Blog FastFut

Arquivo : Eliminatórias Asiáticas

Coreia do Sul só empata e perde a chance de garantir vaga
Comentários Comente

Celso de Miranda

A Coreia do Sul empatou diante do já classificado Irã (0-0), nessa quinta, em Seul, e perdeu a chance de garantir uma vaga na Copa do Mundo da Rússia com uma rodada de antecedência.

Impasse: Coreia do Sul e Uzbequistão se enfrentam na última rodada

Os coreanos foram a 14 pontos e ficariam com a 2ª vaga do grupo A das Eliminatórias Asiáticas caso tivessem vencido, já que o Uzbequistão (12), perdeu para a já desclassificada China por 0-1 (gol de Gao Lin, cobrando um polêmico pênalti).

A definição da vaga ficou para a última rodada, quando as duas seleções se enfrentam em Tashkent, no Uzbequistão, na próxima terça-feira (5 de setembro).

3ª via
Fazendo a lição de casa, a Síria venceu o Qatar por 3-1, chegou aos 12 pontos e manteve viva as chances de se classificar: pra isso precisa vencer o Irã, em Teerã, e ainda torcer para que os coreanos não vençam os uzbeques na semana que vem.

Nos outros jogos do dia, pelo Grupo B o Japão venceu a Austrália (2-0), em jogo que garantiu a vaga para os ‘Samurais Azuis’, e o Iraque venceu a Tailândia (1-2).


Japão vence a Austrália e garante vaga na Copa da Rússia
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Japão venceu a Austrália por 1-0, nessa quinta-feira, no Estádio Saitama e é a 4ª seleção a garantir vaga na Copa do Mundo de 2018, se juntando ao Brasil, Irã e à dona da casa Rússia.

Os ‘Samurais Azuis’ chegaram a 20 pontos no Grupo B das Eliminatórias Asiáticas e não podem mais ser alcançados na última rodada.

Sem algumas de suas principais estrelas, como Shinji Kagawa, Shinji Okazaki e Keisuke Honda mantidos no banco de reservas pelo técnico Vahid Halilhozic, coube a dois jovens valores fazerem a festa dos 59.492 torcedores no Estádio Saitama.

Primeiro, aproveitando o vacilo da zaga australiana, o atacante do Stuttgart Takuma Asano, 22 anos, apareceu sozinho na área para completar de pé esquerdo o cruzamento do meia Yuto Nagatomo e abrir abriu o placar aos 41′, ainda no 1° tempo.

Apesar de ter menos posse de bola no 2º tempo (48% contra 52% da Austrália), o Japão definiu o placar aos 82′: o meia Genki Haraguchi retomou a bola no meio-campo e serviu a outro jovem valor Yosuke Ideguchi: o volante do Gamba Osaka, de 21 anos, acertou um lindo chute de fora da área, definindo o placar e a classificação.

Asano: atacante de 22 anos abriu o caminho da vitória

Mais
Austrália e Arábia Saudita, que perdeu para os Emirados Árabes Unidos (2-1), na abertura da rodada, na terça-feira, ambas com 16 pontos, vão decidir a 2ª vaga do grupo na última rodada (terça, 5 de setembro): os árabes recebem o Japão, em Riad e os australianos jogam em Melbourne com a desclassificada Tailândia.

No Grupo A, com o Irã (20 pontos) já garantido na ponta, a 2ª vaga está entre Coreia dos Sul (13) e o Uzbequistão (12): ainda nessa quinta (9h), os coreanos recebem o Irã, em Seul, e se classificam se vencerem e os uzbeques perderem para a China, no Wuhan Sports Center Stadium.

Caso haja outro resultado,  Uzbequistão e Coreia a última rodada, na terça-feira, num confronto direto no Estádio Bunyodkor em Tashkent.

Última chance
Com 9 pontos no Grupo A, a Síria ainda tem chance matemática de ficar com uma das vagas diretas,desde que ganhe suas duas últimas partidas contra o Qatar e o Irã e ainda conte com resultados negativos dos rivais.

No Grupo B, a vitória dos Emirados Árabes Unidos sobre a Arábia Saudita significa que o time de Edgardo Bauza ainda têm uma chance matemática de ficar em 3o e avançar ao play-off.

