Blog FastFut

Arquivo : Manchester United

Ronaldo quer voltar à Inglaterra em meio a alegações de fraude fiscal
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em meio a acusações de crimes fiscais e atualmente envolvido em audiências judiciais que investigam o assunto, Cristiano Ronaldo disse essa semana que ele quer voltar para a Inglaterraa, onde jogou no Manchester United entre 2003 e 2009.

Acusado de evadir impostos na ordem de US$ 17 milhões (cerca de R$ 53 milhões), em seu depoimento ao Tribunal de Madri o atacante de 32 anos negou as acusações, alegando, ainda que pagou mais impostos do que deveria.

Ronaldo explicou que, na Inglaterra, foi informado pelo seu antigo clube sobre o procedimento utilizado para pagar impostos e explicou que na Espanha era obrigado a ‘pagar mais para evitar problemas’.

Ronaldo: volta à Premier League?

Ele negou, ainda qualquer conhecimento sobre o uso de contas offshore para evitar o pagamento de impostos: Na Inglaterra, nunca tive esse tipo de problema, é por isso que eu quero voltar para lá”, disse Ronaldo, de acordo com a rádio espanhola Cadena SER.

“Quando cheguei a Manchester com 18 anos de idade, eles me disseram como as coisas funcionavam, quais os arranjos fiscais utilizados, e quais eram os melhores mecanismos que eu poderia ter, assim como para os outros jogadores”, explicou.

“E eu sempre segui assim como fui orientado. Mas na Espanha, a indicação era pagar mais para evitar problemas”.

Transferência
No início da janela de transferências, Ronaldo teve seu nome veiculado a uma mudança para Old Trafford, porém o assunto esfriou depois que o Real Madrid afirmou que não negociaria seu jogador mais prolífico.

De acordo com a Sky Sports, os ‘Red Devils’ também se distanciaram da especulação ligando-os com uma transferência e o técnico José Mourinho chegou a admitir que reassinar com Ronaldo seria uma “missão impossível”.

Real e United decidem a Supercopa da Europa

O United terminou com os preparativos da pré-temporada nessa semana e agora está se preparando para o confronto com o Real Madrid na final da Supercopa da Europa, na próxima terça (8 de agosto), na Philip II Arena, em Skopje, na Macedônia.

Ronaldo deve estar em campo para defender o Real, na partida que coloca frente a frente o vencedor da Liga dos Campeões contra os campeões da Liga Europa.

Na Premier League, o United estreia no domingo (13 de agosto), contra o West Ham, em Old Trafford.

No domingo seguinte, dia 20, é a vez do Real estrear na Liga Espanhola contra o Deportivo, em La Coruña.

 


Everton fecha com Schneiderlin do Manchester United por R$ 85 milhões
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Manchester United concordou em vender o meio-campista Morgan Schneiderlin, de 27 anos, para o Everton por £22 milhões (ou R$85,5 milhões)

Um pedido do ex-treinador Louis Van Gaal, o United pagou £25 milhões (R$ 97,25) pelo jogador francês ao Southampton, em julho de 2015.

Em uma temporada e meia, o jogador fez 47 partidas pelo clube: após a chegada de José Mourinho, porém ele fez apenas 8 jogos, incluindo 3 pela Premier League.

Francês deixa o Man United

Francês deixa o Man United: R$ 85 milhões

O treinador José Mourinho confirmou a saída do jogador após a partida do Manchester United sobre o Hull City, em Old Trafford, na primeira partida da semifinal da Copa da Liga Inglesa: coincidentemente, o time da casa venceu por 2-0, gols de Juan Mata e Marouane Fellaini.

Everton
Após a derrota diante do Leicester em Godison Park (1-2), no último sábado, e da desclassificação da Copa da Inglaterra, o técnico holandês Ronald Koeman exigiu que o clube faça contratações nessa janela de transferências em janeiro.

Em Goodison Park, Schneiderlin, que também era pretendido pelo West Bromwich, vai estar sob o comando de Koeman pela 2ª vez: os dois trabalharam juntos durante 2 anos no Southampton.

O holandês não esconde o interesse em outro jogador do United, seu compatriota Memphis Depay, de 22 anos, que também não tem jogado desde a chegada de Mourinho em Old Trafford.

