagraram a vida como um processo de perda irremediável como essa grande voz lírica, que por anos foi impedida de publicar, perseguida que foi pelo stalinismo.

No Brasil, sua vida e algumas de suas obras podem ser conhecidas nos livros Anna, a Voz da Rússia (de Lauro Machado Coelho, Editora Algol, 2008), Antologia póetica (tradução de Lauro Machado Coelho, L&PM, 2009) e Poesia russa moderna (tradução de Augusto de Campos, Boris Schnaiderman e Haroldo de Campos, Perspectiva, 2012).


Com 3 gols de Giroud, França goleia Paraguai
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

A França não teve problemas para dominar e golear por 5-0 a fraca equipe do Paraguai, nessa sexta-feira em Rennes.

Os “Azuis” tiveram o controle da partida do primeiro ao último minuto e Olivier Giroud aproveitou a oportunidade para marcar seu primeiro “hat-trick” pela seleção francesa.

O atacante do Arsenal abriu o placar logo aos 6′ aproveitando passe de Ousmane Dembélé da direita.

Em seguida, aos 13′, Giroud voltou a marcar, dessa vez completando de cabeça um passe de Dimitri Payet.

Atordoado e limitado em suas ações defensivas, o Paraguai pode agradecer ir para o vestiário no intervalo com apenas 2 gols de desvantagem: Antoine Griezmann (aos 10′) e Dembélé (17′) tiveram duas grandes oportunidades para aumentar o placar.

Mas foi Giroud, no segundo tempo 68′, quem voltou a marcar, dessa fez o cruzamento foi do lateral Lucas Digne, que entrou no intervalo.

Primeira vez: atacante do Arsenal marca 3 vezes pela seleção francesa

Moussa Sissoko (75′) e Griezmann (77′) completaram a goleada.

Preparação
Líder invicta com 4 vitórias e 1 empate (13 pontos) no Grupo A das Eliminatórias na Europa, a França enfrenta a Suécia (vice-líder do Grupo, ccom 10 pontos), na próxima sexta-feira, dia 9 de junho, na Friends Arena, em Solna.

O Paraguai é o 8º colocado nas Eliminatórias, à frente apenas de Bolívia e Venezuela. O time ainda tem 4 jogos para tentar uma das vagas sul-americanas: em agosto (dia 31), o Paraguai vai ao Chile e em seguida, dia 5 de setembro recebe o Uruguai.

Depois, em outubro (dia 5) ainda enfrenta a Colômbia (fora) e encerra sua participação em casa contra a Venezuela, no dia 10.


Mohamed Salah: Liverpool confirma proposta pelo atacante da Roma
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

O Liverpool confirmou estar em negociações com a Roma na tentativa de contratar o atacante egípcio Mohamed Salah.

O time inglês ofereceu  £28 milhões (ou R$118 milhões) pelo jogador de 24 anos, figura-chave da Roma no vice-campeonato da Serie A, marcando 15 gols em 31 jogos.

A Roma, no entanto rejeitou a proposta e deve querer entre £35 e £40 milhões para Salah (algo entre R$145 a 165 milhões).

Mas as negociações continuam e Salah segue sendo o principal alvo do técnico Jurgen Klopp para a próxima temporada, quando o time, que terminou a Premier League na 4ª colocação, vai disputar a fase preliminar da Liga dos Campeões da UEFA.

Salah esteve perto de se juntar ao Liverpool, em 2014, mas na época foi superado pelo Chelsea, que pagou £11 milhões (cerca de R$ 45 milhões) para contratar o jogador junto ao FC Basel.

Depois de duas temporadas na Itália, Salah está próximo de voltar à Premier League

Depois de emprestado pelo Chelsea à Fiorentina, o jogador se juntou à Roma por cerca de £15 milhões (R$ 62 milhões), em julho passado.

Tribunal
Se confirmada, a chegada de Salah seria o 2º reforço do Liverpool no ataque: no início dessa semana os ‘Reds” confirmaram a contratação de Dominic Solanke, de 19 anos, do Chelsea e da Seleção Sub-20 da Inglaterra.

Solanke: atacante da Sub-20 inglesa troca Chelsea pelo Liverpool

O valor final da transação será decidida por um tribunal, depois que o jogador rejeitou um novo contrato na Stamford Bridge: especialistas estimam que o Liverpool deva pagar cerca de £3 milhões (ou R$ 12, 4 milhões).


Nos pênaltis, Lyon bate o PSG e conquista a Liga dos Campeões Feminina
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

O Lyon bateu o Paris Saint-Germain nos pênaltis  (7-6), nessa quinta-feira e conquistou a Liga dos Campeões Feminina pela 4ª vez.

Depois de um empate em 0-0 no tempo normal e na prorrogação, o título só foi decidido na 8ª cobrança de cada time: Katarzyna Kiedrzynek, a goleira polonesa do PSG chutou para fora.

Em seguida, a também goleira Sarah Bouhaddi marcou e deu a vitória ao Lyon.

Com o resultado, o time se torna o maior vencedor do torneio, ao lado do Frankfurt. Além de conquista a ‘tríplice coroa’ (Campeonato Francês, Copa da França e Liga dos Campeões) pela 2ª temporada consecutiva.

Ao lado da capitã Wendie Renard, a goleira Bouhaddi ergue a taça

A final disputada no Cardiff City Stadium, no País de Gales, registrou a presença de 22.433 torcedores.