As duas equipes que terminarem na 3ª posição da cada grupo jogam nos dias 5 e 10 de outubro, e o vencedor enfrentará o 4º colocado da CONCACAF nos playoffs Intercontinental, nos dias 6 e 14 de novembro.


Eliminatórias/Ásia: Qatar bate Coreia do Sul e mantém chance de ir à Copa
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Qatar venceu a Coreia do Sul por 3-2, nessa terça-feira, no Estádio Jassim Bin Hamad, em Doha, e manteve viva as chances de conquistar a 2ª vaga do Grupo A, das Eliminatórias Asiáticas da Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

O time do brasileiro naturalizado Rodrigo Tabata chegou a abrir 2-0 com o meia Hassan Al-Haydos (25′) e o atacante Akram Afif (51′), mas sofreram o empate, no 2º tempo: o volante Ki Sung-yueng (62′) e o atacante  Hwang Hee-chan (70′) marcaram para a Coreia do Sul.

A alegria dos visitantes, porém durou pouco: aos 71′, Al-Haidos voltou a marcar e colocar o Qatar na frente.

Apertado
O resultado garantiu, ainda, ao já classificado Irã a 1ª posição do  grupo A. A a briga pela 2ª vaga direta, porém promete ser apertada nas duas rodadas finais: em 31 de agosto, os sul-coreanos recebem o Irã, enquanto o Uzbequistão enfrenta a China, fora de casa.

Em seguida, no dia 5 de setembro, o confronto direto entre Uzbequistão e Coreia do Sul no Estádio Bunyodkor, em Tashkent, promete ser decisivo.

Sonho: jogadores do Qatar comemoram vitória

O tropeço dos sul-coreanos animou também a disputa pelo 3º lugar nas rodadas finais: a 4ª colocada Síria (8 pontos), que enfrenta o Qatar, em casa, e o Irã (fora), nas rodadas finais, e até o 5º colocado Qatar (7 pontos), que além de enfrentar a Síria (fora), encerra sua participação contra China (em casa), almejam o 3º lugar do grupo.

Na AFC, os dois melhores de cada grupo garantem vaga na Copa da Rússia. Os dois 3ºs colocados disputam em outubro um playoff de duas partidas e o vencedor ainda enfrenta o 4º colocado da CONCACAF para definir uma vaga.


Japão perde em casa na abertura das Eliminatórias da Ásia
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Japão foi surpreendido pelos Emirados Árabes Unidos e perdeu de virada no Saitama Stadium por 2-1 na abertura da fase final das Eliminatórias da Copa do Mundo na Ásia, nessa quinta-feira.

As duas equipes estão no Grupo B, que ainda têm Austrália, que venceu o Iraque (2-0) e Arábia Saudita e Tailândia, que se enfrentam nessa sexta.

 

O Japão saiu na frente com um gol do atacante Keisuke Honda logo aos 11′ após uma cobrança de falta: a bola foi alçada na área por Hiroshi Hiyotake e o atacante do Milan acertou uma cabeçada que não deu chances de defesas ao goleiro Khalid Eisa.

A festa dos torcedores que lotaram o Saitama Stadium, no entanto durou pouco: aos 20′, os Emirados Árabes Unidos empataram em outra cobrança de falta, dessa vez cobrada direta para o gol, com precisão pelo capitão Ahmed Khalil.

Shusaku Nishikawa, goleiro do Urawa Red Diamonds ainda tocou na bola antes que ela batesse no travessão e entrasse. Em seu 9º jogo nas Eliminatórias, foi o 1º gol que o Japão sofreu na competição depois de 8 horas 20 minutos sem ser vazado.

Khalil: 2 gols para desespero da torcida japonesa

Khalil: 2 gols para desespero da torcida japonesa

Mas o pior ainda estava por vir: após o intervalo, os Emirados viraram o jogo: depois de uma disputa entre Ismail Alhammadi e 3 defensores na área do Japão, o árbitro Abdulrahman Al Jassim, do Qatar, marcou pênalti falta de Ryota Ohshima sobre o atacante do Al-Ahli.

Khalil abusou da confiança, e numa cavadinha cheia de marra, marcou seu 2º gol na partida.