Niasse: rumo ao Hull

Após apenas 7 jogos com o Everton, Niasse  vai defender o Hull

Nesse caso, porém o Everton pode enfrentar forte concorrência, incluido de fora da Premer League: Depay se uniu ao United vindo do PSV por £25 milhões (R$ 97,3 milhões) em maio de 2015.

Além do meia francês, o Everton anunciou até agora apenas a chegada do atacante Ademola Lookman, de 19 anos: o clube pagou £ 11 milhões (R$42,8 milhões) pelo jogador do Charlton, que participou de todas as seleções de base da Inglaterra.

Saindo
Por outro lado, o Everton concordou em emprestar o atacante Oumar Niasse, de 26 anos, ao Hull City: o novo clube ainda precisa acertar alguns detalhes com o atleta, que apesar de ter disputado as Eliminatórias ficou de fora da lista final de convocados pela  seleção do Senegal, que estreia Copa Africana de Nações no próximo domingo (15), diante da Tunísia.

O jogador assinou por £ 13,5milhões (R$ 52,5 milhões) vindo do Lokomotiv Moscou em fevereiro de 2016, mas jogou somente 7 vezes para os ‘Toffees’.


Rooney iguala recorde como maior artilheiro da história do Man United
Comentários Comente

Celso de Miranda

Wayne Rooney precisou de apenas 7 minutos para abrir o placar na vitória do Manchester United sobre o Reading (4-0), nesse sábado, em Old Trafford, em jogo da 3ª rodada da Copa da Inglaterra: Anthony Martial, aos 15′, e Marcus Rashford (75′, 79′) completaram o placar.

O gol de Rooney, porém foi histórico: o atacante marcou seu 249º gol com a camisa dos ‘Red Devils’ e se igualou a Bobby Charlton como o maior artilheiro da história do clube.

Aos 31 anos, Rooney alcança a marca depois de 543 partidas: 215 jogos (e 4 temporadas) a menos do que precisou Charlton.

Em 2015, Rooney superou Charlton para se tornar o maior artilheiro da seleção inglesa (49 gols) e, desde então já alcançou 53.

Depois de contratado junto ao Everton, em 2004, por £ 27 milhões (ou R$ 107 milhões, em valores atuais), Rooney marcou 3 gols em sua estreia contra o Fenerbahce em uma vitória por 6-2 na Liga dos Campeões.

De fora dos últimos 3 jogos do United devido a uma lesão muscular, Rooney tem apenas 4 gols na temporada (2 pela Liga Europa, 1 na Premier League e 1 na Copa da Inglaterra), mas terá a chance de se isolar como maior artilheiro da história do clube já na próxima terça-feira, quando o time recebe o Hull City, na primeira partida das semifinais da Copa da Liga Inglesa.

Na Premier League, o United volta a campo no clássico diante do Liverpool, no próximo domingo (dia 15), em Old Trafford.


Ibrahimovic: “Mourinho merece o crédito pela minha boa fase”
Comentários Comente

Celso de Miranda

O atacante Zlatan Ibrahimovic afirmou que um programa de treinamento especial elaborado por José Mourinho está por trás da excelente fase que o sueco vive no Manchester United.

Desde que mudou do Paris Saint-Germain para Old Trafford, no início da temporada, Ibrahimovic já marcou 18 gols em 28 partidas nas 4 competições que disputa (13 na Premier League, 2 na Copa da Liga Inglesa, 2 na Liga Europa e 1 na final da Supercopa da Inglaterra).

Rotina especial: 'sigo a rotina que ele determina'

Especial: ‘sigo a rotina que ele determina’

“Sinto-me bem, me sinto em forma”, disse Ibrahimovic, que, no entanto, não deve começar o jogo contra o Reading, nesse sábado, pela 3ª rodada da Copa da Inglaterra.

“O ‘chefe’ fez um bom programa de treinos para mim e desde o primeiro dia que cheguei ao clube, que ajudou a me adaptar, do ponto de vista físico, à forma como posso jogar em todos os jogos. O crédito é dele por isso.”

Apesar dos 35 anos, Ibrahimovic jogou todos os 90 minutos em todos os jogos da Premier League nessa temporada – o sueco só ficou de fora do empate contra o Arsenal (1-1), devido a suspensão por cartões amarelos.

Segundo Ibra, o programa de Mourinho inclui condições especiais de treinamento, recuperação e de jogo: “Eu faço tudo de forma diferente do resto do grupo, seguindo a rotina que ele configurou para mim. É por isso que eu posso aguentar por tanto tempo.”