Visibilidade
A UEFA aproveitou a decisão da Liga dos Campeões Feminina entre Lyon e PSG para fazer o lançamento da campanha “Together #WePlayStrong”, visando aumentar a participação – e a visibilidade – do futebol entre meninas e mulheres na Europa até 2022.

Segundo um estudo realizado pela entidade com mais de 4 mil meninas e jovens de 13 anos ou mais, o futebol pode ter um impacto positivo maior na autoconfiança das adolescentes do que outros esportes populares.


Final francesa na Liga dos Campeões Feminina
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Paris Saint-Germain e Lyon farão a final da Liga dos Campeões Feminina 2017.

Sabrina Delannoy, cobrando pênalti sofrido por Cristiane, e um gol contra de Miriam Diéguez, deram ao Paris Saint-Germain a vitória por 2-0 sobre o Barcelona, fechando a série em 5-1 no placar agregado.

Com um público de 19.192 torcedores no Parc des Princes, o jogo quebrou o recorde para uma partida feminina em Paris.

É a 2ª vez que o PSG chega à decisão: na anterior, em 2015 o time foi derrotado pelo Frankfurt.

Disputado
Depois de vencer a primeira partida em Manchester por 3-1, na semana passada, o atual campeão Lyon eliminou o City apesar da derrota  por 1-0, nesse sábado.

O único gol do jogo saiu apenas no 2º tempo: a goleira Sarah Bouhaddi falhou ao tentar sair jogando e a norte-americana Carli Lloyd deixou sua marca.

Apesar de derrotados, Barcelona e Manchester City deixam também têm motivos para comemorar: as espanholas fizeram a melhor campanha do clube na história do torneio, e as inglesas, em sua primeira participação, já chegaram entre as 4 melhores do continente .

Rivais
As duas equipes francesas se enfrentaram nas semifinais da temporada passada, quando o Lyon venceu com um impressionante  7-0 em casa (diante 22.050 torcedores, ainda um recorde para um jogo feminino na França) e 1-0 na segunda partida, em Paris.

Festa: vaga na final e recorde de público em Paris


Enquanto o time da capital persegue seu 1º título, o Lyon busca a 4ª conquista para se igualar ao Frankfurt, como maior vencedor do torneio criado em 2001/02.

Independentemente do resultado, porém a França já garantiu seu 4º titulo, é o país é o 2º maior vencedor, atrás apenas da Alemanha (9 títulos).

A Suécia  tem 2 (ambos do Umeå) e a Inglaterra (Arsenal) tem 1.

A final será no dia 1 de junho, no Cardiff City Stadium, no País de Gales.

 

 

 


Feminino: Lyon e PSG saem na frente nas semifinais da Liga dos Campeões
Comentários COMENTE

Celso de Miranda

Mesmo jogando como visitantes, Lyon e Paris Saint-Germain saíram na frente nas semifinais da Liga dos Campeões Feminina: nesse sábado, o Lyon venceu o City (1-3),  em Manchester.

Com o mesmo placar, o PSG bateu o Barcelona, no Mini-Estadi.

Atual campeão do torneio, o Lyon foi pra cima do estreante Manchester City e abriu o placar logo aos 2′ da partida, com a japonesa Saki Kumagai cobrando pênalti marcado pela árbitra Katalin Kulcsár, da Hungria, que marcou falta num toque de mão da norte-americana Carli Lloyd.

O time da casa conseguiu o empate em seguida: aos 10′, a atacante sueca Kosovare Asllani marcou depois de um lançamento de Toni Duggan.

A reação do City, porém durou pouco e ainda no 1º tempo (15′), a alemã Dzsenifer Marozsán recolocou as visitantes na frente, marcando depois de uma boa troca de passes entre a norte-americana Alex Morgan e a capitã Camille Abily pela esquerda.

Cristiane voltou a marcar: vantagem para o jogo de volta

No 2º tempo,Eugénie Le Sommer, que substituiu Morgan (56′), ampliou o placar, completando o passe de Jessica Houara-D’Hommeaux (68′): foi o 6º gol da atacante no torneio em 6 jogos disputados.

Rivais
Em sua 3ª semifinal consecutiva, o PSG das brasileiras Cristiane e Formiga, não perdoou o Barcelona, que pela primeira vez em sua história disputa essa fase do torneio.

Destaque da partida, Marie-Laure Delie abriu o placar, aos 26′ e 10 minutos depois, a atacante cruzou para Cristiane marcar de cabeça.

No 2º tempo, a costa-riquenha Shirley Cruz marcou o 3º gol (56′). No final, a zagueira Bárbara Latorre diminuiu (89′).

Os jogos de volta acontecem no próximo sábado (dia 29): o PSG recebe o Barcelona no Parc des Princes às 12h, e Lyon e Barcelona se enfrentam no Stade de Lyon, às 14h45.

Enquanto o PSG luta para chegar à sua primeira final, o Lyon busca seu 4º título para se tornar, ao lado do Frankfurt, o maior vencedor do torneio.

Caso confirmem a vantagem obtida nesse sábado e avancem à final, as duas equipes francesas vão repetir o confronto da semifinal da temporada passada, quando o Lyon eliminou o PSG com duas vitórias: 7-0 em casa e 1-0 em Paris.