Historicamente Japão e Emirados Árabes Unidos fazem jogos equilibrados nas Eliminatórias: essa foi a 5ª vez que as duas seleções se cruzaram na competição, o Japão havia vencido a primeira, em 1997, justamente quando conseguiu sua primeira classificação para o Mundial, depois se seguiram  3 empates desde então. Agora, os Emirados empataram o placar.

Os dois times voltam a jogar na terça-feira: o Japão, que luta pela sua 6ª classificação consecutiva, enfrenta a Tailândia  no Estádio Nacional de Rajamangala, em Bangcoc, enquanto os EAU, que disputou apenas a Copa do Mundo da Itália em 1990, recebem a Austrália no Estádio Mohammad Bin Zayed, em Abu Dhabi.


Eliminatórias da Ásia: como ficam as chances para a última rodada
Comentários Comente

Celso de Miranda

Completada nessa terça-feira mais uma rodada das Eliminatórias Asiáticas da Copa do Mundo da Rússia, a maioria dos grupos começam a se definir, com as principais seleções confirmando seu favoritismo.

Apenas os vencedores dos 8 grupos e os 4 melhores segundos classificados avançam para a fase final, quando as 12 seleções serão divididas em dois grupos de seis, que vão se enfrentar em jogos de ida e volta.

As duas melhores de cada grupo se classificam para a Copa do Mundo e os dois 3º colocados disputam um playoff para definir o representante do continente na repescagem contra o 5º classificado da América do Sul.

É o caso de Arábia Saudita (16 pontos) no Grupo A, que voltou a vencer e golear (10-0 sobre Timor Leste, em Dili) depois de empatar em 0-0 contra a Palestina na semana passada.

O atacante Mohammed Al Sahlawi marcou 5 vezes.

Com duas vitórias na rodada – 8-0 sobre o Timor na quinta-feira, em Abu Dhabi, e 2-1 nessa terça, na Malásia), os Emirados Árabes Unidos encostaram no líder (13 pontos).

Omar Abdulrahman inaugurou o marcador (22’) e o capitão Ahmed Khalil (52’), artilheiro do Al Ahli duplicou a vantagem do Emirados Árabes.

Al Sahlaw (13 gols) e Khalil (10) são os artilheiros do torneio.

Na última rodada, (24 e 29 de março), os EAU recebem a Palestina e a Arábia Saudita enfrenta a Malásia.
Em seguida os dois se enfrentam em Abu Dhabi. Além das duas seleções, a Palestina (9 pontos ainda tem chances).

100%
Jogando no Estádio Changlimithang, em Thimphu, no Butão, o Qatar venceu sua 6ª partida no Grupo C e ao lado da Coreia do Sul, é o único time com 100% de aproveitamento entre as 39 que disputam essa fase.

Mohammed Muntari, atacante do Lekhwiya abriu o placar (22’), e o meia do Al Sadd, Hassan Al Haidous, de 24 anos, marcou os outros dois (36’, 90’)

Hong Kong (14) e China (11), que empataram em 0-0 na rodada dividem a vice-liderança por pontos perdidos. Na última rodada o Qatar recebe Hong Kong (24) e depois enfrenta a China fora (29). As 3 seleções ainda tem chances.

► Tim Cahill bags a hat-trick as the Socceroos do it easy against Bangladesh, reports SBS News’ John Baldock.

Posted by SBS The World Game on Terça, 17 de novembro de 2015


Troca

a Austrália venceu por 4-0 Bangladesh no Estádio Nacional Bangabandhu, em Dhaka, e com a derrota da Jordânia para o Quirguistão, no Estádio Dolen Omurzakov, em Bishkek, assumiu pela primeira vez a liderança do Grupo B.

O artilheiro Tim Cahill marcou três vezes (6’, 32’, 37’) e o capitão Mile Jedinak (43’) fechou o placar ainda no primeiro tempo.

Em março, a Jordânia recebe Bangladesh e a Austrália pega o Tajiquistão (24). Em seguida Austrália e Jordânia decidem a vaga (29) num confronto direto.