Depois da partida pela Copa da Inglaterra, nesse sábado, o time volta a jogar pela Premier League no próximo domingo, dia 15, no clássico diante do Arsenal, em Old Trafford.


Mourinho acredita em recuperação do United na 2ª metade do campeonato
Comentários Comente

Celso de Miranda

A 3 rodadas do final do ‘primeiro turno’ do Campeonato Inglês, o técnico do Manchester United José Mourinho elogiou a melhora recente da equipe e disse que confia na recuperação do time na 2ª metade da temporada a tempo de lutar pelas primeiras posições da Premier League.

O time parece estar encontrando um padrão e está invicto há 9 jogos, levando em conta todas as competições (Premier League, Copa da Liga Inglesa e Liga Europa).

Vitórias consecutivas e novo ânimo ao para o 2 turno

Vitórias consecutivas e novo ânimo ao para o 2º turno

Na Premier League, embora prejudicado por uma série de empates, o time melhorou muito as suas perspectivas com as vitórias seguidas sobre Tottenham e Crystal Palace e já é o 6º colocado a 3 pontos do Tottenham, e a 6 do City, primeiro na zona de classificação para a Liga dos Campeões, principal objetivo do clube.

“Eu sempre disse que  seria quase impossível estarmos entre os 4 primeiros nessa primeira metade do torneio,” disse Mourinho nessa sexta-feira.”Mas uma coisa é estar a 15 pontos dos 4 primeiros, outra é estar a 5 ou 6 pontos.”

“O que temos de tentar fazer nesses 3 jogos restantes [do primeiro turno] é nos colocar numa posição que nos dê uma chance na 2ª parte da temporada.”

“Estamos jogando muito bem”, disse. “Se pudermos transformar performances em resultados, teremos uma chance.”

O treinador elogiou o esforço e a performance de Zlatan Ibrahimovic, que tem estado em excelente forma e já marcou 8 vezes nos últimos 8 jogos, incluindo o gol da vitória contra o Crystal Palace, na quarta-feira.

“Ele está sendo fenomenal”, disse Mourinho. “Amanhã [contra o WBA] é um último esforço, então teremos uma semana sem futebol e os jogadores  precisam dela, especialmente Zlatan. Em algumas posições você pode se proteger, mas como atacante, é impossível se esconder.”

Maratona
Um dos desafios imediatos do time é enfrentar uma longa sequência de jogos em 5 jogos por 3 competições diferentes no próximos 13 dias: começando por esse sábado, quando o United enfrenta o West Bromwich, no The Hawthorns.

Sem Bailly, Smalling deve voltar aos 11 titulares

Sem Bailly, Smalling deve voltar aos 11 titulares

Ainda em dezembro o time recebe o Sunderland (dia 26) e encerra o primeiro turno, no Old Trafford contra o Middelsbrough (31).

Em janeiro, o time enfrenta o West Ham (em Londres, no dia 2) e em seguida enfrenta o Reading pela Copa da Inglaterra, no dia 6 e no dia 8, disputa a primeira partida da semifinal da Copa da Liga contra o Hull City

O United estreia no returno da Premier League contra o Liverpool, no dia 15.

Elenco
Perguntado sobre transferências, Mourinho disse que não está desesperado para contratar ninguém na janela de janeiro: “Eu gosto do meu time, eu acredito no meu time,” disse.

Para essa reta final do 1º turno, o treinador português pode contar  com Chris Smalling, recuperado de contusão. A volta do zagueiro inglês, que não atua desde o final de outubro acontece em boa hora, já que o marfinense Eric Bailly deixou a partida contra Palace contundido no 2º tempo e não joga nesse sábado.

Rondon: 3 gols sobre o Swansea

Rondón: venezuelano marcou 3 gols sobre o Swansea

Outro lado
Surpresa da temporada, o West Brom do treinador Tony Pulis e do atacante venezuelano Salomon Rondon é 7º colocado na tabela e vem de uma boa vitória em casa sobre o Swansea City (3-1) no meio da semana.

“Nosso elenco é forte e s depois de muito trabalho desde o início da temporada estamos conseguindo bons resultados,” disse Pulis nessa sexta.

“Mas o United está numa série de invencibilidade e merece respeito. É um time para terminar entre os 4 primeiros.”