O Quirguistão, que ainda tem chance de terminar como um dos melhores 2ºs, joga fora com o Tajiquinstão (29)


Irã
Outro favorito que contou com o tropeço do principal rival para assumir a liderança foi o Irã, no Grupo D.

Jogando em Guam, o Irã venceu por 6-0 e se beneficiou da derrota do ex-lider Omã para o Turcomenistão no Estádio Kopetdag, em Ashgabat (2-1).

Na última rodada o Irã joga as duas em casa contra Índia e Omã recebe Guam (24). Em seguida, as duas seleções se enfrentam pela liderança em Teerã (29).

O Turcomenistão (10 pt) que ainda sonha com a 2ª vaga do grupo joga fora com a Índia

Disputado
O grupo E é o mais disputado, com o Japão na liderança (16 pontos), seguido pela Síria (15).

Os dois venceram fora de casa na rodada: a Síria venceu em Singapura (2-1) e o Japão bateu o Camboja no Estádio Olímpico Phnom Penh por 2-0.

A decisão em março começa com ambos jogando em casa: o Japão enfrenta o Afeganistão (6 pontos) e a Síria recebe o Camboja (0 ponto).

No dia 29, o Japão joga em casa por um empate: o 2º colocado provavelmente fica com uma vaga.

No Grupo F, o único com 4 seleções, a Tailândia venceu Taipé, na quinta (2-1) e lidera com 13 pontos, 5 a frente do Iraque, que também enfrentou e venceu Taipé no Estádio Nacional, em Kaohsiung na rodada (2-1).

Em março, o Iraque recebe a Tailândia (24), e depois o Vietnã (29).


Adiado

Depois de vencer Mianmar (4-0) e Laos (0-5) na rodada a Coreia do Sul lidera com 100% de aproveitamento (18 pontos) no Grupo H.

O Kuwait e Líbano têm (10), mas o Kuwait tem um jogo a menos, já que a partida dessa terça, contra Mianmar, que seria realizada no Estádio Rajamangala em Bangcoc, na Tailândia, não foi realizada.

O grupo só não estará resolvido – com a vaga já garantida para a Coreia do Sul – no caso de uma vitória do Kuwait.
A FIFA ainda não informou maiores detalhes sobre se haverá um novo jogo.

Em março, a Coreia enfrenta o Líbano e 1 ponto garante a vaga. O Kuwait recebe o Laos (24). No dia 29, a Coreia recebe o Kuwait.

Norte
A Coreia do Norte jogou duas vezes na rodada: e depois de perder para Uzbequistão, em Tashkent (3-1), venceu o Bahrein no Estádio Kim II Sung Stadium, em Pyongyang (2-0).

Os norte-coreanos chegaram à liderança do Grupo H (16 pontos/7 jogos).

Mas depois de vencer a Coreia, o Uzbequistão bateu o Iêmen no Estádio Grand Hamad, em Doha e chegou aos 15 pontos/jogos.

Na última rodada o Uzbequistão recebe Filipinas (24) e Barhein (29). Enquanto a Coreia do Norte joga apenas uma vez, fora contra as Filipinas (29).  As duas seleções vão terminar nas duas primeiras posições do grupo.


Brasileiro dá vitória à Hong Kong nas Eliminatórias
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em sua estreia em jogos oficiais com a camisa de Hong Kong, o meia Paulinho Piracicaba marcou o gol da vitória diante das Maldivas, nessa quinta-feira no Estádio Nacional, em Male.

O brasileiro de 32 anos, que atua em Hong Kong (Citizen, Kitchee) desde 2008, só conseguiu o passaporte especial de residente permanente (concedido pelo governo da China, seguindo o acordo de 1997, que estabeleceu a autonomia parcial da região) no dia 31 de outubro, ou seja há apenas 12 dias!

O gol surgiu logo no início da partida, aos 13′, na cobrança de um pênalti que o próprio Paulinho sofreu, quando foi derrubado na área pelo goleiro Imran Mohamed .

Dupla
Outro brasileiro estreou em Hong Kong, Alessandro Ferreira Leonardo, ou simplesmente Sandro, de 28 anos, que veio do CFZ do Rio para o Citizen, em 2008.

Hoje no Kitchee, o atacante estreou no final de semana num amistoso contra Mianmar e marcou um dos gols da goleada por 5-0.

A vitória levou o Hong Kong à vice-liderança do Grupo C, com 13 pontos, 2 atrás do líder Qatar, que segue com 100% de aproveitamento.

No outro jogo do grupo, jogando no Changsha Helong Sports Center, a China goleou o Butão (12-0) e foi a 10 pontos. O Butão segue sem pontuar.

Apenas os vencedores dos 8 grupos e os 4 melhores segundos classificados (total de 12 equipes) avançam para a fase final das Eliminatórias Asiáticas.

 


Austrália vence, mas ainda segue atrás no grupo B das Eliminatórias
Comentários Comente

Celso de Miranda

Atual campeão da Ásia, a Austrália venceu o Quirguistão por 3-0, na noite dessa quinta-feira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo da Rússia: a vitória reacende as chances do time no grupo B, que foi a 12 pontos, 1 atrás da líder Jordânia.

Apoiados por quase 20 mil torcedores no Canberra Stadium, a Austrália pressionou desde o início da partida, mas o resultado só apareceu pouco antes do intervalo, quando o atacante Nathan Burns foi derrubado por Islam Shamshiev dentro da grande área: Mile Jedinak cobrou o pênalti e colocou a Austrália na frente (40′).

No início do segundo tempo, o capitão Tim Cahill, que nunca havia marcado em Canberra ampliou depois de receber um lindo passe de Aaron Mooy, jogador do Melboourne City.(50′).

O 3º gol não demorou e nasceu de um escanteio pela esquerda: Mooy cobrou fechado e o meia ‘Ildar Amirov desviou contra o próprio gol de Pavel Matiash (69’)

A Austrália teve algumas chances no final, e o placar só não foi maior porque Matiash evitou duas chances incríveis de Cahill frente a frente no final da partida.

Liderança
Hoje, o Tajiquistão (2 pontos) recebe Bangladesh (1) no Republican Central Stadium, em Dushanbe, mas na próxima terça-feira (17), a liderança do Grupo B estará em jogo ainda na rodada: a Austrália vai a Dhaka enfrentar Bangladesh no Bangabandhu National Stadium.

Enquanto o Quirguigstão (8) recebe a Jordânia no Dolen Omurzakov Stadium, em Bishkek.


Palestina e Arábia Saudita empatam em jogo adiado das Eliminatórias da Copa
Comentários Comente

Celso de Miranda

Palestina manteve apenas tênues esperanças de conseguir uma vaga na Copa do Mundo de 2018 na Rússia ao empatar em 0-0 com a Arábia Saudita em seu isolado das Eliminatórias Asiáticas.

Depois de muita polêmica, o jogo cancelado da última rodada, depois que os sauditas se recusaram a jogar na Cisjordânia, foi realizado nessa segunda-feira, no Estádio Internacional de Amã.

As duas seleções tiveram oportunidades, mas não conseguiu converter: na melhor delas várias chances, incluindo uma cabeçada Hassan Muath, da Arábia Saudita, que entrou no lugar de Yasir Alshahrani contundido aos 22′ no primeiro tempo.

O lateral do al Shabab exigiu uma linda defesa do ótimo goleiro palestino Tawfiq Abuhammad.

Na volta do intervalo, a Palestina quase marcou com Ashraf Al Fawaghra (53′): o atacante ficou de frente para o gol, depois de uma troca de bolas entre Yahya Al Shehri e Taiseer Al Jassam, mas acertou a trave.

Com o resultado, a Arábia Saudita é líder com 13 pontos/5 jogo seguida pelos Emirados Árabes com 7 pontos/4jogos.

Os palestinos ocupam a 3ªposição, com 6p/5jg.

Na quinta-feira a Palestina recebe a Malásia, novamente em Amã. A Arábia Saudita joga na próxima terça (17) contra  Timor Leste, em Dili.

Apenas os vencedores dos 8 grupos e os 4 melhores segundos classificados (total de 12 equipas) avançam para a rodada final das eliminatórias da Copa do Mundo FIFA 2018.

 


FIFA define: jogo adiado entre Palestina e A.Saudita será na Cisjordânia
Comentários Comente

Celso de Miranda

A FIFA confirmou nessa quarta-feira que partida entre a Palestina e Arábia Saudita pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018 será realizada na Palestina, na quinta-feira, 5 de novembro.