A única dúvida do treinador para a partida é o zagueiro Jonny Evans, que se recupera de lesão. Se ele não puder jogar, Gareth McAuley deve compor o miolo da defesa ao lado do veterano sueco Jonas Olsson.


Mourinho pode ser punido por comentários sobre árbitro da Premier League
Comentários Comente

Celso de Miranda

O técnico José Mourinho, do Manchester United foi acusado pela Federação Inglesa (FA) de má conduta pelos comentários que fez sobre o árbitro Anthony Taylor designado para a partida Liverpool e Manchester United, em Anfield, disputada na segunda-feira 17 de outubro pela 8ª rodada, e que terminou num empate sem gols.

comentou em frente a nomeação de Anthony Taylor da viagem de Manchester Untied para Liverpool

Mourinho comentou a escolha de Taylor para o jogo do Manchester United em Liverpool

“Eu acho que o Sr. Taylor é um bom árbitro, mas acho que com toda essa pressão sobre ele eu sinto que vai ser difícil para ele ter um desempenho muito bom”, disse Mourinho na época.

Os técnicos são proibidos pelas regras da FA de fazer quaisquer comentários – positivos ou negativos – sobre os árbitros antes dos jogos.

O ex-árbitro e chefe do Comitê de Arbitragem Keith Hackett diz que os comentários de Mourinho “foram impróprios e trouxeram descrédito para a partida.”

O treinador tem até segunda-feira 31 de outubro para apresentar sua defesa: antes disso, porém, o time que venceu o Manchester City, ness quarta-feira pela Copa da Liga Inglesa, enfrenta o Burnley, nesse sábado no Old Trafford.

Má conduta
Numa situação semelhante na última temporada, quando era técnico do Chelsea, Mourinho foi julgado após por afirmar, antes da partida contra o Stoke City, que os árbitros estavam com “medo” de tomar decisões a favor de seu time.

Na ocasião Mourinho foi suspenso por uma partida e multado em £ 50 mil (R$ 191,5 mil).

Ainda na temporada 2015/15, o português acabou no tribunal após discutir e xingar o árbitro Jon Moss, na derrota do Chelsea para o West Ham (2-1), em outubro de 2015.

Julgado, Mourinho que corria o risco de ser banido dos estádios ingleses, foi multado e pegou sursis – uma espécie de pena condicional, que expirou em 13 de outubro de 2016, apenas 3 dias antes de seus comentários sobre Taylor.

 


Mourinho dedica título da Supercopa ao antecessor Van Gaal
Comentários Comente

Celso de Miranda

O técnico do Manchester United José Mourinho dedicou a vitória por 2-1 sobre o Leicester City, e a conquista do título da Supercopa da Inglaterra ao ex-treinador do time Louis van Gaal.

O holandês foi demitido no final da temporada passada apesar de ter vencido a Copa da Inglaterra, que abriu caminho para o time disputar o troféu nesse domingo, em Wembley, diante do campeão da Premier League.

“Dedico a vitória a Louis van Gaal. Sem ele nós não estaríamos aqui”, disse o português assim que deixou o gramado, em entrevista à BT Sport.Eu já venci muitos torneio e ninguém nunca me agradeceu,

Jesse Lingard abriu o placar aos 30′ numa linda jogada individual do atacante do United. O empate do Leicester veio no segundo tempo: após uma falha da defesa dos Devils, Jamie Vardy driblou o goleiro antes de marcar (51′). O estreante Zlatan Ibrahimovic marcou o gol da vitória aos 82′.

“É uma vitória importante, mas, é claro, temos muito trabalho a fazer”, avaliou Mourinho. “Alguns jogadores como [Anthony] Martial, Ibrahimovic, [Marouane] Fellaini não participaram da pré-temporada completa e tiveram apenas uma semana para treinar… Mas é sempre importante começar com um troféu.”

Primeiro título: dedicado a Van Gaal

Primeiro título: dedicado a Van Gaal

Apesar do belo gol e Lingard e da participação decisiva de Ibrahimovic em sua primeira aparição competitiva para United, Mourinho preferiu destacar em sua entrevista após a partida sobre o zagueiro-central marfinense Eric Bailly, de 22 anos, contratado junto ao Villareal, para ele o melhor da partida.

Apesar do belo gol e Lingard e da participação decisiva de Ibrahimovic em sua primeira aparição competitiva para Unitfrasegifed, Mourinho preferiu destacar em sua entrevista após a partida sobre o zagueiro-central marfinense Eric Bailly, de 22 anos, contratado junto ao Villareal, para ele o melhor da partida.

“Bailly anulou o ataque deles, porque consegue ser tão rápido quanto os homens de frente  [Vardy e Ahmed Musa]. É um jogador jovem, que hoje substituiu [Chris] Smalling e foi muito bem na função.” (José Mourinho, técnico do Manchester United, sobre o zagueiro Eric Bailly, 22)

Sobre o sueco, o treinador afirmou que ainda espera que o atacante ofereça muito mais nas próximas semanas: “Zlatan será mais perigoso quando formos mais dominante e jogarmos mais perto da área”, disse ele.

“Ele não é um jogador para ficar a 50 metros da área e ser perigoso. Ele precisa de seus companheiros de equipe para produzir para ele”, disse Mourinho.

“Hoje somos uma equipe que cria mais a partir da retomada da bola e de contra-ataques e vamos mudar isso. Queremos mais a bola a posse da bola.”


United já fez proposta recorde por Muller, diz Rummenigge
Comentários Comente

Celso de Miranda

Em meio aos boatos na imprensa britânica sobre o interesse do Manchester United na contratação do atacante  Thomas Muller, do Bayern de Munique, o presidente executivo do clube alemão Karl-Heinz Rummenigge revelou nessa sexta-feira, que no início da última temporada o clube inglês – na época treinado pelo holandês Louis van Gaal – teria feito uma oferta, que se aceita teria feito do jogador alemão o mais caro da história do futebol.

Muller no United: "Nem por um segundo"

Muller no United: “Nem por um segundo”

Rummenigge que não detalhou os valores, declarou à publicação alemã Frankfurter Allgemeine Zeitung, que a oferta não foi considerada “nem por um segundo.”

“Mas se o negócio se concretizasse teríamos quebrado o recorde mundial das taxas de transferência”, afirmou.

“Muller saiu da academia, nasceu perto de Munique, se formou aqui… é um o herói da torcida. Por isso acho que o tópico foi vetado e o conselho administrativo, que sequer se dispôs a discuti-lo.”

De Bruyne
Rummenigge também revelou que o Bayern teve a chance de assinar com Kevin De Bruyne, do Wolfsburg em agosto de 2015, antes do meio-campista belga se transferir para o Manchester City por € 70 milhões (cerca de R$ 280
milhões).

“Nós tivemos uma oferta para assinar um contrato com De Bruyne em 2015, para garanti-lo a partir do início de 2016,”,acrescentou Rummenigge.

De Bruyne assinou com o City

De Bruyne assinou com o City por € 70 milhões

“Mas a transferência mais a taxa salarial levava o negócio a mais de €100 milhões, e consideramos o risco demasiado elevado”, afirmou.

O administrador afirmou ainda que a prioridade dessa janela era trazer um zagueiro de alto nível, por isso o clube assinou com Mats Hummels, já que o departamento técnbico avaliou que o elenco hoje conta com qualidade e quantidade suficiente no ataque.


Em temporada de altos e baixos, United anuncia receita recorde
Comentários Comente

Celso de Miranda

Apesar de uma temporada marcada por dificuldades, criticas à direção técnica e insatisfação de parte da torcida, o Manchester United anunciou nessa sexta-feira uma receita trimestral recorde de £ 123.4m (R$ 618 milhões) para o período encerrado em 31 de março.

Manchester United: sucesso nas contas

United: tropeço nos gramados, sucesso nas contas

O resultado representa um aumento de 29,9% sobre os primeiros 3 meses de 2015 e foi impulsionado em grande parte pelo crescimento de 37,7% na receita comercial do clube, que atingiu £65.8 milhões nesse período (cerca de R$ 329,65 milhões).

“O Manchester United assinou cinco acordos de patrocínio nesse início de ano, incluindo contratos globais com a Gulf Oil Internacional, do mercado de óleo e gás, e a 20th Century Fox, do setor de comunicação e entretenimento,” informou Ed Woodward, vice-presidente do conselho do clube.

Segundo Woodward, o resultado do trimestre garante que a receita estimada para todo o exercício fique entre £ 500 e £ 510 milhões (R$ 2,205 e R 2,555 bilhões), mesmo diante da possibilidade real do time não estar na Liga dos Campeões na próxima temporada.