Fica a cargo da Federação Palestina definir o local, se no Estádio Faisal Al-Husseini, na Cisjordânia, onde o time enfrentou os Emirados Árabes Unidos, seu último jogo em casa, ou no Estádio Dura em Hebron, para onde programou a partida contra a Malásia, no dia 12 de novembro.

O comunicado da FIFA retoma o ponto que “tendo em conta o acordo feito entre as duas equipes em junho passado, a partida será remarcada para ocorrer em Palestina na quinta-feira 5 de novembro, 2015.”

Entenda
As duas seleções se enfrentaram em junho, no Estádio Prince Mohd b Fahad, em Dammam, na abertura das Eliminatórias da Ásia, e os sauditas venceram por 3-2.

Aquela partida originalmente já deveria ter sido realizada na Palestina, mas a Arábia Saudita se recusou a viajar para o que chamou de  “área de conflito”, considerando a Cisjordânia como região ocupada em “circunstâncias excepcionais.”

Jogadores da Liga Palestina falam sobre o primeiro jogo das Eliminatórias da Copa na Cisjordânia

Posted by FastFut on Quarta, 21 de outubro de 2015

O jogo de volta foi então definido para 13 de outubro, mais uma vez na Cisjordânia, e mais uma vez a Federação da Arábia Saudita, em 23 de Setembro exigiu que a partida fosse jogada em campo neutro.

O pedido foi inicialmente aceito pelo comitê organizador, mas então foi a Federação Palestina (PFA) que se recusou a jogar alegando que a decisão abriria um “precedente perigoso” para o desenvolvimento do futebol no país.

“A PFA deu garantias de segurança completa para que a partida fosse remarcada”, afirma a declaração oficial da FIFA, que vai nomear um oficial de segurança para “trabalhar lado a lado com as autoridades da Palestina e supervisionar o plano de segurança e se certificar que o jogo seja realizado em condições excelentes.”

Ondependente do placar, o Estádio Faisal Al-Husseini, em Al Aham fez festa

O placar não fez diferença para a festa no Estádio Faisal Al-Husseini, em Al Ram

Mais do que a segurança, o jogo tem um entrave político: muitas equipes nacionais árabes se recusam a jogar na Cisjordânia, dizendo que o fato “normaliza” a ocupação do território palestino por Israel.

Outros, como os Emirados Árabes Unidos já jogaram no Estádio Faisal Al-Husseini, na Cisjordânia : em setembro a Palestina empatou em 0-0 com os EAU no primeiro jogo da FIFA que realizou em casa em sua história.

Com 12 pontos em 4 jogos, a Arábia Saudita lidera o Grupo A: os Emirados Árabes têm 7 e a Palestina 5.


Síria goleia e assume a ponta no grupo do Japão
Comentários Comente

Celso de Miranda

Osama Omari marcou três na goleada da Síria sobre o Afeganistão (5-2) nessa terça-feira, nas Eliminatórias da Copa. O resultado colocou a Síria 2 pontos à frente de Japão e Cingapura na liderança do Grupo E das Eliminatórias da Copa.

O Japão, no entanto acaba essa rodada com um jogo a menos que todas as outras seleções.

Em novembro, japoneses farão dois jogos contra Cingapura (dia 12) e Camboja (17). Cingapura ainda enfrenta, no dia 17, a própria Síria, que faz apenas esse jogo em novembro.

Líder
Depois de empatar com o favorito Irã, Omã venceu a Índia no Complexo Esportivo Sultan Qaboos Muscat e assumiu a liderança do Grupo D, 3 pontos à frente do próprio Irã.

Bahrain vence Filipinas

Posted by FastFut on Terça, 13 de outubro de 2015

No outro jogo da chave o Turcomenistão bateu Guam por 1-0. A Índia segue sem pontuar após 5 rodadas.

No Grupo H, o Bahrain se recuperou da partida de estreia na competição, em junho quando perdeu por 2-1 jogando no Philippine Sports Stadium, em Bulacane, e venceu as Filipinas por 2-0, nessa terça no Bahrain National Stadium, em Manama.