O United entra na última rodada precisando vencer o Bournemouth, no Old Trafford, e ainda torcer para o rival Manchester City perder para o Swansea, no Liberty Stadium, se quiser chegar ao 4º lugar que dá uma vaga direta à Liga dos Campeões.

Copa
Independente do resultado final, o dirigente já se diz satisfeito com a temporada 2015/16: “A Premier League mostrou porque é liga mais popular do esporte mais popular”, disse Ed Woodward.

“Ao refletirmos sobre a nossa temporada, se não estamos completamente satisfeitos com os resultados, estamos contentes com o surgimento de uma safra de jovens jogadores, que mostraram identificação com o clube e provaram mais uma vez a força da academia do United.”

Para ele, o time ainda tem a final da Copa da Inglaterra [em 21 de maio] e espera vencer o troféu.

“Não deixa de ser uma vitória especial, pois seria nosso 12º título e igualaríamos o recorde [do Arsenal] como maior vencedor do torneio.”


Man United gasta R$ 50 milhões com agentes mesmo sem contratar
Comentários Comente

Celso de Miranda

O Manchester United gastou mais com honorários de “intermediários registrados” que qualquer outro clube da Premier League: apenas nos últimos 4 meses o clube desembolsou pouco mais de £10 milhões (ou R$ 51,4 milhões) para pagar taxas e salários dos agentes dos jogadores. 

Os números foram divulgados  pela Federação Inglesa (Football Association – FA) nessa sexta-feira.

O mais curioso é que entre outubro de 2015 e fevereiro desse ano, o clube não chegou a contratar um único jogador, nem renovou com ninguém.

Gastando até sem contratar

O Manchester United gasta até sem contratar

Ao contrário, o elenco à disposição do técnico Louis van Gaal foi reduzido: Ben Pearson e Liam Grimshaw foram vendidos para o Preston North End.

Outros 6 jogadores foram emprestados, incluindo o atacante James Wilson, da Seleção Sub-21, para o Brighton & Hove Albion, e o goleiro Victor Valdés, ex-Barcelona, para o Standard Liège.

Fortuna
O total gasto pelo United é cerca de 30% maior que o investido pelo Liverpool, que vem em 2º na lista, com £ 6,67 milhões (R$ 34,3 milhões).

Atualmente em 5º lugar, o Manchester United está a 2 pontos da zona de classificação para a Liga dos Campeões: à sua frente estão os vizinhos Manchester City, que aparece em 3º na lista com £ 5.88 milhões (R$ 30,22 mi).

Em 4º na lista (3º no campeonato), o Arsenal pagou £ 3,13 milhões (R$16,1 mi) em taxas de intermediação e trouxe apenas um jogador: o volante egípcio Mohamed Elneny, do Basel, que assinou por 4 anos e meio, em janeiro.

Por outro lado, os Gunners emprestaram 3 jogadores, incluindo os franceses com passagem pela seleção Mathieu Debuchy e Yaya Sanogo.

O atual líder da Premier League gasta bem menos com os agentes comissionados: foram apenas £ 936 mil nesse período, o 6º menor valor entre os times da primeira divisão, e menor ainda que 4 equipes do Championship.

Próximo Vieira: destaque do Basel e da seleção do Egito

Elneny: destaque do Basel e da seleção do Egito


Gastos dos clubes com taxas intermediários e agentes (outubro a fevereiro)

  1. Manchester United – £ 10.023.318
  2. Liverpool – £ 6.672.713
  3. Manchester City – £ 5.880.098
  4.  Arsenal – £ 3.135.483
  5. West Ham  – £ 2.691.331
  6. Tottenham – £ 2.562.853
  7.  Chelsea – £ 2.214.227
  8.  Stoke City – £ 1.748.093
  9.  West Bromwich Albion – £ 1.700.127
  10.  Aston Villa – £ 1.638.571
  11.  Bournemouth – £ 1.451.647
  12.  Crystal Palace – £ 1.197.845
  13. Norwich – £ 1.183.890
  14. Leicester – £ 936.004
  15.  Southampton £ 799.750
  16. Watford – £ 782.494
  17.  Sunderland – £ 733.894
  18. Newcastle – £ 538.107
  19. Swansea – £ 491.000
  20. Everton – £ 471.400